Respostas interessantes marcadas com a tag

6

O seguinte faz o que quer com R base. ib <- which(df$grp == "b") ic <- which(df$grp == "c") df[3:5] <- lapply(df[3:5], function(x){ x[ib] <- x[ib] - x[ic] x }) df # grp index value value2 value3 #1 a 1 10 20 30 #2 a 2 20 30 40 #3 b 1 -20 -20 -20 #4 b 2 -20 -20 -20 #5 c 1 ...


6

Utilize a função grep. Ela permite realizar filtros como este que tu deseja, baseado apenas em um trecho de string: ES_1_4 = ES_1_3[grep("REACTOME_", ES_1_3$Pathways), ] No comando acima, o novo objeto ES_1_4 terá todas as linhas de ES_1_3 que possuam a string REACTOME_ em algum lugar da coluna Pathways.


5

Uma possível forma é você criar um data.frame com todas as datas possíveis: library(lubridate) library(dplyr) all_dates <- data_frame( date = seq(from = ymd("1968-01-01"), to = ymd("2018-01-01"), by = "1 day") ) E em seguida dar left_join com o seu data.frame: df$date <- ymd(df$date) df <- all_dates %>% left_join(df, by = "date")


5

Se entendi bem, você quer selecionar as linhas do data frame com as informações sobre os pontos turísticos a partir do vetor dinâmico, correto? Seja então df seu data frame: df <- data.frame(X = rnorm(100), Y = sample(LETTERS, 100, replace = T)) O seu vetor dinâmico: linhas <- sample(1:100, 15) Para selecionar somente as linhas, você pode fazer: ...


5

Há várias maneiras de fazer o que quer. Vou usar duas delas. Com o tidyverse. Só com R base. Em ambas vou trabalhar com cópias de DF1. Primeiro tidyverse. library(tidyverse) DF2 <- DF1 DF2[-1] <- DF2[-1] %>% mutate_all(funs(./first(.)*100)) DF2 # Name Jan Feb Mar #1 Aaron 100 100 100.0000 #2 Blake 250 150 133.3333 Agora R base. DF3 ...


5

Você pode utilizar a função where o pacote NumPy, basta informar uma condição e os valores a serem utilizados caso verdadeiro ou falso. df['Classe Prevista'] = np.where(df.COMEDY > df.CRIME, 'COMEDY', 'CRIME') # | | # - True | # ...


4

Crie uma função que determina a classe que você quer colocar na coluna: def acha_classe(registro): if registro['COMEDY'] > registro['CRIME']: return 'COMEDY' elif registro['COMEDY'] < registro['CRIME']: return 'CRIME' else: return 'UNKNOWN' Basta agora aplicar (apply) essa função: df['Classe Prevista'] = df.apply(...


4

Pode usar a função pré-definida replace, da seguinte forma: df.replace({'A': ''}, regex=True, inplace=True) Dado o seu dataframe, o resultado será: A B C 0 1 2 3 1 4 5 6 2 7 8 9


4

Uma possível solução é a seguinte. Usa uma função do pacote zoo para modificar a coluna a e depois de terminado volta a os por zeros onde estavam. zeros <- a$a == 0 is.na(a$a) <- zeros a$a <- zoo::na.locf(a$a) res <- lapply(split(a, a$a), function(DF){ data.frame(a = DF$a[1], texto = paste(DF$texto, collapse = " "), ...


4

Primeiro você deve transformar a coluna Data e Hora para datetime df['Data e Hora'] = pd.to_datetime(df['Data e Hora']) para criar as colunas, utilizando o método dt.strftime converta o valor da coluna Data e Hora para uma string no formato de data. # Coluna 'Data' df['Data'] = df['Data e Hora'].dt.strftime('%Y-%m-%d') # Coluna 'Hora' df['Hora'] = df['...


4

Utilizando o pacote tabulizer, eu extraí as informações só da primeira página para testar: library(tabulizer) library(dplyr) library(stringi) url <- 'http://www2.alerj.rj.gov.br/leideacesso/spic/arquivo/folha-de-pagamento-2018-01.pdf' d <- extract_tables(url, encoding = "UTF-8", pages = 1) Depois transformei a lista em data frame, transformei em chr, ...


4

Por padrão, DataFrame.to_excel salva o índice do seu DataFrame junto da tabela de Excel. O índice de um DataFrame (também por padrão) é uma sequência numérica começando de 0. É fácil mudar este comportamento ao salvar o arquivo Excel. Simplesmente passe o argumento index=False: df.to_excel('C:/hashtag_teste.xlsx', index=False)


4

Uma outra forma, além de usar map (como apontado em outra resposta), é utilizar a conversão e os métodos de string fornecidos pelo pandas, assim: raw_data['nome_arquivo'].str.rstrip('.txt') O trecho acima é apenas uma das soluções, mas qualquer outro método de string pode ser utilizado após o .str, como por exemplo o replace (raw_data['nome_arquivo'].str....


4

O método explode resolve isso: >>> df_resultado = df1.merge(df2.explode("cat", ignore_index=False), how='left', on=['evento', 'cat']) >>> df_resultado Nome cat evento sim/não resp 0 João A 1 sim sim 1 Maria A 1 não sim 2 Antonio B 1 sim sim 3 Pedro C 1 sim não ...


4

Arquivos CSV não vem com definição dos tipos de dados de suas colunas. Então o módulo Pandas ao ler um CSV deve inferir qual o tipo de dados mais adequado. No seu caso a coluna teste foi avaliada como uma coluna numérica. Em tipos de dados numéricos os zeros a esquerda são automaticamente suprimidos. Especifique explicitamente através do parâmetro dtype do ...


3

Tenta o seguinte: races = pd.read_csv('races.csv', parse_dates=['date']) # tratar a coluna date como datetime results = pd.read_csv('results.csv') last10M = pd.merge(results, races, how='outer', on='raceId') interval = (last10M['date'] > '2008-01-01') & (last10M['date'] <= '2018-01-01') df_interval = last10M.loc[interval]


3

Brito, nesse caso voce pode utilizar a função do Pandas - Merge o código deve ser: df_join = pd.merge(df_acervo1, df_acervo3, how ='inner', on = ['num']) Obs. O parâmetro ON que está acima representa a chave entre as duas colunas Obs2. No parâmetro HOW voce tera de colocar o tipo de join que deseja da mesma forma que no banco de dados (RIGHT, LEFT, INNER)...


3

Dá pra resolver este problema com o pacote dplyr: dados <- structure(list(date = structure(c(1L, 1L, 1L, 2L, 2L, 2L, 3L, 3L, 3L), .Label = c("1961-08-21", "1961-08-22", "1961-08-23"), class = "factor"), id = c(83377L, 83377L, 83377L, 83377L, 83377L, 83377L, 83377L, 83377L, 83377L), prec = c(NA, NA, NA, NA, 0L, NA, NA, 1L, 2L), tair = c(22.6, 23.8, ...


3

Essa regex aqui funciona bem: ([0-9]()|[A-Za-z]())+\2\3 Basicamente o que essa regex faz é criar 2 grupos de captura, um de números([0-9]) e um de letras maiusculas e minusculas([a-zA-Z]), e então ela verifica se existem os 2 grupos na string(\2 = grupo 2) e (\3 = grupo 3). Veja funcionando no Repl.it.


3

A função filter do pacote dplyr atende o que você deseja library(dplyr) data %>% filter(!is.na(a)) a b 1 1 1 2 3 NA 3 4 NA 4 5 4 5 6 6 6 6 NA Nesse caso eu filtrei os elementos que não são NA (!is.na) da variável a


3

df = pd.read_sql("SELECT * FROM dw.dbo.vW_Vendas", connection)


3

Não é um problema do pacote nem do R e, sim, da API Sidra. Por exemplo, d <- data.frame(A = runif(10000000)) é armazenado sem problemas. No site de ajuda da API, temos: Limite de consulta aos dados A consulta aos dados está limitada a 10.000 valores. Para saber quantos valores a sua consulta irá gerar, multiplique a quantidade de seleções ...


3

Quase. df2 = DF não cria uma cópia de DF, só dá mais um nome pra ele. Quando você dá drop_duplicates(..., inplace=True) as modificações acontecem direto no dataframe (i.e. seu data frame perde as duplicatas). Do jeito que você fez, as duplicatas sairiam de DF, além de df2 (por que na verdade eles são a mesma coisa). O correto seria simplesmente: df2 = DF....


3

Toda posição de um data frame df no R pode ser acessada através do comando df[x, y] Em que x é a linha de interesse e y é a coluna de interesse. Entretanto, ao rodar df[x, ], sem especificar a coluna desejada, o R entende que deve reportar todas as colunas do data frame. Para selecionar as linhas da coluna Área.dos.estabelecimentos.agropecuários..Hectares....


3

Você deve primeiro criar as duas variáveis: censo2$Minimo <- NA censo2$Maximo <- NA Existem algumas maneiras de aplicar a condição que você deseja. Uma forma clara (talvez não a mais rápida) é através de um loop for. for(i in 1:nrow(censo2)) { if(censo2$`Grupos de área total`[i] == "Mais de 0 a menos de 0,1 ha") { censo2$Minimo[i] <- "0" ...


3

Este erro acontece porque sua coluna data não é do tipo str, e sim do tipo datetime64. Para ver os tipos das colunas do seu Data Frame, basta fazer >>> df.dtypes data datetime64[ns] usuarios float64 Para pegar o ano e o mês de uma coluna datetime, basta fazer: df['ano'] = df['data'].dt.year df['mes'] = df['data'].dt.month


3

Esta resposta trata os casos em que pelo menos um elemento do vetor cuja média deve ser calculada é NA com na.rm = TRUE. Mas ao contrário do que está escrito na pergunta, quando todos os elementos são NA o valor da média é NaN, não é 0. Isto faz sentido uma vez que se removermos todos os dados temos a soma de zero elementos dividida por zero, o comprimento ...


3

Pode usar a função cell_limits do pacote cellranger para definir um retângulo em aberto. O formato é ul - vetor que identifica o canto superior esquerdo (upper left) da célula do rectângulo. lr - vetor que identifica o canto inferior direito (lower right) da célula do rectângulo. E o código será algo como (não testado): library(readxl) library(...


3

A função left_join do pacote dplyr faz exatamente o que é pedido. Entretanto, ela só funciona com dois data frames de cada vez, então ela precisa ser aplicada em duas oportunidades. Assumindo que os data frames se chamam df1, df2 e df3, faça library(dplyr) df_final <- left_join(left_join(df1, df2), df3)


3

As funções *_join, do pacote dplyr, só estão definidas para operações com dois objetos de cada vez. Felizmente é possível aplicá-las em mais de um objeto simultaneamente utilizando a função reduce do pacote purr, que também faz parte do tidyverse: library(tidyverse) x <- data.frame(data = seq.Date(from = as.Date("2009-07-01"), ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam