Respostas interessantes marcadas com a tag

195

Um stack (ou pilha), neste contexto, é uma forma otimizada para organizar dados na memória alocados em sequência e abandonados (sim, normalmente não há desalocação) em sequência invertida a da entrada. Um heap (ou monte, ok, ninguém traduz isso) é a organização de memória mais flexível que permite o uso de qualquer área lógica disponível. De que pilha ...


70

A tradução de "stack" é pilha, isto é, uma estrutura de dados em que o último elemento a entrar é o primeiro a sair (pense numa pilha de livros). A pilha, portanto, funciona de forma bastante simples - elementos são adicionados/removidos de forma organizada/restrita, o que permite que os processadores sejam otimizados para realizar as operações envolvidas (e....


42

Gostaria de apresentar aqui meu entendimento menos técnico do que as repostas dadas acima mas que podem ser de ajuda ao programador que quer apenas saber do que se trata sem se aprofundar no assunto. A memória Stack é utilizada para armazenar argumentos de uma função, procedure, método. Sendo ela estática pré-alocada no start do programa e desalocada no ...


39

Definições Pilha Na pilha, são guardados objetos alocados dentro de escopos de funções incluindo variáveis locais das funções, argumentos, endereços das áreas de código sendo executadas antes de outras chamadas de função, retorno de funções. A alocação de memória ocorre de forma sequencial e, como a posição desses objetos é conhecida durante o tempo de ...


11

Sim, o stack não só é mais rápido que o heap mas também é mais fácil manipulá-lo. A alocação no heap se dá basicamente por estes motivos: Um objeto é muito grande para caber no stack. A área reservada para o stack costuma ser fixa (é possível aumentar seu tamanho mas isto não está disponível em todas situações e é um processo complicado e tem desvantagens) ...


10

Heap Antes de perceber para que serve o método heapify tem de perceber como funciona um Heap. Pela documentação da HeapQ do Python vemos que a implementação usa um Heap Binário como min-heap. Um heap desse gênero organiza-se como uma arvore binária, em que cada elemento pode ter um filho esquerdo e direito, e o menor elemento encontra-se no topo. ...


9

Dados estáticos, não só variáveis, constantes e códigos também, são armazenados em um heap especial, chamado de High Frequency Heap. É uma área gerenciada pelo .NET, mas seu conteúdo não é coletado. Ali é armazenado o que a aplicação precisa por toda sua vida. Dados estáticos são armazenados lá desde sua primeira utilização até a aplicação terminar, ao ...


6

Primeiro entenda que estamos falando de um conceito abstrato. É um nome só para facilitar nosso entendimento. Não existe um componente de hardware chamado heap localizado na memória. Nem mesmo uma área específica da memória onde "fica" o heap. Ele está espalhado por toda a memória. Heap De forma simples o heap é a área da memória em que os objetos da sua ...


4

Como o limite dos sistemas 32bits é 4GB de RAM e o sistema precisa de memória para Swap, kernel entre outros o limite prático está em torno de 1,4GB a 1,6 GB (fonte). Relação entre PermSize e HeapSize: heap tradicional = objetos perm heap = definições de classes Ou seja o perm heap é um espaço adicional e separado do espaço da heap convencional ...


4

Não é possível alterar pela mesma razão que não é possível no foreach "normal". Em alternativa use Parallel.For.


4

Todo mundo sabe que computadores são máquinas que trabalham com código binário. Tudo com que um computador lida são zeros e uns. Então, quando você tem um dado no seu programa, você tem um conjunto de zeros e uns. Mas esse conjunto não pode simplesmente ficar solto no espaço - ele tem que estar bem localizado na memória RAM. Caso contrário, seu programa não ...


3

Eficiência A alocação em Stack é sempre bastante mais rápida que a alocação em Heap, pois regra geral corresponde apenas a avançar o esp, que é o ponteiro da stack frame corrente na quantidade de bytes desejada, reservando os mesmos para a alocação que se está a fazer. Algo como: sub esp, 4 Que iria reservar 4 bytes para o novo elemento no Stack A ...


2

O termo alocação dinâmica não costuma ser usado neste contexto. De certa forma até é verdade. Este tipo de alocação ocorre na pilha, então ocorre sempre em tempo de execução, neste aspecto podemos dizer que a alocação é dinâmica, em oposição a ser estática quando o dado já está no código binário e a alocação foi feita em tempo de compilação. Porém se pensar ...


2

No primeiro caso está na pilha e no segundo na heap. Mas em ambos os casos os membros deveriam ser acessados com o . e não com ->. Só se usa -> para derreferenciar um ponteiro. Mas você já fez isso ao chamar o índice com o operador []. Então o que sobrou foi uma instância de Pessoas cujos membros vc acessa com . Ex: #include <iostream> #...


1

Em nenhum mo momento este código faz uso do heap, então a confusão do que está acontecendo aí é geral. Imagino que nem percebe que está misturando código C com C++. Pode, funciona, mas não é desejável, se souber o que está fazendo, ok, mas em geral as pessoas fazem isto por acidente. Seria bom ler algumas coisas antes para entender o básico desses ...


1

Sim, deve. Cada objeto apontado por um ponteiro precisa estar alocado em algum lugar. Até pode ser alocado no stack, mas isto é raro e não funcionaria neste caso. Então todo objeto que será apontado por uma variável, mesmo que elas esteja dentro de uma estrutura, e será colocado no heap, deve ter a memória alocada com malloc() ou algum substituto dele. ...


1

Aleatoriamente nunca é o termo, sempre tem um certo determinismo, só não tem como antecipar onde exatamente no código, só em tempo de execução. E vou falar aqui de memória virtual, a memória física certamente é organizada de outra forma e as coisas nem serão sequenciais fisicamente, mas não é aleatório, e isto não afeta o seu código. Vamos só no que ...


1

As partes de um programa Java (variáveis, métodos e objetos) vivem em um dos dois lugares na memória: Stack e Heap. Variáveis de instância e objetos são armazenados no Heap (ou estática), e variáveis locais são armazenadas no Stack (pilha, automática). Stack é a pilha de execução. Cada método executado é colocado na pilha. Dessa forma, o código dos métodos ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam