Novas respostas marcadas com a tag

3

A primeira é a mais adequada com certeza. Na verdade em essência ninguém faz a segunda a não ser para demonstrar que é possível (e que é um syntax sugar) ou se tiver algum caso muito específico (estou especulando, não me lembro de algum caso onde isso seja necessário.) A segunda opção definitivamente não é mais parecida com C#, pelo contrário, ela é bem ...


0

São operações distintas e, com o que o JavaScript lhe oferece, não da pra (diretamente) realizar as duas operações em uma só linha. Entretanto, existe uma biblioteca chama jQuery que pode lhe ajudar em diminuir o tamanho do seu código, mantendo-o legível. O código: var texto = document.getElementById('texto'); texto.innerHTML = 'teste'; texto.style....


8

Isto tem um pouco a ver com gosto, e o que eu digo sempre, não importa como faça seja consistente. Consistência tem a ver com o time que você trabalha, e tem a ver com a cultura da tecnologia usada, por isso deveria procurar essa informação para tomar uma decisão. Eu sei que algumas tecnologias não tem isso documentado, e até são inconsistentes, á vi muita ...


0

Além do que foi respondido seria interessante passar os valores como parametros, fazendo da função reutilizavel. Por exemplo: <body> <div id="texto"> texto </div> <button onclick="mudarDiv('texto', 'teste', 'red')">ALTERANDO</button> </body> <script> function mudarDiv(elemento, novoTexto, ...


7

Segundo a documentação da Microsoft e seguindo o seu exemplo o correto seria algumaCoisaSiglaAleatoria porque a sigla tem um tamanho maior que dois caracteres. Quando a sigla tiver dois caracteres ou um, o correto seria em letras maiúsculas: systemIO.


9

Escrever código curtos não deve ser um objetivo. Escrever códigos expressivos e canônicos deve ser algo a ser perseguido. Tentar escrever tudo em uma linha não tem nada de mais expressivo ou canônico. Tentar escrever código curto pode torná-lo menos legível e menos performático. Isto é o oposto do DRY. Estas são duas operações completamente distintas e não ...


2

Não concordo que seja uma questão de comparar qual é melhor e nem necessariamente qual as vantagens de uma sob a outra, sprintf() pode até parecer "mais fácil" ou vantajoso, mas o que define isto é a necessidade, então a vantagem é quando "for necessário", não estou dizendo que vai ter desvantagens em usar deliberadamente, realmente não vai ter "grandes ...


6

Bons nomes tornam alguns comentários desnecessários Quando o autor diz para não comentar o código, ele se refere a priorizar um código legível que não precisa de explicações redundantes através da adição de comentários. Nenhuma regra deve ser seguida cegamente, pois tudo depende de um contexto. Os comentários têm o seu uso, o problema é quando eles são ...


8

Não tem motivo definitivo para não usar comentários. Existem recomendações. Você tem que se perguntar se realmente é útil coloca-los ou se apenas está adicionando ruído no código que irão gerar mais distração do que orientação. Comentários estão disponíveis em todas as linguagens e são úteis sim, mas como tudo, eles também devem ser usados com parcimônia. ...


6

Uma forma que eu aprendi onde eu trabalho é deixar bem claro o nome das variáveis pro que eu quero fazer. Isso já evita muitos comentários desnecessários. Vou dar um exemplo: foreach (var perfilDoUsuario in listaDePerfisDoUsuario) { if (perfilDoUsuario.Value.ToUpper().Contains((ListaDePerfisDoRelatorio.Gerente)....


22

O Uncle Bob tem um jeito de fazer e pode não ser o mais adequado para todos, ele tem contexto dele, você tem o seu e eu tenho o meu. Você deve achar o que é mais adequado para você e para seu time. Os livros dele e de muita gente são bons para te fazer pensar, não para dar receitas de bolo de como se codifica ou desenvolve software. O livro dele é cheio de ...


As 50 principais respostas recentes são incluídas