Use Stack Overflow for Teams no trabalho para encontrar respostas num ambiente privado e seguro. Os primeiros 10 usuários são grátis. Registre-se

Respostas interessantes marcadas com a tag

69

TD;DL Muito da polêmica ocorre pela falta de uma contextualização. Não vejo nada que desabone o padrão Sigleton quando usado no contexto correto. Sim, ele pode causar muito mal, assim como qualquer padrão de projeto aplicado indevidamente sem análise do impacto e dos efeitos colaterais. Porque não usar Acoplamento Ao usar um Singleton você está ...


68

Inversão de Controle (ou IoC, Inversion of Control) é um termo mais amplo para se referir a um comportamento (explicado abaixo). Várias são as maneiras de implementar a inversão de controle. Injeção de Dependência já não é algo tão amplo, é na verdade considerada até um padrão de projeto. Injeção de Dependência é uma das formas de se fazer a Inversão de ...


64

Nunca Simples assim. Implementar um repositório em cima de outro não faz o menor sentido. Isto fica fácil de ver analisando como se comporta o DbSet. DbSet implementa IEnumerable e IQueryable (porque IQueryable implementa IEnumerable). Ao chamar métodos de extensão que devolvem IQueryable, o retorno é um objeto que acumula filtros. Por exemplo: var query =...


57

TL;DR - Somente use herança se o subtipo puder perfeitamente substituir o tipo base. Além disso, reduza as responsabilidades de suas classes. Use composição para juntar várias responsabilidades isoladas em um objeto só (i.e. agregue funcionalidades). O restante da resposta é baseada em exemplos práticos. Para uma resposta mais conceitual (e mais curta), ...


56

Ótimo assunto, porém isso dá um livro de resposta. Recomendo o estudo sobre Design Patterns. Injeção de dependência É um Design Pattern que prega um tipo de controle externo, um container, uma classe, configurações via arquivo, etc., inserir uma dependência em uma outra classe. Tentando melhorar: "O padrão de injeção de dependências visa remover ...


53

O objetivo é o mesmo: Servir de abstração para persistir os dados. Existe apenas uma diferença no seu modo de uso: Um repositório está vinculado à regra de negócio da aplicação e está associado ao agregado dos seus objetos de negócio e retorna objetos de domínio que representam esses dados. Já o DAO (Data Access Object) a principio tem o seu escopo ...


52

Recapitulando o que provavelmente você já sabe: Model Contém a conexão com o banco de dados ou a forma como acessar os dados tem a lógica necessária para processar os dados no banco de dados ou outra fonte processa os dados obtidos na fonte e coloca na forma necessária para que as outras camadas possam utilizar adequadamente. Os dados relevantes ao ...


47

Definição Em resumo, DAO é um padrão de projetos onde um objeto: provê uma interface que abstrai o acesso a dados; lê e grava a partir da origem de dados (banco de dados, arquivo, memória, etc.); e encapsula o acesso aos dados, de forma que as demais classes não precisam saber sobre isso. Arquitetura Numa aplicação web comum seguindo o modelo MVC, os ...


45

Injeção de Dependências é um tipo de Inversão de Controle e significa que uma classe não mais é responsável por criar ou buscar os objetos dos quais depende. Isso serve para desacoplar as classes, evitando dependência direta entre elas. Os resultados são: Maior índice de reaproveitamento Permite incluir novas funcionalidades sem alterar as já existentes ...


37

IoC IoC pode até não ser tão criado em projetos comuns, porém ele é muito usado em grande parte das aplicações. IoC é também o Princípio de Hollywood, onde os produtores falam para os atores "não nos chame, nós chamaremos você". Isto significa que um componente/fraework toma o controle da aplicação e quando ele precisar da sua intervenção ele chama o que ...


34

Aviso: decidi arriscar uma resposta pois achei as demais confusas ou abstratas, dando margem a diferentes interpretações sobre os padrões. TL;DR DAO e Repository são dois padrões de projetos importantes, cujos propósitos tem uma pequena área de intersecção. Porém, como veremos abaixo, eles diferem tanto em seus objetos, quanto em sua origem e implementação....


31

Esta resposta do SOEN merece ser traduzida e deixada aqui como referência: Como explicar injecção de dependências a um garoto de 5 anos? Quando vai ao frigorífico (geladeira, em pt_BR) buscar qualquer coisa para si, pode causar problemas. Pode deixar a porta aberta, pode pegar qualquer coisa que o Pai ou a Mãe não querem que você coma. Pode até procurar ...


31

Sei que posso entrar na esfera da opinião, mas ainda assim, muito curiosa a colocação prefira composição em vez de herança Durante minhas aulas do mestrado, eu ouvia exatamente o contrário. Inclusive, dentre todos os tipos de herança que existem, os que respeitam o princípio da substituição eram "verdinhos" e os que não respeitam, eram "vermelhinhos". ...


31

Basicamente, a diferença é que MVC possui a arquitetura baseada em Controllers, enquanto que o MVVM possui a arquitetura baseada em ViewModels, e o MVP possui uma camada extra de apresentação, chamada Presenter. E qual a diferença entre elas? O Controller expõe o Model puro, exatamente a representação de dados que deve ser persistida em base. No caso do ...


29

Conceito Em um aspecto global acoplamento é o grau de dependência entre dois "artefatos". Onde artefatos podem ser entidades, métodos, componente, tabelas, enfim qualquer coisa que esteja na outra. Acoplamento baixo - é quando um "artefato", tem pouco ou nada de dependência em relação aos outros. Acoplamento alto - é o inverso do baixo obviamente, sendo ...


28

O mais importante quando se trata de arquitetura de software é entender os mecanismos utilizados em cada uma das camadas, seu benefícios e impactos. Os modelos padronizados servem como uma referência para facilitar a aprendizagem, a comunicação entre arquitetos e desenvolvedores e também como referência de boas práticas. Por exemplo, ao invés de alguém ...


28

Normalmente enxergamos o padrão de projeto como uma receita de bolo. É um modelo a ser seguido. É uma forma de codificar algo para obter um determinado resultado, uma determinada solução. Normalmente estas receitas foram criadas por quem já teve o problema, pensou muito a respeito e encontrou uma solução que pode ser universal. As receitas focam mais um ...


27

Definição A grosso modo podemos dizer que ele é uma forma de abstrair a persistência de dados. Deixar o mecanismo de como os dados são acessados isolados das regras de negócio. Não é a entidade e não é a conexão que faz a persistência, é o repositório, que é uma classe independente com as responsabilidades desacopladas. Então acessa os dados como uma ...


24

Singletons são mentirosos compulsivos Bom, você acaba de de se juntar a um novo projeto, que já possui um código-base maduro e bem extenso. Seu novo chefe lhe pede para implementar uma nova funcionalidade e, como um bom desenvolvedor, você começa escrevendo um teste. Mas como você é novo no projeto, faz um monte de testes exploratórios do tipo “o que ...


24

O que é programação orientada a eventos? É quando você escreve código para responder a eventos. Na programação orientada a eventos, uma rotina especilizada em monitorar os eventos avisa o código especilizado em responder a um determinado evento que aquele evento que ele esperava ocorreu; e então o código recém avisado responde ao evento. O que difere ...


22

Resposta menos prolixa ;) Muitos usam a herança incorretamente para reaproveitar ou organizar código. Herança Estenda uma classe apenas quando for necessário substituir a classe original pela subclasse, de forma a estender as funcionalidades originais. Isto envolve o Princípio da Substituição de Liskov e o Princípio Aberto/Fechado do conceito de design ...


22

Esqueça os padrões (por um momento) Certos problemas específicos são resolvidos melhor se não tentarmos encaixar tudo em algum padrão. MVC não é uma bala de prata, é um modelo, um guia que nos ajudar a organizar melhor sistemas complexos. Camadas consistem numa divisão lógica de responsabilidades, mas às vezes é melhor considerar melhor a interação entre ...


22

Introdução Ele é um princípio a ser seguido e não um padrão de projeto. Então aí já mostra que é difícil definir uma linha onde eles estão sendo usados corretamente ou não. A minha experiência indica que só a experiência qualificada (e não apenas quantificada) ajuda a desenvolver capacidade de definir esta linha. A qualificação tem a ver com a quantidade e ...


21

Vou acrescentar uma outra abordagem ao que já foi dito. O que é um padrão de projeto e a [não] relação com OOP. Padrões de arquitetura ou padrões de projeto, os famosos design patterns, de forma bem objetiva, tem um papel facilitador para executar tarefas repetitivas que já possuem soluções conhecidas que são consideradas adequadas para determinadas ...


21

Injeção de dependência e service locator (estou assumindo que com locator você quis dizer Service Locator) são maneiras de se realizar a inversão de dependência. Factories, por sua vez, se preocupam em instanciar objetos sem que seu chamador se preocupe com seus detalhes de instanciamento (http://www.oodesign.com/factory-pattern.html). Dependências e ...


20

Não confundir multi-layer com multi-tier. Claro que arquiteturas multi-tier provavelmente só funcionarão se a aplicação for multi-layer. Quanto mais camadas "melhor"? Vou começar pelo mais simples. Quanto menos camadas, melhor. É óbvio que a adição de camadas torna o software mais complexo. Claro que isto não quer dizer que apenas uma camada é o ideal. Tem ...


19

Design pattern é o termo usado para descrever uma solução a um problema que ocorre com frequencia e também um forma de resumir a ideia de uma implementação de código, ao invés de descrever o código você fala apenas, estou usando um strategy. Eles também são aplicados para suprir algumas deficiências da linguagem utilizada. Um padrão de projeto possui várias ...


19

Em essência a vantagem é a flexibilidade. Entenda que DI (Dependency Injection) é um nome pomposo para algo muito simples. Eu já falei sobre isto em um par de pergunta e resposta minha. É só parametrizar um objeto que precisa em determinado lugar, seja um algoritmo ou estrutura. Quando você aceita um parâmetro com o objeto que deve ser usado no método, e ...


17

Existem realmente algumas pessoas que defendem usar diretamente o Entity Framework ao invés de usar um repositório. Eu vou expor aqui algumas motivações que eu acredito serem válidas para realmente usar repositórios. Montar um repositório não te custa muito trabalho. Basicamente você cria uma interface com os métodos que você precisa pra realizar o ...


17

Em resumo, o padrão de projetos Adapter consiste em adaptar a interface de uma classe ou objeto para ser usada de outra forma, porém sem alterar a interface ou implementação. Exemplo: persistência em diferentes serviços Um caso comum é quando desenvolvemos um código cliente que pretende usar diversas fontes heterogêneas. Por exemplo, você tem várias ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam