Respostas interessantes marcadas com a tag

17

É possível fazer uso de polimorfismo com Genéricos, mas não da mesma forma como é feito com Arrays O motivo pelo qual você não pode criar um objeto ArrayList<Cachorro> em uma referência List<Animal> é por que seria impossível para a JVM evitar que fosse adicionado um ArrayList<Gato> em um objeto ArrayList<Cachorro>. Veja o exemplo: /...


11

Você provavelmente tem um <ul> na sua página, defina um ID para ela ou uma CLASSE caso não tenha. E no success do AJAX coloque o código abaixo dentro do for: $('#id-do-ul').append('<li><a href="/tasks/detail/'+res[i].id'">'+res[i].title+'</a></li>'); Ou pode fazer usando o each(): var box = $('#id-do-ul'); success: function(...


8

É só você iterar o HashSet e imprimir o que deseja //Chamada do método imprimir(fa); //Declaração do método public static void imprimir(Set<FuncionarioAbstract> funcionarios) { for (FuncionarioAbstract f : funcionarios) { System.out.println(String.format("Nome funcionário %s", f.getNome())); } }


7

Na verdade a KeyedCollection é um Dictionary em que você escolhe como montar o índice. Repare que no exemplo da resposta mencionada eu uso algo assim: public class MortoCollection : KeyedCollection<String, Morto> { protected override string GetKeyForItem(Morto item) { return item.NrCpf.ToString(); } } O uso é praticamente igual a ...


7

Use uma classe que implemente um conjunto (Set), como TreeSet. Forneça um Comparator no construtor que use o ID. As classes que implementam Set somente permitem elementos distintos, usando como parâmetro os campos usados no Comparator.


7

Parece-me que você está sempre apagando o conteúdo de #taskItem e preenchendo-o com o novo valor, de modo que você sempre tem apenas o último apresentado pelo loop. Basicamente, o método html() do jQuery seta o conteúdo de um seletor, independente do que já havia previamente nele. Uma solução seria usar o médoto append(), que vai adicionando elementos ao ...


7

Caso esteja utilizando Java 8 você pode iterar da seguinte forma: public void imprimir(Set<? extends FuncionarioAbstract> funcionarios) { funcionarios.forEach(this::imprimir); } E implementar o método que imprime individualmente: private void imprimir(Funcionario funcionario) { NumberFormat formato = NumberFormat.getCurrencyInstance(); System....


7

A comparação entre dois objectos da mesma classe é feita por herança da classe Object, que efectua uma comparação por referência as posições na memória, dai verde1 ser diferente de verde2 quando comparado. Para obter uma comparação mais precisa, será necessário efectuar override ao método .equal(Object objecto) da classe parente Object para definirmos o ...


7

O método Arrays.asList retorna uma lista de tamanho fixo. Vide documentação. Ou seja, você não pode adicionar elementos nela, não pode remover elementos dela e não pode mexer na estrutura dela. Você pode simplesmente criar um ArrayList a partir desta lista retornada pelo método Arrays.asList. List<Integer> lista = new ArrayList<>(Arrays.asList(...


7

Se existisse unanimidade não precisaria existir os dois. A dicotomia entre esses dois nem faz muito sentido. Ao contrário do que as pessoas podem acham, uma coleção que está falando deve ser do tipo ICollection, e é algo abstrato, não existe de fato. Você usa uma coleção em específico, e existem várias, assim você deve escolher qual é mais adequada para ...


6

Utilize a propriedade .appendTo $('<li />', {html: "Meu texto", href: "/tasks/detail/"}).appendTo('ul.dropdown-menu') Qualquer duvida siga o exemplo : https://jsfiddle.net/lucassilvax/fxmngLwd/


6

Você pode fazer um for dentro do outro, percorrendo a lista e armazenando em variáveis diferentes cada objeto da lista, daí você compara os id, se o id for o mesmo e não for o mesmo objeto você entra na sua lógica de escolher qual dos dois deve ser removido. Adicione esses elementos que devem ser removidos em uma lista a parte para removê-los após a ...


6

Você pode adicioná-los como um enumerable (por exemplo, um array): List<Int32> ContasNegativas = new List<Int32>(); ContasNegativas.AddRange(new int[] { 30301, 30302, 30303, 30304, 30305, 30306, 30341, 30342, 30343, 30344, 30345, 30346, 30401,30403, 30421, 30423, 40101, 40102, 40111, 40112, 40121, 40122, 40123, 50101, 50102, 50103, 50104, 50105, ...


6

Você deve usar na situação que você precisa acessar os elementos desta coleção em O(1) (encontra o que deseja essencialmente no mesmo tempo, não importa o tamanho da coleção) tanto pela posição do elemento, quanto pela chave. Ou se precisa tanto da coleção enumerada pela ordem que ela foi sendo adicionada ou achar um elemento dentro dela de forma rápida. ...


6

Além do já constante em java, no pacote java.util.concurrent, em scala temos uma extensão para esta API, também para trabalhar com coleções que são thread safe, o pacote scala.collection.concurrent. Possui menos classes/interfaces que o java, até por que você pode utilizar as classes da API em java. Especificamente em relação a ConcurrentHashMap do java, ...


6

Você está a procura da interface Comparator. Essa interface te dá a possibilidade de ordenar uma coleção de inúmeras maneiras diferentes. A vantagem dela sobre o Comparable é que você não precisa modificar a classe cujo objetos você deseja ordenar, portanto pode usá-la inclusive em classes que não são modificáveis. Suponha a classe Pessoa: class Pessoa { ...


6

Use isso: List<Integer> lista2 = lista.stream() .map(x -> (Integer) x[0]) .collect(Collectors.toList()); System.out.println(lista2); Saída: [1, 2] Veja aqui funcionando no ideone.


6

Considere um método que retorna um List<?>, não é bonito (e nem faz sentido) retornar null, além de aumentar as chances de uma NullPointerException brotar na execução da sua aplicação. No mundo real, ou uma lista está cheia ou vazia, certo? Normalmente utiliza-se uma lista vazia como retorno, por exemplo: public List<Pessoa> getPessoas(){ ...


5

O Java realmente não tem um Pair propriamente dito. Você pode implementar sua própria classe que lide com o par de dados desejado. Normalmente esta classe é uma implementação da interface Map.Entry<K,V>. Um exemplo de implementação pode ser vista nessa resposta no SO: import java.util.Map; final class MyEntry<K, V> implements Map.Entry<K, V&...


5

Você pode sobrescrever o método toString() da classe FuncionarioAbstract. Veja um exemplo nesta outra resposta minha. Ficaria assim: @Override public String toString() { return getNome() + " - R$ " + getSalario(); } Daí para fazer o método para imprimir, fica bem fácil: public static void imprimir(Set<? extends FuncionarioAbstract> funcionarios) ...


5

Primeiramente, nunca use atributos públicos. Isso é uma péssima prática de programação que deveria ter sido abolida e é condenada de forma quase que unânime por programadores experientes. Além disso, é uma boa prática fazer esses objetos imutáveis se isso for possível (nem sempre é, mas se não for, que seja algo bem pensado nesse sentido), ainda mais quando ...


5

Você pode utilizar o método nullsLast da classe Comparator: Classe Objeto: public class Objeto { private int numero; private String palavra; private LocalDate data; public Objeto(int numero, String palavra, LocalDate data) { super(); this.numero = numero; this.palavra = palavra; this.data = data; } ...


5

Tente utilizar o método map da Stream e crie um construtor ou algo pra inicializar a classe Dto, como apresentado abaixo: Map<String, Integer> counts = new HashMap<>(); studios.forEach(studio -> counts.merge(studio, 1, Integer::sum)); List<Dto> lista = counts.entrySet().stream() .sorted(Collections.reverseOrder(Map.Entry....


4

Em primeiro lugar, esta linha não compila : Map<String,String> myMap = new Map<String,String>(); Você não pode criar uma instância de uma interface. No seu caso, seria melhor usar um HashMap uma vez que a ordem não importa : Map<String, String> myMap = new HashMap<String, String>(); Além disso, de Java 7, você pode usar o operador ...


4

Não existe um método oficial pra recuperar a chave a partir do valor, mas você pode implementar: public static <T, E> T getKeyByValue(Map<T, E> map, E value) { for (Entry<T, E> entry : map.entrySet()) { if (value.equals(entry.getValue())) { return entry.getKey(); } } return null; } Chamada: ...


4

Seu raciocínio está quase certo, a única diferença é que o método AddRange() recebe um IEnumerable<T> ao invés de vários T's. O uso ficaria: ContasNegativas.AddRange(new [] {30301, 30302, 30303, 30304}); Obs.: O C# é suficientemente inteligente para enteder que new [] {int, ...} se refere a um novo array de inteiros. Você também pode passar um ...


4

Seria colocando no inicializador. var lista = new List<int>() {1, 2, 3, 4}; Isso que precisa?


4

Me parece que um dicionário é o suficiente para o que precisa. using System; using System.Collections.Generic; public class Program { public static void Main() { var dicionario = new Dictionary<string, MyObject> { ["item1"] = new MyObject("item1", "valor1", 1, 1.1), ["item2"] = new MyObject("item2", "valor2", 2, 2....


4

Normalmente eu recomendaria ir pelo laço for-each tradicional. Ele resolve boa parte do que você normalmente deseja quando percorre uma coleção. Claro, existem algumas exceções. E também existe motivos de convenção para tratar de outro jeito (chegarei lá). for-each Os casos mais triviais de se iterar uma coleção (qualquer que seja) é simplesmente tratar ...


3

Dá para dizer poucas coisas. Está declarando a classe DisciplinaController que herda de GenericController<Disciplina> que é uma classe que realmente implementa o mecanismo de controlador que será usado nesta classe. Esta é uma classe genérica, ou seja, ela permite trabalhar com diversos tipos de dados verificado e substituído de forma estática. Isto ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam