Respostas interessantes marcadas com a tag

32

A diferença entre Stateful e Stateless é que uma vai guardar o estado dos objetos(Stateful) e o outro vai reconhecer cada requisição como uma requisição nova(Stateless). Stateless: nenhum registro de todas as interações anteriores são salvos. cada interação é tratada com base nas informações disponíveis para a interação Exemplo: Protocolos de Internet (...


9

Para o Java EE 6 ou 7, a recomendação é tentar sempre utilizar @Inject, anotações @EJB devem ser utilizadas somente quando uma funcionalidade sem contrapartida na anotação @Inject for necessária. A ideia é que com as JSRs 299 (CDI) e 300 (DI) a anotação @Inject se tornou um mecanismo unificado, disponível para todas as camadas da aplicação, substituindo as ...


9

JBoss é um servidor de aplicação, que dá suporte e possui implementações da JEE(Java Enterprise Edition) e é homologado pela Oracle. Um exemplo é implementação do JBoss de uma especificação JEE é o Weld, que é uma implementação do CDI. Tomcat x JBoss: Muita gente pensa que não existe diferença entre os dois, mais há sim. O Tomcat é um container de servlets....


6

Sobre EJB Definindo de modo rápido EJB é: "O cara para cuidar da regra de negócios". Ele foi criado para controlar a transação, mensagens, segurança do projeto, etc. As características do EJB são: Permitem injeção: eles podem ser injetados ou terem outros componentes injetados dentro deles Controle de segurança: basta anotar seu EJB ele estará protegido ...


5

Existem sim algumas diferenças entre utilizar um endpoint JAX-RS como um CDI bean / Stateless bean ou não utilizar nenhum dessas duas. Do ponto de vista prático, eu não vejo muita diferenciação entre qual usar, CDI ou EJB, a não ser as já conhecidas diferenças entre eles. Abaixo seguem dois pontos práticos que são os mais importantes: Propagação de ...


5

JBoss é um servidor de aplicação que implementa toda a especificação Java EE. Isto é, dá suporte às implementações de JSF, JPA, EJB, etc. além das implementações, dá suporte a transações e segurança nas suas aplicações, tornando de certa forma transparente o desenvolvimento de componentes. Conforme mencionado já acima, à partir da versão 8 o JBoss passou ...


3

O suporte a CDI em Converter e Validator está na versão 2.3 do JSF, ainda sem release, apenas milestones. Tal suporte é previsto na JSR 372, parte integrante do Java EE 8. Então, você deverá usar dependências ainda não em versão release para tal suporte. Para fazer uso da milestone, caso use maven, adicione esta dependência: <dependency> <...


3

Como sua dúvida é geral em relação ao processo desta separação física dos componentes da sua arquitetura, vou tentar cobrir o máximo possível. A forma que mostro aqui não é a única que existe, é apenas uma que considero organizada e que adoto com JavaEE quando é usada uma arquitetura distribuída parecida com a sua necessidade. Pois bem, considerando que ...


3

Basicamente, as duas perguntas linkadas pelo @bfavaretto já responderiam sua questão no que se refere à modelagem de classes. São elas: É correto dar maior preferência a composição do que herança? É errado usar herança de classes para agrupar comportamentos e atributos comuns? Porém, é possível analisar especificamente o seu caso do ponto de vista de um ...


3

Nativamente não existe como deixar dados como Lazy, ainda. Abaixo faço sugestão de como contornar ou conviver com esse problema. Boa Prática 1 Dependendo do relacionamento não existe problema em deixar como EAGER o relacionamento. Algo como: @OneToMany(fetchType = EAGER) List<Email> emails; // sendo que aqui teria no max 3 emails @OneToMany(...


3

EJB é uma tecnologia para o desenvolvimento de aplicações distribuídas. Os diferentes servidores de aplicação efetuam a distribuição de forma diferente. O EJB, o CDI, o JSP e o JSF são apenas especificações, e as implementações específicas de cada container variam bastante. Todos eles têm extensões proprietárias não portáveis. Esses servidores de aplicação ...


2

Vamos lá! Isso vai requerer um pouco de conhecimento em transações e propagação das mesmas. Além de habilitar o uso do JTA no persistence.xml. Alterando o persistence.xml Para habilitar as transações via JTA, deve-se especificar em qual datasource a transação irá ocorrer, da seguinte maneira: <jta-data-source>java:/meuDatasource</jta-data-source&...


2

Delfino, você quer ter certeza de que ao escolher o Spring Security para Autenticação e Autorização, não terá problemas no futuro. A resposta é: o o Spring Security pode atender perfeitamente suas necessidades, não sendo necessário por nenhum motivo usar JAAS diretamente. Você pode confiar nele. Fiz várias pesquisas procurando comparações entre Spring ...


2

JTA, JPA, Data Source? Acho que você está confundindo JTA, JPA e gerenciamento de conexões (ou EntityManager). Não quero dizer que você não sabe, mas talvez esteja atacando o ponto errado nesta situação em particular. JTA serve para gerenciar transações distribuídas, onde se altera várias bases de dados ao mesmo tempo. Se isso não ocorre em sua aplicação, ...


2

Documentação da Oracle JAVA EE 6 a respeito: Stateful Session Beans The state of an object consists of the values of its instance variables. In a stateful session bean, the instance variables represent the state of a unique client/bean session. Because the client interacts (“talks”) with its bean, this state is often called the conversational state. ...


2

Não, eles possuem propósitos diferentes. O Spring é uma framework que trabalha com injeção de dependências. O objetivo é facilitar a criação de objetos deixando isso a cargo de providers específicos e não das classes que utilizam as dependências. Já o EJB é utilizado para o desenvolvimento de projetos que utilizam uma arquitetura SOA. Seu objeto é permitir a ...


2

Pra adicionar arquivos jars, você adiciona uma dependência com o scope=system, e adiciona um elemento sytempath na dependencia com o caminho do jar, por exemplo: <dependency> <groupId>groupId</groupId> <artifactId>biblioteca</artifactId> <scope>system</scope> <systempath>/caminho_do_jar/...


2

O seu Bean está sendo carregado mas só vai iniciar após o tempo configurado. Você pode confirmar isso acrescentando a Anotação @PostConstruct: package br.com.exemplo.agendador.servico; import java.util.logging.Logger; import javax.annotation.PostConstruct; import javax.ejb.Schedule; import javax.ejb.Singleton; import javax.ejb.Startup; @Singleton @...


1

Vale apenas ressaltar caso utilize seu converter seja gerenciado por CDI, na pagina XML quando referencias o converter tem que ser converter="{nomebeanconverter}", pois apenas com @FacesConverter ficaria assim converter="nomebeanconverter"


1

Enquanto que os MDB são stateless os SB podem ser stateless ou statfull além de os MDB terem um período de vida curta e acederem ás mensagens de forma assíncrona. Além disso não podes aceder ao MDB através de uma interface.


1

Esse erro ocorre porque sua lista de categorias está com Lazy, você precisa inicializar sua lista primeiro antes de realizar uma operação. Você vai precisar criar um método de init() na sua classe Movimentacao. Essa é a lógica que deve seguir: start Transaction Hibernate.initialize(getCategorias()); end Transaction Segue uns exemplos no SOen: ...


1

É possível sim, você pode configurar o plugin surefire: <build> ... <plugins> <plugin> <groupId>org.apache.maven.plugins</groupId> <artifactId>maven-surefire-plugin</artifactId> <version>2.15</version> <configuration> <excludes> <exclude>**/integration/*....


1

Parece que é um bug no Glassfish: GLASSFISH-21287 Ao que tudo indica, o componente HK2 é o culpado: HK2-136


1

Estou utilizando o spring security e no meu caso funciona super bem: https://www.mkyong.com/tutorials/spring-security-tutorials/ Minha sugestão é vc baixar o projeto do tutorial com authenticacao via database e começar sua estrutura através dele...Pois roda de primeira facilmente, inclusive vc poderia comparar seu código Para authentication criei uma ...


1

Acredito que o melhor para o seu caso é fazer manualmente. Criar um mecanismo próprio para fazer essa conversão, uma vez que você conhece perfeitamente os DTOs e as Entitys e como você mesmo disse: "usamos muitos campos no dtos que são impertinentes na entity". Com um mecanismo criado por si e especifico poderás controlar o que passa de DTO para Entity e ...


1

desculpem a demora para responder esta questão pois alguns dias depois desta minha dúvida levei este questionamento para um ex-professor meu da Caelum que sanou estas dúvidas. É o seguinte: Para resolver possíveis problemas em injetar objetos de escopo menor em objetos de escopo maior, como por exemplo injetar um objeto com escopo de request em um objeto ...


1

O ideal seria conseguir isolar este caso de intermitência. O ambiente é complexo e para dar uma resposta concreta precisamos saber se pelo menos no cenário feliz a transação ocorre com sucesso (commit). Depois disso, é preciso que você faça algum teste para saber se estamos conseguindo fazer o rollback no caso de exceções. É melhor que você isole os recursos:...


1

O modo como você adicionou o Runnable está correto e a forma de poder adicionar uma nova é não invocando service.shutdown(). Itso responde sua pergunta. Removendo dali o service.shutdown() você não terá mais esta exceção. Todavia, você não parece ter um bom design aí. Analisando sua necessidade e considerando apenas o que você expôs, thread aí é um exagero ...


1

Não existe essa necessidade, a especificação do JAX-RS já define que o ciclo de vida de um resource é por request. Não faz sentido marcá-lo como @Stateless, por padrão ele não tem estado. Acho que ainda não definiram um boa prática para isso. Eu uso CDI com @Inject, já é suficiente para minhas necessidades dentro de um resource.


1

Seu código contém alguns pontos, que merecem as seguintes observações: Não utilize operações de thread em um container, a não ser que você vá gerenciar todo o lifecycle da Thread que você mesmo tenha disparado (ex: ThreadPoolExecutor), ainda mais neste caso que você tem um bean Stateless, pode ocorrer resultados imprevisíveis referente à concorrência. REF. ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam