Respostas interessantes marcadas com a tag

86

Há uma diferença de escopo. Você deve saber que qualquer variável "declarada" sem let, var ou const tem escopo global, vale para todo o script. Talvez saiba que sempre deve usar o var para tornar o escopo local, ou seja ele vale apenas dentro da função onde ela foi declarada (pode ser global se não está dentro de função). Mas isto não era ...


59

Existem situações em que uma das duas formas é "exigida" e em outras que, antecipando a resposta longa, é uma questão de gosto. E só para deixar claro que estamos falando de variáveis locais, não de campos da estrutura que devem ter seus tipos explícitos sempre (assim como dos parâmetros). Há debate se isto deveria mudar ou não. Há dificuldades na ...


53

Resposta do tipo "Aprendendo por Exemplos". Modificadores de Visibilidade A palavra-reservada private modifica a forma como as demais classes do seu programa conseguem ver uma classe ou um atributo de classe. Classes Para classes, podemos ter os modificadores: public Todas as demais enxergam. public class MinhaClasse { ... } private Somente classes ...


41

Estritamente falando, não há declaração de variáveis em PHP. Ou seja, não há na linguagem um statement como var para que se declare variáveis. Na prática, as variáveis são inicializadas no primeiro uso. Segundo o manual: Não é necessário variáveis inicializadas [sic; seria incializar variáveis] no PHP, contudo é uma ótima prática. Variáveis não ...


38

Geral Em algumas linguagens não há inicialização, é o caso de C, aí tem que fazer manual. Em C há um acesso bruto à memória e se o programador não cuidar da inicialização pega o que estiver na memória, ou seja, sujeira, o que foi largado por aplicação que tinha aquela área reservada, ou mesmo a mesma aplicação já que há um sistema de memória virtual. Isso ...


36

Ambas as formas produzem o mesmo resultado (ao contrário de String, por exemplo, em que há diferença entre o literal "foo" e o objeto new String("foo")). Em JavaScript, arrays não são "especiais" de nenhuma forma - apenas objetos com um parâmetro length. Mesmo os índices são idênticos ao de um objeto comum, texuais (ex.: arr[0] é o mesmo que arr["0"]). Esta ...


35

let e var têm muitas semelhanças mas algumas diferenças importantes. Diferenças: - let não exporta para global Uma variável em escopo global declarada com let não é exportada como global. Exemplo (link): var x = 'foo'; let y = 'bar'; console.log(window.x, window.y); // foo undefined - let cria um escopo de bloco mesmo dentro de if statements. Ao ...


26

Conforme descrição na MDN: let permite que você declare variáveis limitando seu escopo no bloco, instrução, ou em uma expressão na qual ela é usada. Isso é inverso da keyword var, que define uma variável globalmente ou no escopo inteiro de uma função, independentemente do escopo de bloco. Um exemplo bem simples usando o laço for: for (let i = 0; i < ...


21

Como você está usando private vou entender que esteja falando de campos de uma classe e não de variáveis. Um campo estático é aquele que está disponível em uma classe de forma única para toda a aplicação. Ele não está vinculado a uma instância da classe. Ele pertence a classe em si e é compartilhado por todas as instâncias (objetos) desta classe criadas ...


20

Nenhuma. É só uma permissividade da linguagem escrever das duas formas. Uma (String args[]) é para facilitar para quem vem do C ou C++ e está acostumado assim, a outra (String[] args) é mais intuitiva, já que as duas partes da declaração do tipo da variável estão juntas. O primeiro é esquisito porque uma parte do tipo está em um lugar e a outra parte está ...


19

Consigo enumerar alguns problemas de robustez, compatibilidade e futura manutenção que vão surgir quando estamos a trabalhar sem declarar as variáveis antes de as utilizar: Avisos em PHP compatibilidade, robustez, futura manutenção Se o trabalho desenvolvido for parar a um servidor que contém o error_reporting() (relatório de erros) configurado para ...


19

Creio que seja muito mais uma questão de legíbilidade do que qualquer outra coisa. Quando li sobre isso encontrei discussões sobre o tema, e as recomendações vão depender do que a pessoa acha desse tópico. Eu creio que usar var torna o código mais legível. Se tenho uma classe Pedido que possui Produtos e quero colocar isso numa variável, faria assim: var ...


17

Declaração Declaração é algo que o código faz para mostrar ao compilador que um identificador existirá no código. Pode ser uma variável, função, label, estruturas de dados (como classes, por exemplo), entre outros. Em geral ela só ocorre uma vez no código (em algumas linguagens até é possível declarar mais de uma vez em arquivos diferentes, como ...


17

Quando você cria uma variável, você está alocando um espaço reservado na memória. O que acontece é que em algumas linguagens de programação como C aloca o espaço reservado na memória mas não limpa o conteúdo daquele espaço. Exemplo: criei int exp; em C. Agora a variável existe! Mas o espaço alocado pra ela pode já ter sido usado em alguma situação. Então ...


15

Simplesmente declare-a. Qualquer impacto na performance é irrelevante perto do impacto na manutenção. Você ou outra pessoa pode chegar nesse trecho de código depois e não ter certeza se ele está certo porque não tem certeza de onde vem o valor da variável (é uma global? foi copiado de outro lugar e esqueceram de inicializar? ou escreveram assim mesmo desde ...


14

O modificador final em variáveis quer dizer que você não pode atribuir valor duas vezes à variável. O modificador static quer dizer que a variável pertence à classe, não ao objeto; isso quer dizer que todas as instâncias de uma classe enxergam a mesma variável, e se uma delas modificar o valor, isso vai refletir em todas as outras instâncias. Para se ...


14

No código que você usou como exemplo, não há diferença. Porém, o construtor Array pode receber parâmetros, e dependendo do que for passado ele se comporta de maneira diferente. Por exemplo, se você passar qualquer valor que não seja numérico inteiro, estará criando uma array contendo o que foi passado: var a = new Array('um', 'dois'); console.log(a); // ["...


14

A palavra "criada" aí é um pouco complicada. Informalmente usamos a palavra, mas criação não é bem o termo que ocorre aí neste código. Há uma declaração de variável x, e apenas uma, portanto se quer saber quantas vezes isto ocorre é uma. Se quer saber quantas variáveis são criadas aí, é apenas uma. Se quer saber quantos espaços na memória são alocados para ...


13

Existe a regra porque é ambíguo. Se a variável começar com um número o compilador não sabe que é um símbolo (uma variável, por exemplo). Ele vai achar que é um literal numérico. Perceba que até aqui no site quando você usa o número iniciando o nome, a colorização acha que é um literal (é bem verdade que nestes casos específicos dá para saber que não é um ...


13

Um engano muito comum é as pessoas acharem que o case é um bloco de comandos e gera um novo escopo. Na verdade o case é apenas um label. Então é apenas um nome para um endereço do código usado para provocar um desvio. Na verdade um switch é apenas um goto baseado em um valor. Isto já funciona: #include <stdio.h> int main(void) { int valor = 0; ...


13

A definição de "declarar" pode ver em Qual a diferença entre declaração e definição?. "Inicializar" podemos dizer que que é sinônimo de atribuir um primeiro valor, não necessariamente na declaração. "Instanciar" é criar um objeto, é montar na memória um valor para este objeto. Objeto nada tem a ver com programação orientada a ...


13

O porquê é que os criadores da linguagem decidiram assim. Não tem explicação melhor :) Está na especificação. De fato o que está declarando ali é um literal int que é feito um cast pelo compilador implicitamente. Então está reservando um espaço de 8 bytes, o tamanho de um tipo long e guardando um valor inteiro que só precisaria 4 bytes, mas o resto é ...


12

Impacto na performance Como muitos já disseram, dificilmente haverá um impacto relevante na performance. Haverá ganhos muito maiores de desempenho criando algoritmos melhores, usando cache de opcode e outras técnicas nesse sentido. Impacto na manutenibilidade Declarar variáveis aumenta e legibilidade do código, por consequência, a facilidade de você ...


12

Basta declarar o tipo antes do nome dela: int x; //declarando sem inicializar. Será inicializado implicitamente com 0 var y = 1; //usando inferência de tipo. Só funciona em variáveis locais int z = 2; //definição (declaração+atribuição) explícita Os tipos chamados built-in da linguagem podem ser vistos nessa tabela. Ao contrário do que muitos pensam C# não ...


12

Boas práticas Então posso dizer que ou você não entendeu o que falaram sobre a declaração de variáveis, ou te ensinaram errado, e isso ocorre muito. Realmente vejo muita coisa que fazia sentido nos anos 60 ou 70 serem repetidas até hoje como se fossem verdades. As pessoas aprendem por receita de bolo. Ou seja, elas aprendem boas práticas e não aprendem como ...


11

Considerando a resposta do NULL sobre a inexistência de binários literais, sugiro usar o seguinte para melhorar a legibilidade do enum: public enum Direction { None = 0, //0000 Left = 1, //0001 Right = 1<<1, //0010 Up = 1<<2, //0100 Down = 1<<3, //1000 }


11

Nos primórdios, a documentação da Microsoft incluía uma nota dizendo que o uso excessivo de var quando não necessário podia prejudicar a legibilidade do código. Depois a pópria Microsoft retirou este parágrafo. As respostas curtas para suas perguntas são: nos casos em que ele é opcional, a escolha é puramente uma questão de estilo? Sim, é puramente uma ...


11

Não é bem assim, tem vários pressupostos errados na pergunta. O que não mudou Esta é uma questão que não mudou em nada a execução do programa. Esta mudança é puramente uma nova forma do compilador trabalhar, mas ele não gera código diferente por causa disto. Não há melhora na performance e não há consumo menor de memória. Tão pouco há piora ou aumento de ...


11

Se é intencional ou é falha há controvérsias :) Bom, pode-se dizer que é intencional. Como toda "boa" linguagem dinâmica, em todos os sentidos, como uma linguagem de script deve ser, ela deve facilitar ao máximo a vida do programador fazer coisas rápidas sem cerimônia. Então escolheu-se não exigir a declaração. Se não declarar a variável terá escopo global, ...


10

O C# 7 tem sintaxe para representação binária nativa. Você poderá usar: int x = 0b0111_0100; Pode usar até separadores para facilitar a leitura. Os separadores podem ser usados nas demais representações numéricas também. Fonte. Coloquei no Github para futura referência.


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam