Respostas interessantes marcadas com a tag

55

Muito do que está aqui já faz menos ou nenhum sentido sentido . o ,NET Core evoluiu e agora faz algumas coisas que digo que ele não faz, por exemplo rodar WinForms, WPF, EF6, ASP.NET MVC normal e outras coisas, e ele substitui outras implementações, inclusive o .NET Framework agora morreu. É uma variação do conhecido .NET Framework (e agora já começa o ...


49

Sim. O .NET usa um modelo de processamento em que o try/catch é uma operação "gratuita" quando não há exceções (o que é o cenário mais comum), e o processamento é movido para o throw (que fica mais lento como consequência). No entanto, o return não é substituto para o throw porque têm significados diferentes. O return deve ser usado para resultados "...


34

O local em que a alocação da memória é feita é somente determinado pelo seu tempo de vida e não pelo tipo de dado. Em C# existem instâncias de duas formas de valores: value types (o valor em si) e referências para outras instâncias. Existe o conceito de "locais de armazenagem" que podem armazenar valores. Todo valor manipulado por um programa está em um "...


28

Entendendo o using e o namespace Primeiro vamos deixar claro que existem dois tipos de using em C#. Existe o statement que é utilizado para finalização de recursos. Veja um pouco mais nessa resposta. E nessa também. Mas você está falando da diretiva do compilador. Está falando de algo que funciona como um alias, uma forma para simplificar o acesso a tipos ...


28

Sim, o segundo código vai consumir mais processamento. Situação excepcional Mas quem se importa? Se realmente aconteceu algo excepcional, algo fora do fluxo normal do programa, este processamento extra, que nem é tão grande assim, dependendo com o que você analisa, não vai degradar a performance geral da aplicação. Pelo menos esse consumo será um problema ...


21

Há algumas curiosidades nesta listagem. Existe uma versão do C# chamada 1.2 mas ela é praticamente desconhecida. Além de pequenas mudanças foi criada a interface IDisposable e tudo o que é necessário para seu funcionamento. Alguns recursos, como o IEnumerator, passaram a usá-la. A versão do .NET Framework (chamado apenas de .NET natabela) não é sincronizada ...


21

Resumo Estado (campos) e comportamento (métodos) são coisas distintas e estão em áreas da memória diferentes. Um método não faz parte da composição interna de dados de uma classe ou estrutura. Método é apenas um conceito abstrato de linguagens orientadas a objeto. Na verdade eles são funções ordinárias. Métodos são códigos em uma posição fixa da memória e ...


19

Esse assunto é complexo, mas para demonstrar qual caminho eu prefiro seguir, segue um trecho do código fonte do EntityFramework: public DbRawSqlQuery<TElement> SqlQuery<TElement>(string sql, params object[] parameters) { Check.NotEmpty(sql, "sql"); Check.NotNull(parameters, "parameters"); return new DbRawSqlQuery<TElement&...


16

Jon Skeet escreveu "Exceptions and Performance in .NET" (jan. 2006), atualizado em "Exceções e desempenho Redux" (graças @ Gulzar). Rico Mariani entrou na conversa com The True Cost of .NET Exceptions -- Solution. A conclusão deles é que sim, pois é mais custoso lançar e tratar uma exceção do que puramente tratar o retorno e além disso pode haver perdas ...


12

O .Net Compiler Platform (anteriormente chamado de Roslyn) é usado como base do compilador de códigos de C# ou VB.Net. Isto pode ser entendido na pergunta O que é linguagem de programação, IDE e compilador?. Depois de compilado, a linguagem em si não tem mais importância. Tudo vira um "código de máquina". Após o processo de compilação do ...


12

Sim. Na verdade boa parte do .NET interopera com a Win32 ou com a API de outros sistemas operacionais que são fornecidas em C. Então é possível você interoperar também. Geralmente estamos falando de trabalhar com código não gerenciado. Tudo o que ocorre nele não tem controle do CLR e de forma geral as alocações de memória devem ser controladas por este ...


12

Usings são apenas definições de atalhos para nomenclatura de tipos (class/struct/enum/delegate)... de forma que é possível usar os nomes dos tipos diretamente sob os namespaces indicados pelos usings: using System; // agora será possível usar a classe String sem especificar o namespace class Xpto { public String Nome { get; set; } } Ao remover um ...


11

Você tem dois problemas aqui. O primeiro é as imagens que podem permanecer por tempo indeterminado na memória. Você não chama o método Dispose() delas e deixa a sua referência cair fora de escopo. A partir desse ponto a memória alocada para a imagem vai ser liberada apenas quando o método Finalize() for chamado pelo Garbage Collector. E o GC geralmente só é ...


11

O CLR é o runtime environment. O R é justamente runtime. É a infraestrutura responsável pela execução do programa. De uma certa forma podemos dizer que todo programa precisa de um sistema de runtime. Alguns precisam de bem pouco - caso de coisas bem simples escritas em assembly (sua melhor chance do runtime ser bem leve ou inexistente) e C, outros precisam ...


10

Não afectam a performance do programa, mas no entanto podem afectar a performance das ferramentas de análise do código. Para além disso, deixar usings que não estão a ser utilizados aumenta a dificuldade de leitura do código (que namespaces é que estão a ser usados em concreto?). Também podem afectar o tempo de compilação dado que o compilador precisa de ...


9

Algumas concepções que você formulou estão erradas. Structs não existem obrigatoriamente na pilha. Uma struct é um conjunto de dados que é armazenado na forma de valor, ao invés de uma referência que aponta para outro lugar. Ela é codificada diretamente no contexto ao qual está associada, ou que será utilizada (quem decide isso é a CLR): se for uma ...


9

Dados estáticos, não só variáveis, constantes e códigos também, são armazenados em um heap especial, chamado de High Frequency Heap. É uma área gerenciada pelo .NET, mas seu conteúdo não é coletado. Ali é armazenado o que a aplicação precisa por toda sua vida. Dados estáticos são armazenados lá desde sua primeira utilização até a aplicação terminar, ao ...


9

Por que o coletor de lixo só coleta referências que não são mais acessíveis. No entanto, ainda é possível haver vazamentos de memória por meio de referências acessíveis. Por exemplo: public class VazadorDeMemoria { private static final List<Object> monteDeLixo = new ArrayList<>(); public static void ...


8

Plataformas .NET Quando o .NET Framework foi criado a ideia era ter um framework para desenvolvimento de aplicações desktop no Windows. Podemos falar que o framework em si era composto por três componentes principais: O CLR (Commom Language Runtime) - De forma resumida é um "Execution Engine" contendo tudo que é necessário para executar as aplicações .NET ...


8

Isto não é mais válido com a implantação do CLI - Command Line Interface Aos poucos toda tecnologia que surgiu à partir da abertura do código do .Net e da arquitetura mais modular vai se consolidando e chegando no ponto de ter tudo o que é necessário para usar em produção. Você já deve saber que o CoreCLR substitui o .NET que é uma plataforma cheia de ...


8

O tempo "perdido" nas Exceptions é muito pequeno se comparado com legibilidade de código. Outros desenvolvedores devem olhar para o seu código e entender claramente que aquilo é um tratamento de erro. Mesmo assim, no .NET, Exceptions são gratuitas quando tudo ocorre certo, caso haja uma excepção o tempo perdido não fará diferença já que a execução irá parar ...


8

Não tem efeito na velocidade de execução, mas pode haver algum efeito na velocidade de compilação, pois há mais namespaces para procurar a classe adequada. Eu não me preocuparia muito com isso, entretanto você pode usar o item Organize Usings do menu para remover e ordenar as instruções using.


8

A resposta aceita é muito boa, mas um mergulho mais fundo em alguns pontos abaixo. Editado: Removi a recomendação sobre a string na struct, não fazia sentido. Dessa forma, como se diferencia de forma mais correta tipos valor e tipos referência? Tipos de valor são considerados os literais ou os tipos que implementam deep copy. O número 3 a string "xpto" ...


7

Coletores de lixo coletam lixo, e não outras coisas. Qualquer objeto no heap que tem uma referência para ele não é lixo, não tem porque coletar. Não é tão simples responder a pergunta especificamente porque não um problema específico, mas é fácil responder de forma generalizada, e por isso não importa se é no CLR ou na JVM. Definir o que é vazamento de ...


6

Tua variável imageArquivo é do tipo System.Drawing.Bitmap. Esse tipo herda de System.Drawing.Image, que implementa a interface IDIsposable. Daí tu não chamas o método Dispose dessas imagens em lugar nenhum, pode ser essa a causa do consumo exagerado de memória. Imagens não ficam no espaço de memória gerenciado pelo GC ;) Em outras palavras: o Garbage ...


6

Mas e quanto ao Linux? Eu sei que sem o .NET Core instalado ele não irá conseguir executar um aplicativo nativamente do .NET, mas isso exige a sua instalação na máquina. Isto não é verdade. O .NET Core não é igual ao .NET Framework justamente por isto. Ele não precisa estar instalado. Na verdade nem pode ser instalado. Ele é um SDK que você usa no seu ...


5

Isso não afeta a performance do programa, é a mesma ideia de comentários redundantes nos códigos. Não faz diferença para o compilador mas pode atrapalhar o programador. O Máximo que pode acontecer é você diminuir o tempo de compilação do seu programa.


5

Não posso falar especificamente do CLR, mas o raciocínio deve ser igual: toda vez que você define uma classe, essa classe é representada na memória de alguma forma. Há uma única representação para essa classe - ao contrário de suas instâncias (objetos), que pode ter várias. Todas as instâncias de um classe compartilham então a referência para essa classe: ...


5

O Windows essencialmente é desenvolvido com C e boa parte das APIs mais novas são em C++, com alguma compatibilidade com C. Não tem nada importante no Windows que use o .NET, ele pode ser completamente desinstalado. É um mito achar que a Microsoft está desenvolvendo quase tudo em C#. Ela faz o que tem sentido pra ela. O .NET é uma plataforma que a Microsoft ...


5

O processo de execução gerenciada inclui as seguintes etapas, que são discutidas em detalhes mais adiante neste tópico: Escolhendo um compilador. Para obter as vantagens fornecidas pelo common language runtime, você deve usar um ou mais compiladores de linguagem que visa o runtime. Compilar seu código para MSIL. Compilação converte seu código fonte em ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam