Respostas interessantes marcadas com a tag

88

Esse erro deve ser o mais perguntado da história da Internet. Esta resposta é uma tradução de outra mais completa e explicativa originalmente postada no StackOverflow em Inglês feita por um colega de comunidade. Adicionalmente eu revisei muito da tradução (incluindo gramática) e, obviamente, refiz toda a formatação para o markdown usado no/pelo Stack ...


39

A mensagem Cannot modify header information - headers already sent by indica que os headers já foram enviados pelo PHP. Isto é causado ou por algum código anterior, ou por algum caractere literal que aconteceu antes de você abrir o <?php. Notar que isto também pode acontecer quando o PHP envia erros ou warnings, então código que dependa de redirect deve ...


26

Uma conexão Keep-Alive significa uma conexão persistente, Ou uma conexão de vida persistente, entre o cliente e o servidor. Impedindo que a conexão se quebre de forma intermitente. A conexão HTTP padrão geralmente é fechada após cada pedido tenha sido concluída, o que significa que o servidor fecha a conexão TCP após a entrega da resposta. A fim de manter ...


21

De forma sucinta, ETag é um mecanismo do HTTP para validação condicional de cache. A ideia é servir conteúdo a ser cacheado com um identificador (geralmente um hash ou número de versão). O cliente então passa a usar esse identificador para perguntar ao servidor se o conteúdo mudou. Exemplo O request: GET /Trj17.png HTTP/1.1 Host: i.stack.imgur.com ...


20

Esse tipo de erro geralmente acontece porque o servidor da sua aplicação já começou a enviar o corpo da resposta à requisição HTTP atual. O cabeçalho, que por definição vem antes do corpo, então não pode mais ser enviado. Numa aplicação PHP, quando isso costuma acontecer? Quando uma mensagem de erro foi emitida antes do output começar (um erro de conexão ...


17

Você pode facilmente saber que 100 pessoas do Twitter acessaram o seu website, simplesmente vendo o Referer enviado pelo cliente, note que o Twitter não utiliza o Referrer-Policy e nem o content-security-policyespecifica o Referrer. Sem a utilização deste recurso qualquer usuário irá enviar o Referer:, imagine que o seu website é https://website.com, nele ...


14

A função header apenas pode ser utilizada antes do script enviar qualquer tipo de resposta ao cliente, pois o header modifica o cabeçalho da resposta HTTP (e este não pode ser modificado depois que se envia algum conteúdo). Fique atento a funções como echo antes de chamar a função header -- ou se houver conteúdo HTML antes da instrução <?php, pois são o ...


13

Eles são case-insensitive. Isso é definido na RFC 7230, mais especificamente na seção 3.2 Header Fields. Esta é uma das RFC's atuais que especificam o padrão HTTP 1.1. Este conjunto de RFC's tornam obsoleta a RFC 2616 que foi usada para base dessa resposta anteriormente (obrigado, @Anderson Carlos Woss) — felizmente, não houveram mudanças significativas na ...


12

Esses content-type especifica como os dados do formuário devem ser codificados ao serem enviados para o servidor (somente quando method="post") Para application/x-www-form-urlencoded, o corpo da mensagem HTTP enviada para o servidor é essencialmente uma seqüência de consulta, nome / valor são separados pelo comercial (&), e os nomes são separados dos ...


12

Não impede nem evita, na verdade, creio que passe informações além do necessário informando o ambiente. Eu não uso esse header como fator de segurança. Você pode removê-lo ou no INI ou no próprio PHP. Removendo pelo INI : expose_php = Off Removendo pelo PHP : header_remove( 'X-Powered-By' ) A função header_remove está disponível para PHP 5 >= 5.3.0


10

Eu tive esse mesmo problema, provavelmente você está usando o header() dentro de uma include, pra resolver isso é só colocar ob_start() na index.php no começo do código.


10

Como complemento: O que faz com que muitos programadores sejam surpreendidos com esse erro é que, geralmente, o Xampp (ou até mesmo uma instalação comum entre PHP e Apache) vem com a opção output_buffering marcado como 4096. A surpresa ocorre porque, no caso dessa opção estar ativa, faz com que haja um efeito similar ao ob_start sendo chamado na primeira ...


8

O ideal é ter um recurso que faça a autenticação do cliente e retone um token para ele. Quanto ao cabeçalho Token eu não o conheço e também não achei referências a eles, muito provavelmente é um cabeçalho personalizado, normalmente vejo este termo associado ao esquema do token como se fosse um esquema mais genérico, outros termos para o esquema são Bearer e ...


7

Esse tipo de header é conhecido como ServerSignature, ele revela informações do servidor como: nome, versão, tecnologia e em alguns casos até o sistema operacional. O seu header em especifico (X-Powered-By) fornece informações da tecnologia que normalmente é ASP.NET ou PHP, no seu caso também mostra que esta rodando em um ubuntu, mas essa informação é bônus ...


7

Veja este artigo já antigo e ainda muito útil: Apache Tips & Tricks: Hide PHP Version (X-Powered-By) Gostaria ainda adicionar que no sistemas que desenvolvo ou participo este elemento do cabeçalho é sempre mascarado ou retirado. Digo mascarado com o nome do domínio por exemplo. Isto porque se trata de uma informação que pode trazer insegurança. Ou ...


7

O tipo "correto" é application/javascript segundo o RFC 4329 (text/javascript é obsoleto). Mas os browsers modernos conseguem entender todos eles. A razão pela qual "application" é o correto é que o browser irá executar o código JavaScript, e ele não precisa ser lido (como texto) - por exemplo, um JS minificado não é legível (na maioria dos casos), mas pode ...


6

Problema resolvido, realmente o problema era na minha WebApi. Para adicionar suporte ao CORS tive que utilizar o pacote Microsoft.AspNet.WebApi.Cors do NuGet, seguindo o artigo que encontrei aqui. Adicione o pacote Microsoft.AspNet.WebApi.Cors ao projeto utilizando o NuGet Install-Package Microsoft.AspNet.WebApi.Cors Adicione o código na configuração ...


6

A utilização do "X" é uma convenção dos desenvolvedores de protocolos customizados. (Prática já desencorajada pela RFC 6648) Nunca encontrei uma versão oficial da utilização do "X", mas a versão mais difundida é que é um X de extra, um "extra header". Estes Header são exatamente para enviar alguma informação customizada no Header, como por exemplo, um ...


5

Esse excelente artigo sobre a história dos navegadores explica um pouco sobre a história deles, e o trecho abaixo é o que mais interessa para o contexto da pergunta: (...) Mozilla built Gecko, and called itself Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.0; en-US; rv:1.1) Gecko/20020826, and Gecko was the rendering engine, and Gecko was good. And Mozilla became ...


5

Ambas as funções chegam ao mesmo resultado. Porém o que diferencia o setcookie() é a sua facilidade para criação de cookies mais complexos, com data de expiração, domínio da aplicação que o cookie será usado (www.algumacoisa.com.br), entre outros. Veja todos os parâmetros que a função aceita: setcookie ( string $name [, string $value [, int $expire = 0 [...


5

Não. Cabeçalhos HTTP não são sensíveis a caso. Aqui na referência HTTP/1.1 no item 4.2 está dizendo isso. HTTP header fields, which include general-header (section 4.5), request-header (section 5.3), response-header (section 6.2), and entity-header (section 7.1) fields, follow the same generic format as that given in Section 3.1 of RFC 822 [9]. Each ...


4

Você não tem como pegar os dados do angular via $_POST, pois eles não vem serializados como parâmetros no corpo da requisição. Para obter o corpo da requisição, leia os dados desta forma: $meuPost = file_get_contents("php://input"); $json = json_decode( $meuPost ); O php://input é uma entrada para o corpo da requisição bruta enviada pelo browser, antes ...


4

Primeiro é preciso entender o significado user-agent, ou o agente do usuário, ou seja o que age/interage. Em geral, é necessário saber qual tipo de funcionalidade é compatível com esse agente, para então disponibilizar o conteúdo em uma maneira interpretável para o mesmo, e é daí que a confusão com a repetida Mozilla começa. O primeiro navegador web, ...


4

Eu não sei responder em detalhes. Estou respondendo apenas para ter uma resposta que não é errada. O motivo dos navegadores usarem isto deve ser mais ou menos o mesmo motivo do que alegam o Windows 10 não chamar Windows 9. Programadores ruins ou preguiçosos ou maliciosos usam a string Mozilla para fazer certas verificações em seus códigos e saber se pode ...


4

Em etag é basicamente um identificador para uma resposta a uma negociação de conteúdo. Se o conteúdo varia, a Etag varia, não necessariamente o endereço do recurso solicitado varia. Quando você faz uma requisição, ela pode variar a resposta de acordo com o contexto. Um exemplo simples seria se você faz uma requisição a um arquivo de texto, hora com suporte ...


4

Aparentemente você está misturando o PHP com Javascript ai. Para fazer esse redirecionamento (me corrija se estiver errado) você pode fazer o seguinte: Utilizando PHP: (lembrando que para funcionar deve ser feita antes de qualquer saída html que o php possa executar) $redirect = 'http://suaurl.com.br'; header("location:$redirect"); Utilizando Javascript: ...


4

O Feature-Policy (não confundir com o Referrer-Policy e nem com o Content-Security-Policy), tem o intuito desligar recursos do navegador, que tipicamente são habilitados por padrão. Ele funciona como: Feature-Policy: <recurso> <origem> O <recurso> pode ser: - accelerometer - ambient-light-sensor - autoplay - camera - encrypted-media - ...


3

Você precisa adicionar a URL dos recursos à whitelist do DelegateProvider. Assim: myApp .config(['$sceDelegateProvider', function($sceDelegateProvider) { $sceDelegateProvider.resourceUrlWhitelist(['self','http://localhost:9000/**']); }]); Caso você não especifique, seu browser tentará obter a lista de autorizações do servidor, via cabeçalho OPTIONS. ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam