Respostas interessantes marcadas com a tag

18

HTTP 1.1 passou exigir um Host Header. Antes era opcional. Com isso ficou fácil rotear a requisição entre servidores mais facilmente e até compartilhar a mesma estrutura para vários sites (virtual hosting). Ele passou permitir extensões do padrão para atender demandas específicas. Ele passou ter conexões persistentes (Keep-Alive) e pipelining (várias ...


15

Método OPTIONS - O método HTTP OPTIONS foi introduzido no HTTP 1.1, e permite obter-se metadados acerca de um recurso (URL), inclusive quais são os métodos permitidos nele. O cabeçalho Host - Este cabeçalho é obrigatório no HTTP 1.1, mas não no HTTP 1.0. Se uma requisição for enviada sem esse cabeçalho no HTTP 1.1, o servidor deve responder com um status 400 ...


11

Vou tentar explicar: if ($_GET) Supostamente, verifica se foi passado algo junto com a URL. Esse teste é desnecessário pois $_GET é um array superglobal e acredito que esteja sempre presente, independente de variables_order conter o indicador G ou não necessita confirmação Portanto é uma condição desnecessária1. O menos errado, mas ainda assim ...


11

O nodejs têm uma API nativa para HTTP, http.request, que funciona assim: var postData = querystring.stringify({ 'msg' : 'Hello World!' }); var options = { hostname: 'www.google.com', port: 80, path: '/upload', method: 'POST', // <--- aqui podes escolher o método headers: { 'Content-Type': 'application/x-www-form-urlencoded', 'Content-...


10

Outra maneira é enviando um objeto como "segundo parâmetro", segundo a documentação do jQuery.load(). var parametros = { estado: $('#estados').val(), recurso: $('#recurso').val() }; $('#cidades').load('cidades.php', parametros, callback); var callback = function() { //do something } Ainda é possível chamar uma função callback como terceiro ...


8

Sobre método do form: Ao enviar dados de um formulário em PHP, os métodos usuais são o GET e o POST. As variáveis enviadas com o GET vão no URL da requisição, como no exemplo a seguir: http://example.com/consulta.php?NumeroCartao=2890127812781233 e devem ser recuperadas no PHP com $_GET['NumeroCartao']. Já as enviadas com POST, vão no corpo da requisição,...


8

Há um problema conceitual no código. Vejamos as opções para submissão de formulários HTML: POST <form method="post" action="painel.php"> Os valores dos campos do formulário são enviados no corpo da requisição. A URL fica "livre" para você colocar parâmetros adicionais, mas cuidado para não usar os mesmos nomes de campos do formulário. GET <form ...


8

Depende da confiança que tenha nos dados vindos do cliente. Se tiver a certeza que não existe nenhuma chave repetida, ou seja que não há um envio simultâneo de $_GET['bubu'], $_POST['bubu'], $_COOKIE['bubu'] não vejo qualquer problema em usar o $_REQUEST. Agora se houver repetição de alguma chave vai acontecer o seguinte: <?php setcookie("search","...


7

Esta resposta é uma tradução parcial de uma referência do SOzão Resposta curta: mantenha o URL em 2000 bytes Mantendo abaixo dos 2k, o URL funcionará em praticamente qualquer condição. Resposta longa: primeiro, os padrões... A RFC 2616 (Hypertext Transfer Protocol HTTP/1.1) seção 3.2.1 diz: The HTTP protocol does not place any a priori limit on the ...


7

Não existe limite, mas tanto o interpretador da linguagem quanto o servidor podem restringir. No caso do POST em PHP, existe uma linha no php.ini que determina isso. ; Maximum size of POST data that PHP will accept. post_max_size = 8M Por padrão é 8 mega geralmente, mas cada hospedagem trata de uma forma diferente, então vale se atentar a isso caso haja ...


7

Isso provavelmente acontece porque você desabilitou o campo DestinoID definindo a propriedade disabled. Por padrão, os navegadores não enviam os dados em campos desabilitados. Se você deseja que este valor não seja alterado pelo usuário, você pode utilizar a propriedade readonly: <input type="number" ... name="DestinoID" readonly /> Na recomendação ...


6

Se entendi bem, o seu problema é que o parâmetro spv não está sendo passado, certo? Eu sugiro colocar ele em uma entrada escondida (hidden input): <form method="get" action="painel.php> <fieldset> <input type="hidden" name="spv" value="nav/buscaCard" /> ... </fieldset> </form>


6

TL:DR Em questões de eficiência, não há ganho para o PHP ao acessar uma variável ou outra, porém seu uso pode gerar resultados inesperados. Os malefícios em utilizar o $_REQUEST é de sempre utilizar o $_REQUEST para qualquer situação. Quando não utilizamos a variável global específica para o que queremos, estamos instruindo nosso programa a pedir "Vodka ...


6

Isso não é verdade. Todos os navegadores modernos (i.e., IE, Chrome, Firefox, Safari que foram lançados pelo menos nos últimos 3 anos, possivelmente bem mais) suportam todos os métodos de HTTP. GET é suportado em vários escopos, como em todos os tags com um atributo src (e.g., <script src="o endereço que será acessado via GET"></script>). Para ...


6

Você pode fazer desta forma: $qtdPag = 20; $pg = 10; $dottedBefore = false; $dottedAfter = false; if ($qtdPag > 1 && $pg <= $qtdPag) { for ($i = 1; $i <= $qtdPag; $i++) { if ($i == $pg) { echo "<i>[" . $i . "]</i>"; } else if ($i < ($pg - 5) && $i != 1) { if (!$...


6

Com o mesmo princípio da resposta do @JorgeB, adaptei para a geração dos filtros especificados na edição da pergunta. Aproveitando, acrescentei uma opção para remoção de um filtro existente: <?php $categoria = $_GET['_categoria']; $numeracao = $_GET['_numeracao']; $f_categoria = empty( $categoria ) ? '' :'&_categoria='.$categoria; $...


6

if (isset($_REQUEST['url_da_imagem'])) { echo '<img src="'.$_REQUEST['url_da_imagem'].'">'; } No lugar de $_REQUESTvocê pode usar $_GET, é que $_REQUEST funciona tanto para GET quanto para POST, assim caso necessite pode receber a URL por POST também, sem ter que mudar seu código. Edit: Ah, a URL ficaria assim: http://seudominio.com?...


6

Para o formato DD-MM-AA especificado na pergunta, precisamos separar os componentes da data para converter o ano para 4 dígitos: $data1 = explode( '-', $_GET['data1'] ); $data2 = explode( '-', $_GET['data2'] ); echo $dia1 = mktime( 0, 0, 0, $data1[1], $data1[0], 2000+$data1[2] ); echo $dia2 = mktime( 0, 0, 0, $data2[1], $data2[0], 2000+$data2[2] ); echo ( ...


5

No arquivo Web.Config da sua aplicação no servidor IIS, ajuste os valores maxQueryString e maxUrl para o tamanho desejado: <configuration> <system.webServer> <security> <requestFiltering> <requestLimits maxQueryString="8192" maxUrl="8192" /> </requestFiltering> </security>...


5

Na sua action deixa apenas o nome do arquivo. <form method="get" action="painel.php"> e no php verifique se o valor foi definido e contem algo. if(isset($_GET['consulta']) && !empty($_GET['consulta'])){ echo 'valor preenchido'; }else{ echo 'valor vazio'; }


5

Fazendo uso de uma chamada AJAX recorrendo a jQuery para nos facilitar o trabalho, podemos lidar com a questão fazendo uso da função $.ajax() da seguinte forma: var dadosFormulario = $("#formulario").serialize(); $.ajax({ type: "GET", url: "caminho/para/ficheiro.php", data: dadosFormulario, success: function(resposta) { // variável "resposta" ...


5

Tecnicamente existe uma restrição por pacote enviado para executar uma request. A rede é dividida em camadas, enumeradas a seguir: Camada de aplicação Camada de transporte Camada de rede Camada de enlace Camada física Enquanto que na camada de aplicação não existe limites para quantidade de informações enviadas, isso não impede dela ser fragmentada para ...


5

Você pode utilizar as funções urllib.quote_plus para formatar a URL e urllib.urlopen para fazer a requisição e obter a resposta. Para manipular o JSON, usa-se o método loads do módulo json. import urllib, json def obterEstatisticas(url): parametros = urllib.quote_plus('SELECT like_count, total_count, share_count, click_count, comment_count FROM ...


5

Se você continuar com essa concatenação aí no seu código, seria preferível utilizar a função $.param do jQuery. var dados = { estado: $('#estados').val() } var url = 'cidades.php?' + $.param(dados) Mas de todas as formas considero melhor solução a resposta do @PedroJuniorCamara https://pt.stackoverflow.com/a/102853/4995


5

Normalmente vem do name, é ele que o formulário usa para codificar na mensagem ou o URL de requisição ao servidor, e portanto é isto que o PHP receberá. Note que o PHP não sabe o que vem, de onde vem, ele não entende HTML, JS, nada disso. O PHP pega a comunicação HTTP, lendo o URL no caso do $_GET, ou lendo a requisição no caso do $_POST. Inclusive você ...


5

Para essa quantidade de informações, não é aconselhável utilizar o método GET por causa do limite de 1024 caracteres e também é boa pratica utilizar esse método quando for buscar algo. O melhor seria utilizar o método POST, isso você muda no formulário dentro do HTML, através do atributo method da tag FORM. O conteúdo do arquivo salvar.php ficaria assim: //...


4

O padrão MVC possui três camadas View: Suas views são as formas de apresentação de dados para o usuário. Em suma seria um html, flash, air, ou qualquer que seja o tipo de interface que irá adotar. Na view não deve possuir nenhuma regra de negócio, a não ser blocos de comandos simples como um for ou foreach para apresentar uma lista de registros. Controller: ...


4

Altere a diretiva large_client_header_buffers. Directive assigns the maximum number and size of buffers for large headers to read from client request. The request line can not be bigger than the size of one buffer, if the client send a bigger header nginx returns error "Request URI too large" (414). The longest header line of request also must be ...


4

Como citado nos comentários, na sua página de redefinição de senha há um formulário com o a URL do seu script: //Não sou expert em PHP, mas vou supor que está escrevendo a //variável $_SERVER['PHP_SELF'] no action do form <form action="<?php echo $_SERVER['PHP_SELF']; ?>" ...> // Demais campos do seu formulário </form> O que deve ser ...


4

Para isto existe o elseif: if($var == "1"){ $sql = "UPDATE table_1 ". "SET :name=':value' ". "WHERE name_id = ':pk'"; } elseif($var == "2"){ // esta condição será testada se o if de cima for falso $sql = "UPDATE table_2 ". "SET :name=':value' ". "WHERE name_id = ':pk'"; } else { die("ERRO #2"); } Aplicando ao seu ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam