Respostas interessantes marcadas com a tag

36

Concordo com todas as respostas. Getters e setters são essenciais. Mas a questão é: eles são sempre necessários? O que realmente precisa ser acessado? Ocorre que é prática comum criar-se getters e setters para todas as propriedades de uma classe. Não se reflete sobre a real necessidade nem sobre possíveis efeitos colaterais disso. Muitos métodos são ...


30

Usar um setter não é uma ilusão de encapsulamento porque a ideia é que a própria classe tenha todo o controle sobre a alteração de suas propriedades. Se uma propriedade for naturalmente pública, esse controle é simplesmente inexistente e ai sim não existe encapsulamento algum. Qualquer fonte externa pode, a qualquer momento, alterar a propriedade com ...


29

Boas práticas Vou te dizer o que é mais importante sobre este assunto: inventaram uma praga na cabeça dos desenvolvedores chamada "boa prática". O mundo do desenvolvimento ficará muito melhor quando as pessoas pararem de falar nisso. Essa é uma forma de dizer "faz aí do jeito que eu estou falando e não discuta". O mesmo vale pra "má prática" que é um "...


22

A maneira de fazer os getters ou setters é uma norma ou uma convenção? É uma convenção determinada pela própria empresa que mantém a linguagem, a Oracle, como você pode ver em: JavaBeans Standard O documento JavaBeans spec determina além dessa inúmeras outras convenções, todas elas com o objetivo de facilitar a comunicação entre os desenvolvedores. ...


20

"Segurança" nesse caso se refere somente a um programador acidentalmente acessar uma variável de um modo diferente daquele pretendido pelo autor da classe (não necessariamente um programador diferente). Vou dar um exemplo: class Fração { int numerador; int denominador; // Não pode ser zero public int calcular() { return numerador / denominador; ...


20

A visibilidade de uma propriedade (public, private e protected) são parte do Conceito de Ocultação da Informação, que é importante para se conseguir uma maior consistência de dados. Por exemplo, o código abaixo: class Db_Table { public $dbAdapter; public function __constructor( Db_Adapter $dbAdapter ) { $this -> dbAdapter = $dbAdapter;...


18

A princípio pode parecer que não faz diferença entre deixar seu atributo público ou deixar privado com getters e setters sem validações, pois seu acesso está livre para modificações de ambos os jeitos. Entretanto se um dia você perceber que deve validar o atributo antes de atribuir seu valor você perceberá a diferença de ter optado por um dos dois casos ...


18

A vantagem de se utilizar getters e setters é a possibilidade de se validar ou modificar dados quando se utiliza esse pattern. Por exemplo, suponha que você tenha uma classe Produto com o atributo preco que recebe valores. Claramente, um valor negativo seria inválido. Logo, o setPreco(int preco) poderia se comportar da seguinte maneira: public void ...


18

Vamos por partes: Quando "toda a Internet" diz uma coisa e você não quer fazer o mesmo - quem você acha que está indo na contramão? Em Python não há o costume de se usar getters e setters, por que tem que se pensar de uma forma diferente. Quando você fala em "atributos privados" - eles são privados para "quem"? A ideia do encapsulamento em OO é que ...


17

Você pode escrever como quiser, pode ser obj.colocaValorNoNome() ou qualquer coisa, inclusive, se o seu atributo for público, você não precisa nem usar um método pra get e set, usando, por exemplo: obj.nome = ""; Porém, pensando em padronização de código, boas práticas e segurança, a ideia é impedir que você mesmo ou outro programador faça alguma coisa ...


13

Em Orientação a Objetos getters e setters participam do Princípio da Ocultação de Informação, o qual garante que uma propriedade esteja disponível para leitura ou gravação apenas em determinadas circunstâncias: Private: Apenas quem definiu Protected: Quem definiu e quem dele estender Public: Todo mundo Porém, tanto getters quanto setters são opcionais. E ...


12

Não, você pode usar qualquer um dos dois isoladamente conforme sua necessidade. A boa prática é aquele que você precisa e está correta. Se você não vai usar o getter publicamente, não o crie. De fato se você também não precisa atribuir valor para uma propriedade publicamente, o que faz bastante sentido se não vai ter um getter, então também não tem porque ...


10

Você usa setters e getters para prover o gerenciamento dos atributos do seu objeto. Ou seja, você pode mudar as variáveis do objeto depois de criado. Em contrapartida, ao encapsular os atributos e não criar getter e setter seu objeto se torna fixo. Ou seja, você não poderá mudar os dados uma vez que ele foi criado. Você deverá passar os dados iniciais no ...


10

Em relação a "É uma má prática ter atributos int(públicos),...." não vejo o porquê, quanto muito poder-se-á questionar se ter atributos públicos, em geral, é bom. O caso que apresenta nada tem haver com "boa prática" mas sim com "bom senso"/funcionalidade. Nesse exemplo, sendo final, não vejo problema em ser public, ele não pode ser modificado. No ...


10

Primeiro, me parece que o exemplo citado nem é caso de usar um setter como ele costuma ser definido. Um setter é um método que recebe um valor que normalmente já iria em um campo, eventualmente faça algum processamento antes e/ou depois de atribuir para um campo privado que ele está encapsulando. A descrição indica que este é um método que pega um valor ...


10

Existe exatamente essa pergunta no SO EN. Se precisas mesmo de setters e getters, dever usá-los através de property, ex: class Pessoa(object): def __init__(self, nome, idade, salario): self._nome = nome self._idade = idade self._salario = salario @property def nome(self): print('get do nome') return self....


10

Isto está muito errado. Minha sugestão é se concentrar naos fundamentos, em fazer muito bem o procedural, quando ver que tem necessidade e perceber que já domina o básico então pense em OOP que é menos útil do que se fala, ainda menos em PHP, e mais difícil do que parece. Fazer OOP certo é tão difícil fazer que normalmente sai melhor não usar. Claro que há ...


9

A utilização de métodos get e set, é praticada por questões de segurança. O método aplicado nesse caso é o encapsulamento. O objetivo de fato é não permitir que variáveis sejam modificadas diretamente. Por exemplo, vamos imaginar a possível estrutura de classe a seguir: public class Ponto { public int x; public int y; public Ponto(){} // ...


8

O principal motivo para usar métodos getter e setter é ter algo além de um simples acesso e atribuição na propriedade. Então se não tiver um processamento, não deve usar? Não é isso. Pode ser interessante usar sim. E aí responde a última questão. É a velha resposta da abstração. Quando faz isto, fica garantido que pode trocar a implementação do acesso/...


8

Getters e Setters não foram criados em Java, mas foram popularizados por ela, o uso obrigatório deles faz parte da cultura de hiper abstração da linguagem onde você nunca pode escrever algo que apenas funcione, tem que ter vários níveis de abstração, vários métodos que não fazem nada além de inflar a quantidade de linhas de código para que você possa sentir ...


8

Não há falha de segurança alguma permitir o acesso aos campos (não gosto do termo atributo para isto, ainda mais neste contexto). No máximo é uma quebra de encapsulamento, ou vazamento de abstração, mesmo assim depende do caso. Se só tem o campo privado, tudo normal, nenhum problema, pode fazer à vontade. O problema começa ficar mais complicado quando tem ...


8

O bom design orientado objeto resolve problemas da melhor forma possível. Quando ele é usado pra atender regras sem sentido, não é bom design. Se alguém lhe disse que precisa fazer isso, melhor rever suas influências (o que é um direito seu escolhê-las, até porque quem terá que arcar com as consequências é você mesmo). Como uma nota lateral talvez isso se ...


8

Não é obrigatório. De fato em PHP quase sempre é um canhão pra matar passarinho. Na maioria das situações, dada a natureza de script do PHP, há pouco ou zero ganho em usar este tipo de coisa, a não ser que o método faça alguma útil. Se a pessoa ficou com inveja de programar em Java usando o PHP, então passa para o Java. Ou pelo menos vá para Hack que são ...


8

Para este código aparentemente: var content: String get() = this.content.toUpperCase(); set(value) { if (value != "") { field = value } } Obviamente fiz um stter também só para demonstrar já que ele tem um o field. É melhor que no C#, e muito melhor que no Java que nem tem um mecanismo próprio. Claro que você pode ...


8

É um pouco parecido. Em Kotlin, classes não podem ter campos (fields), ou seja, elas só podem ter propriedades. Mas, para nossa alegria, a linguagem conta com um mecanismo de backing field implícito (chamado field) para quando for preciso usar modos de acesso personalizados. Sua classe, em Kotlin, poderia ser escrita assim: class Article(content: String) {...


8

Um pouco de contexto antes: tradicionalmente, os textos acadêmicos sobre orientação a objetos falam que atributos e métodos tem que ser separados em "públicos" e "privados" (e, algumas linguagens colocam mais algumas distinções aí no meio). A linguagem Java em particular acaba sugerindo - através da sintaxe e das práticas, que a maior parte dos atributos ...


7

Você pode perfeitamente não prover nenhum método setter público para um atributo caso assim deseje, o que não é recomendado é deixar o atributo como público, pois se um dia você resolver mudá-lo para privado e atribuir alguma validação à ele você poderá estar quebrando o código de outras classes que acessam o atributo diretamente, sem utilizar o setter. Se ...


7

Existem algumas formas, e que seguem o padrão de Programação Orientada a Objeto e são: 1 - Padrão com Get/Set: public class Character { private String name; private int intellect; private int strength; private int stamina; public String getName() { return name; } public void setName(String name) { this....


7

Sendo curto e grosso... Se tudo o que o seu acessor get faz é retornar um campo da classe, e tudo que seu acessor set faz é alterar o valor desse campo, tipo assim: public class Pessoa { private int _idade; public int getIdade() { return _idade; } public void setIdade(value) { _idade = value; } } ...Talvez você devesse tornar seu campo público....


7

Introdução sobre boas práticas Onde está dizendo que usar getters e setters é boa prática de programação? Quem disse? Qual a confiabilidade e relevância disto? E mesmo que tenha algo assim, o que boa prática quer dizer? Nada! Em geral é só a opinião de alguém dizendo para você o que deve fazer em algo que ele nem conhece com o que você está trabalhando. ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam