Respostas interessantes marcadas com a tag

77

Closure ("clausura" em português, mas esse termo é raramente utilizado), se refere à forma como funções definidas dentro de um "contexto léxico" (i.e. o corpo de uma função, um bloco, um arquivo fonte) acessam variáveis definidas nesse contexto. Em JavaScript, apenas funções definem um novo contexto léxico (outras linguagens têm regras diferentes - algumas ...


47

"Closures" (algo como "fechamento") são funções que "capturam" variáveis que vêm de fora da função. Em inglês se diz que uma "closure" closes over (se fecha sobre) certas variáveis. Um exemplo típico: function somador(v1) { return function(v2) { return v1 + v2; } } somador retorna uma "closure", uma função que captura o valor de v1 (note que ...


41

O que é closure? Closure é um conceito em linguagem de programação que, de forma simplificada, permite que uma função acesse variáveis de sua função parente. Essa técnica é oriunda de linguagens funcionais, mas acabou sendo difundido e implementado também para outras linguagens como JavaScript e C#. Exemplo: function start() { var message = "hello ...


29

Closure tem a ver com o escopo de uma variável em JavaScript. Para não poluir o namespace global, protegendo que as variáveis do seu script se misturem com outras variáveis de outros scripts, você pode usar um grande closure para colocar todo o código de seu plugin, app, ou library... (function($){ // aqui vem o teu código var contador; })(jQuery);...


25

Não vou entrar em detalhes sobre o funcionamento já que a dúvida é mais relacionado com a terminologia. Introdução Cada linguagem pode ter sua própria definição. Em termos gerais há uma definição mais aceita sobre o que é cada um. Há alguma controvérsia mas existem fontes confiáveis formais sobre alguns termos que expressam os conceitos referidos. Alguém ...


8

Marcelo, Na minha experiência com javascript e c# eu poderia dizer que Clousure é usado para explorar aspectos de escopo e contexto. Em javascript e outras linguagens que permitam ser orientadas a eventos (como c#) a gente usa muito para acessar variáveis de outros escopos. É uma forma de você aplicar alguns design patterns como strategy e inversão de ...


8

Isto não é bem uma função. Tecnicamente é, mas é uma função anônima, você parece saber aproximadamente porque a maioria sequer veris isto como uma função. Significa que todas as variáveis capturadas por esta possível clausura serão capturadas como referências. Isto significa que os valores delas não serão copiados para junto da sua função lambda, mas apenas ...


7

Você conhece closures (em inglês)? É a mesma coisa. Você pode ver mais em outra pergunta feita aqui no site. Não é a mesma linguagem mas a ideia é a mesma. O Java 8 possui o mesmo recurso - embora com pequenos detalhes um pouco diferentes. O bloco é um trecho de código que, a grosso modo, pode ser vinculado a uma variável. E obviamente pode ser passado como ...


7

Caso não seja problema, você pode incluir um package no seu projeto para possibilitar a serialização de Clousures. Lembro que o Laravel 4 utiliza esse mesmo package para o mesmo problema: https://github.com/jeremeamia/super_closure Retirado do leia me do Super Closure: Have you ever seen this? Uncaught exception 'Exception' with message '...


6

Pelo que entendi, você precisa de parte das variáveis de determinado contexto de execução, mas não quer manter todas na memória. Uma solução é gerar sua função em outro contexto, passando como parâmetro os dados que você quer manter: function foo () { var x = 1; var naoQuero = 2; return criaBar(x); } function criaBar(x) { return function() { ...


6

Delegate é equivalente a um ponteiro de função/método. Ou seja, é uma maneira de você transformar uma chamada de método em um objeto. Func<string, int> fn = int.Parse; MetodoX( fn ); Ao chamar a o método MetodoX este poderá usar o delegate como uma função normal. Lambda comumente se refere a métodos anônimos, ou seja, um método que é declarado ...


6

A resposta do Eduardo explica o que está acontecendo, e eu vou tentar ilustrar. Cada vez que addMethod é chamada, ela guarda como old o que estiver em object[name], cria uma nova função, e guarda no lugar da antiga. E a cada chamada o addMethod cria um novo old, acessível apenas pela função que o método cria em seguida. Limpando o código, fica mais claro: ...


5

É porque você não usou a chave use. Ela é necessária pra importar a variável pra dentro do escopo da Closure: foreach ($vehiclesInfo as $vInfo) { $splitOpenedIdleEvents = array_filter($openedEvents, function($o) use($vInfo) { return $o->vehicleid == $vInfo->v_id; }); } No PHP, quando você cria uma função anônima (também chamada de ...


4

No conceito geral são sim, mas há detalhes diferentes. Veja: Qual a diferença entre uma expressão lambda, um closure e um delegate?. Com isso entenda que há vários nomes para a mesma ou quase a mesma coisa. Detalhes: Como funcionam Closures em JavaScript? Como funcionam funções anônimas? Criar classes tirando vantagem do lambda ...


4

Acho que encontrei a explicação aqui: https://developer.mozilla.org/en-US/docs/Web/JavaScript/Closures Vamos ver se eu consigo explicar. A função addMethod() está atribuindo uma função para a variável object, que por se tratar de um objeto é um ponteiro (as modificações feitas em object dentro de addObject vão persistir no objeto final). Isso torna a ...


4

Funções anonimas e closures são elementos bem distintos, mas basicamente funções anonimas são funções que não tem nome (parece óbvio) e isto permite uma facilidade enorme na implementação de callbacks O closures tem a ver com o alcance/escopo de uma variável, bem útil para resolver o envio de parâmetros para funções de eventos utilizando funções que ...


4

De um modo geral usa-se funções IIFE desta maneira para salvaguardar que variáveis caiam no escopo global. Uma IIFE é uma função que se auto-executa, e gera um novo escopo dentro dela própria. Passar como parâmetro da função window e document não tem grande utilidade, mas tem uma função que é facilitar/optimizar na compressão do código. Se houver muitas ...


4

JavaScript (JS) não possui um gerenciado de memória explicito, o browser decide quando deve limpa-lo. Às vezes pode acontecer uma perda de eficiência na renderização do JS devido a uma pausa para coleta de lixo (GC - Garbage Collection). Há técnicas para superar falhas causadas pelo GC. Suponha que você tem um algoritmo escrito em JS, e a cada segundo ...


3

Sim, não use closures. Use objetos simples com NEW ou objetos literal com {}. A closure, por definição vai manter todo o escopo: a função interna + a externa. A sua segunda solução é ainda pior, porque vai garantir que o objeto tenha referência à variável 'global' x, não permitindo que o GC entre pra limpá-la da memória.


2

Me surpreende que em uma destas situações é possível acessar o $this. Uma função estática jamais deveria ser capaz de fazer isto. Mas novamente, sabemos como os desenvolvedores da linguagem não pensam em tudo. Eles sabiam que isto não deveria ser aceito mas não perceberam que dava para contornar colocando a função estática dentro de uma função não estática. ...


2

Acredito que você esteja trazendo conteúdo do SO para cá. Então é só fazer o que já foi respondido lá. A função serialize() não vai funcionar mesmo, ela não está preparada para isto. Há uma outra solução postada lá que deve ajudar melhor o que quer, é o uso de a biblioteca Super Closure que usa reflexão para alcançar o objetivo. Se quiser fazer algo por ...


2

ajaxRequest não pode dar retorno síncrono porque o ajax é assincrono. Ou seja um cenário como: function ajaxRequest(type, url) { // etc... return dados; // onde dados é o valor que veio do servidor } var resposta = ajaxRequest('algo', 'algo'); não é viável. Tens de usar lógica assíncrona. Para fazer isso assíncronamente tens 3 hipoteses: callback, ...


2

Depois de conversar com alguns amigos e uma pesquisa mais profunda, descobri qual é o compartamento que acontece nesse caso. É algo meio obscuro e relativamente difícil de encontrar, então vou me esforçar para explicar. O centro desse comportamento é um tipo de método, que é muito usado pelo Java, que é conhecido como Synthetic Method. De acordo com a ...


2

O código está certinho (com o único detalhe que não faz sentido manter a variável count sozinha em memoize - ela deveria ou estar dentro do inner, ou o cache deveria estar fora, junto com ela, mas isso é quese estético). O que acontece é que a sua funçao decorada é ela mesma recursiva, ou seja, uma única chamada a fat vai chamar o wrapper do decorador n ...


1

Uma função é algo muito mais simples. A closure pressupõe mais coisas. Ela certamente usa uma função, mas esta precisa ser de primeira ordem, ou seja, precisa poder ser usada como dados, pode ser usada em qualquer ponto onde faça sentido, incluindo armazenar em variáveis ou passar como argumento ou retorno de função. Mas isto ainda só seria uma função ...


1

Um lambda é apenas uma função anônima. Uma função que é definida sem nome. E o closures é, segundo o Wikipedia: Uma closure ocorre normalmente quando uma função é declarada dentro do corpo de outra, e a função interior referencia variáveis locais da função exterior. Ou seja, você têm uma função definida dentro de outra função a função interna ...


1

Não. Por quê? Clousures são Reference Types. Isso quer dizer que quando você declara um clousure a uma variável, você está declarando o tipo dela, não o valor dela. O conteúdo desse clousure sim será o valor da sua variável. Exemplo: var exemplo : () -> Bool = { return true } Podemos ler a linha acima assim: "A variável 'exemplo' é um clousure do ...


1

Parece que o código que você colou não está completo. Mas pelo o que tu escreveste da pra fazer assim. class Field { var name: String? var validate: (() -> Bool)? } class MyClass { var field: Field { let myField = Field() myField.validate = { self.field.name != nil } return myField } func validateField(){ ...


1

Use a função eval(). Acabei de ver essa possibilidade também com essa função. Abraços!


1

<?php $clazz = "class teste(){function oi(){echo 'oi';}}"; eval($clazz); $variavel = new teste; echo $variavel->show(); $variavel->show(); ?> Tenta isso.


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam