Respostas interessantes marcadas com a tag

143

Em uma rápida resposta: não é possível. No momento que a página começa a renderizar, ela já assume uma codificação (ou tenta detectá-la acaso não seja declarada, geralmente usa o padrão do servidor). Os problemas comuns da codificação É muito comum quando estamos trabalhando com acentos nos depararmos com caracteres estranhos como por exemplo: Algo ...


36

Não é possível. Logo quando uma página HTML é carregada, informa-se o charset utilizado nela: <meta charset="UTF-8"> Assim sendo, todo conteúdo carregado na página deve (idealmente) ser carregado naquele charset (seja ele UTF-8, ISO-8859-1 ou qualquer outro). No seu sistema, você deve fornecer uma maneira de sempre armazenar o conteúdo sempre no ...


29

Uma dica excelente para não ter problemas com charset: Use sempre a mesma codificação para: Apache (arquivo httpd.conf ou .htaccess: DefaultCharset UTF-8) Banco de Dados ( mysql_set_charset("utf8") ) HTML (<meta charset="UTF-8">) Sistema de Arquivo (na hora de salvar o HTML em disco, verifique qual a codificação)


26

Quando usar ANSI e quanto usar UTF-8? Estritamente falando quando você usa UTF-8 está adotando o set de caracteres ANSI. Mas eu acho que você está usando o termo ANSI erroneamente. Não é culpa sua, há muitos anos o termo está sendo usado de forma errada. Provavelmente você está querendo comparar UTF-8 e ISO-8859-1/Latin 1 (que costuma ser confundido com ...


23

TL;DR UTF-8 é um esquema largamente utilizado ao passo que ANSI é praticamente obsoleto. ANSI usa um único byte ao passo que UTF-8 usa uma codificação multibyte. UTF-8 pode representar uma gama de caracteres muito maior que o bastante limitado ANSI. Pontos de código UTF-8 são uniformemente padronizados enquanto que o ANSI possui muitas diferentes versões. ...


18

(para um enfoque mais cultural ver essa outra pergunta) Pergunta-1. "(...) por que ainda existem aplicações que adotam padrões como ANSI, dentre outras codificações?" Resposta. Eu diria "existem pouquíssimas". Algumas aplicações dessas se justificam tecnicamente por não usarem um alfabeto acentuado; e outras, que impõe aos falantes da língua portuguesa a ...


17

Sua string provavelmente está codificada como UTF-8, o que é desejável, pois assim você consegue representar uma quantidade imensa de caracteres especiais. Em UTF-8, certos caracteres, incluindo todos os acentuados, ocupam mais de um byte. Porém a função substr considera que cada caracter ocupa somente um byte. O que está acontecendo é que o substr está ...


17

A escolha do charset do seu banco de dados vai depender com a aplicação que irá utilizar o mesmo. O UTF-8 é um padrão que suporta além dos caracteres latinos, caracteres Gregos, Hebraicos, entre outros, sendo assim um chartset que suporta múltiplos idiomas. Caso sua aplicação precise ser compatível com vários idiomas, o uso do UTF-8 garante que caracteres ...


17

Charset O Charset define o conjunto de caracteres que você irá utilizar para armazenar dados em forma de texto, onde cada caractere recebe um número. Um exemplo bem comum é a tabela ASCII que possui apenas 256 caracteres. Se você indicar que o charset do seu sistema é ASCII, isto quer dizer que seu sistema só irá reconhecer os 256 caracteres contidos nele. ...


16

Charset é o conjunto de símbolos e encodes Vamos supor que você tenha as letras "A", "B", "a" e "b". Para cada letra será associado um número: "A" = 0, "B" = 1, "a" = 2 e "b" = 3. A letra "A" é um simbolo e 0 é o encode para "A". A combinação do simbolo + encode é um charset. Já o collation é um conjunto de regras de comparação de caracteres. ...


15

ASCII American Standard Code for Information Interchange. Como o nome já diz é um padrão que atende bem os americanos. Ele vai do número 0 até 127, sendo que os 32 primeiros e o último são considerados de controle, os demais representam "caracateres imprimíveis", ou seja, reconhecidos por humanos. É bem universal. Pode ser representado com apenas 7 bits, ...


15

Tem a ver com a codificação de caracteres. O NVARCHAR é um tipo multibyte para armazenar textos Unicode. Até onde eu sei só existe no SQL Server, ele não faz parte do padrão. A pergunta tem a tag de MySQL, mas ele não aceita este tipo. Há diferença intrínseca de performance já que a codificação usada pelo NVARCHAR tem várias desvantagens. Eu adoto VARCHAR ...


12

Segundo a especificação do HTML, o elemento <meta>, que deve sempre estar no <head>, "representa vários tipos de metadados que não podem ser representados com os elementos title, base, link, style ou script" tradução livre. Exemplos desses metadados são resumo do conteúdo, palavras-chaves, indicações a robôs de busca, entre outras. Ele pode ter ...


12

Há relativamente pouco tempo atrás vários sistemas operacionais não suportavam UTF-8. Ainda há muitas aplicações dessa época em uso e, em muitos casos, as empresas não vão se dar ao trabalho de atualizá-los apenas por questões de boas práticas. Além disso, IDE's como Eclipse e Visual Studio adotam o encoding do sistema operacional como padrão, que no caso ...


10

Esta outra pergunta lembra que no PHP não basta usar a função correta, que, bem sugerida pelo @bfavaretto, é a mb_substr() no lugar da substr(): precisamos também configurar o PHP corretamente para as funções multibyte não causarem surpresas. O que sugiro como configuração, a usar sempre no Português, é setlocale(LC_ALL,'pt_BR.UTF8'); mb_internal_encoding(...


10

BOM significa Byte Order Mark. No nosso mundo as pessoas não conseguem se entender sobre várias coisas, inclusive se os bits de menor valor de um byte devem ser alinhados à esquerda ou a direita. Acredite, há discussões acaloradas e cheias de agressões pessoais sobre qual forma é melhor. Com certos encodings acontece algo parecido. Alguns caracteres são ...


10

Creio não haver um comando nativo que faça tudo, é possível criar uma query que faça o trabalho em seu lugar. Tabelas Gerando as queries necessárias para cada tabela: SELECT CONCAT( "ALTER TABLE ", TABLE_NAME, " CONVERT TO CHARACTER SET utf8 COLLATE utf8_general_ci;") FROM INFORMATION_SCHEMA.TABLES T WHERE TABLE_TYPE="BASE TABLE" AND ...


10

Assumindo que seu servidor está servindo páginas codificadas como UTF-8, o comportamento padrão da maioria dos agentes de usuário (browsers etc) será utilizar essa mesma codificação ao enviar dados de volta ao servidor (através de formulários/POST, por exemplo). Também é possível aceitar outras codificações através do parâmetro accept-charset. Dessa forma ...


10

O BOM (byte order mark, marca de ordem de bytes) foi criado para solucionar um problema do UTF-16 (e também do UTF-32, embora este formato seja pouco usado para salvar arquivos). Como cada caracter em UTF-16 é composto por 2 bytes (ou em casos mais raros por um par de unidades de 2 bytes cada), existe a possibilidade de ordená-los de maneiras diferentes: ...


10

library(XML); library(httr) url = "http://www.encontroabcp2014.cienciapolitica.org.br/site/anaiscomplementares?AREA=8" site_gt = GET(url) site_gt = content(site_gt, as = "text") site_gt <- htmlParse(site_gt, encoding = "UTF-8") resumos_gt = xpathSApply(site,'//div[@style="display:none;"]', xmlValue) resumos_gt Solução foi primeiro ler o conteúdo ...


9

A tua pergunta é um pouco vaga em relação ao problema especifico que estás a encontrar, pelo que, deixo aqui algumas considerações a ter para uma correta iteração com dados do utilizador, dados de e para o servidor e iteração com a base de dados, partindo da base indicada de que a tua base de dados está a funcionar com Charset UTF-8. Notas: Isto pode não ...


8

UTF-8 em conjunto com BOM(Byte order mark) é codificado com os bytes EF BB BF no início do arquivo. Não há diferença, pelo menos não oficial entre UTF-8 e UTF-8 com BOM. Enquanto há utilização, de acordo com o Padrão Unicode, o Byte order mark para arquivos UTF-8 não é recomendado. Na seção 3.10 Unicode Encoding Schemes, item D95 diz, em tradução livre: ...


8

Nem a codificação UTF-8 e nem a ISO-8859-1 interferem nos caracteres de 0x00 até 0x79, e isso inclui os caracteres de controle como tab, cr, lf e demais. O problema do seu código é o uso incorreto do str.replace. Eis algumas possíveis soluções, dependendo do resultado desejado: str = str.replace("</script>", "\n", "g" ); str = str.replace("</...


8

Conforme o @randrade linkou, fiz uma tradução rápida, removi algumas coisas sobre programação especifica e sobre coisas opinativas, também tentei não deixar ao pé da letra a tradução (meu inglês é +ou- vou revisar). "Unicode" não é uma codificação especifica, ele se refere a qualquer codificação que usa a união de códigos para formar um caractere. UTF-16: ...


7

Se a tua página está efectivamente com charset iso-8859-1, podes fazer uso da função de PHP utf8_encode() (Inglês) para codificar a mesma em UTF-8. Nota: No PHPMailer, tens que indicar o charset a utilizar para o envio da mensagem: $mail->CharSet = 'UTF-8'; De qualquer forma, o charset do PHPMailer por defeito é o iso-8859-1 conforme pode ser visto na ...


7

A linha de declaração de encoding #encoding: utf-8 permite que o parser do Python possa entender os acentos no código fonte - ou seja, colocar qualquer caractere acentuado deixa de ser um "erro de sintaxe" em Python 2. Outras codificações, usadas por padrão no Windows, são mais limitadas que o utf-8, no sentido de permitirem apenas 256 caracteres distintos ...


7

Cara, já passei por isso e resolvi o problema apenas adicionando collate utf8_general_ci após o like '%string%', desta forma: Select * from TABELA where CAMPO like '%texto_para_encontrar%' collate utf8_general_ci Não precisei fazer nenhuma alteração no charset do BD ou na página.


7

O encoding mais simples que resolve seu problema é o Latin1 (veja tabela). No lugar do ASCII usaria: Encoding.GetEncoding("iso-8859-1") ou Encoding.GetEncoding(28591) Dependendo do seu caso pode ter que usar o 850 ou 860. Se não puder usá-lo, a solução é converter o texto tirando os acentos. Tem perda de informação, mas é a única solução que sobrou.


7

Neste caso, basta chamar a função utf8_encode Ficando assim: echo ucwords(utf8_encode(strftime("%A ")));


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam