Respostas interessantes marcadas com a tag

19

O que ocorre é que o tipo char em linguagens como o C são na verdade tipos inteiros. No artigo da Wikipedia sobre os tipos da linguagem C esta é a descrição do tipo char: char -> smallest addressable unit of the machine that can contain basic character set. It is an integer type. Actual type can be either signed or unsigned depending on the ...


13

É sobre segurança. Se uma informação fica mais tempo que o necessário na memória tem mais chance da aplicação ser comprometida e alguém com acesso à máquina possa pegar a senha. Strings são imutáveis, você não pode escrever sobre ela, se quiser mudar o conteúdo de uma string, tem que criar outra string nova e descartar esta antiga. O problema é que o ...


10

Sim, existe, basta construir a string indicando o número de vezes que deseja: var texto = new String('P', 5); Veja funcionando no dotNetFiddle. Documentação.


8

Em C, você pode fazer: #include <string.h> #include <stdio.h> int main(){ float valor = 123.456; char convertido[16]; sprintf(convertido, "%.3f", valor); printf("A float convertido = %s", convertido); return 0; } Detalhe para o %.3f, indicando 3 casas decimais. Usando apenas %f pode ocorrer conversões além do que você ...


7

Apesar das outras respostas solucionarem o problema, coloquei esta questão na prova justamente para forçar os acadêmicos de engenharia a pensarem em uma solução matemática. Isto é mais simples, natural e eficiente do que chamar funções para manipular strings. Perceba que o que este exercício solicitava na verdade, era trocar os dígitos da unidade e da ...


7

sizeof() retorna o numero de bytes da string completa. strlen() retorna o número de caracteres dessa String Ao executar o código abaixo: #include <stdio.h> #include <string.h> int main() { char c[10] = "str"; printf("sizeof: %d, strlen: %d", sizeof(c), strlen(c)); return 0; } O retorno é: sizeof: 10, strlen: 3 Ou seja: a string ...


7

Esta sintaxe está completamente errada, tem que comparar a variável contra o caractere individualmente. if (atual->letra == 'a' || atual->letra == 'e' || atual->letra == 'i' || atual->letra == 'o' || atual->letra <= 'u') Estava comparando a primeira expressão booleana contra caracteres. Um caractere que não é nulo é um valor diferente de ...


7

Converter uma string para um inteiro com a função atoi() é fácil, não é mesmo? Não, esta função é considerada problemática e não deveria ser usada. Para o que deseja basta fazer: caractere - '0' onde caractere é a variável que tem o char que deseja converter. Claro que seria bom você verificar se o caractere é um dígito antes, a não ser que possa ...


6

Em VB.NET É a mesma coisa que a resposta do @Maniero, porém em VB.NET, já que não foi especificada nenhuma linguagem. Dim texto = New String("P", 5) Veja no dotNetFiddle


6

sizeof é um operador e retorna a quantidade de bytes de um objeto ou tipo. Não é adequado para ver o tamanho de uma string. Se a *string está representada por um ponteiro, o tamanho será do ponteiro e não do texto. Se for por um array mostrará sempre um resultado equivocado, pelo menos porque considerará o caractere nulo de término do texto, pode ser pior se ...


6

Você aprendeu pela metade. De fato quando pede o sizeof de uma variável to tipo char, ou o próprio tipo char, o resultado sempre será 1. Nunca mudará, então não existe razão para usar uma expressão para pegar seu tamanho. Use 1 e pronto. Pode dizer "por via das dúvidas", "por desencardo de consciência", "vai que um dia mude". Não vai mudar, especificação de ...


6

var c = char.ToUpper(texto[0]); Documentação. Mas antes de usar isto, apague todo seu código e comece de novo, desta vez escreva um código sem goto e com os recursos do C#. Tem outros erros, mas estes são urgentes. Sugiro aprender por outros meios.


5

Em C puro basta você usar a função sprintf que trabalha da mesma maneira que o printf mas invés de mandar a saída para o console você pode salvá-la em uma variável. Em C #include <stdio.h> #define WORD_LENGTH 64 int main(int argc, char *argv[]) { float value = 123.456F; char str[WORD_LENGTH]; sprintf(str, "%.3f", value); printf("%...


5

Abusando um pouquinho de regex: public static String shuffle(String s) { List<String> letters = Arrays.asList(s.split("")); Collections.shuffle(letters); StringBuilder t = new StringBuilder(s.length()); for (String k : letters) { t.append(k); } return t.toString(); } Veja rodando no ideone.


5

Que tal usar Java 8? public static String shuffle(String s) { List<Character> letters = s.chars().boxed().map(c -> (char) c.intValue()).collect(Collectors.toList()); Collections.shuffle(letters); StringBuilder t = new StringBuilder(s.length()); letters.forEach(t::append); return t.toString(); }


5

Para mostrar outra alternativa, e de certa forma como complemento à resposta do @aa_sp pode também utilizar um array de ponteiros para char. Neste cenário é necessario alocar cada nome individualmente no for antes de utilizar. //... char *nome[15]; //vetor de ponteiros para char (strings), 15 nomes int main(void){ //... for(i=0; i<=9; i++){ ...


4

Em C, todas as strings têm um terminador nulo, que é o caratecere '\0' no final da string. Este caractere também ocupa memória, e por causa disso, ele faz parte da string e deve haver espaço reservado para ele no array de caracteres. O caractere '\0' nada mais é do que o valor zero representado como um caractere (ver na tabela ASCII). Em C, as strings o ...


4

Vamos assim então: public static String shuffleString(String s) { char[] caracteres = s.toCharArray(); ArrayList<String> lista = new ArrayList<String>(Arrays.asList(caracteres)); Collections.shuffle(lista); return lista; }


4

Em C, você pode usar a função strncat, ficaria assim: #include <string.h> ... bool trocarNome(char *nome){ strncat(nome, "1", 1); }


4

Colocando a variável dentro de uma função. Não use nada global. É desnecessário em quase todos os casos. Nos casos que pode ser útil precisa saber bem o que está fazendo, entender todas implicações. Provavelmente está usando isso inadvertidamente. Claro, ainda é possível declarar a variável global e inicializá-la dentro da função, idealmente logo no começo ...


4

Pode fazer assim: #include <stdio.h> #include <stdlib.h> #include <ctype.h> int main() { char t[10]; char r[10]; fgets(t, 10, stdin); int c = 0; for (int i = 0; i < 10 && t[i] != 0; i++) { if (isdigit(t[i]) || t[i] == 'i' || t[i] == 'p' || t[i] == '+' || t[i] == '-' || t[i] == '*' || ...


4

O tipo char em C, e consequentemente em C++, não tem lá um bom nome. Na verdade acho que ele deveria chamar byte, porque é isso que ele é. Ele ser usado como um caractere é só um detalhe. Ao contrário da crença popular, C é uma linguagem de tipagem fraca. Ela é estaticamente tipada, mas fraca. As pessoas não entendem muito bem esse termos. C pode ...


4

A resposta a essa pergunta não é tão óbvia, e entender o que acontece implica em entender o que você está fazendo. Primeiro: uma variável do tipo "char" comporta um único byte, que para o alfabeto latino e dígitos arábicos, normalemente equivale a um único caractére - (mas isso depende da codificação usada.) A variável que você está usando é um char[] - ...


4

Acho que é isso que quer (simples, né?). Não quis mudar demais e mantive sua lógica (acho que ela pode ser melhorada). Mudei o ponteiro para referência que é o mais correto em C++. #include <iostream> using namespace std; bool acertou(char letra, string palavra, string &palavraAux, int &acertos) { bool acerto = false; for (int i = 0; ...


3

Não precisa contar os caracteres! Basta saber que a string termina em '\0' e utilizar tal condição em algum loop. Talvez esse seja um dos motivos que o string em C termine em '\0'. #include <stdio.h> int main() { char texto[] = "Linguagem C."; int i = 0; while(texto[i] != '\0'){ printf("%c", texto[i]); i++; } return ...


3

wchar_t seu_caractere = L'\u1234' Existem outros tipos de dados para caracteres customizados, como o char32_t. Mas no seu caso, é fácil de lidar com o problema usando o wide char.


3

O que ocorre é que stdin está com o caractere que você tinha digitado na função principal para escolher a função q311, um "enter". E um enter realmente não é um "t" ou um "q". A forma mais simples de corrigir isso é fazendo com que o scanf ignore o "enter" acrescentando um espaço antes do tipo: scanf(" %c",&forma); Recomendo duas leituras: Uma ...


3

A instrucao *ponteiro++ (*(ponteiro++)) aumenta o ponteiro e devolve o valor existente antes do incremento. Para aumentar o valor apontado usa (*ponteiro)++ (o valor devolvido 'e tambem o valor apontado antes do incremento). int a[2] = {42, -1}; int *ponteiro = a; (*ponteiro)++; // a[0] += 1; *ponteiro++; // ponteiro aponta para a[1]; o valor da expressao ...


3

Nessa linha: if (stricmp(v[j], v[j + 1]) > 0) { Você está comparando j com j + 1, e não com min. Inclusive isso pode causar um segfault, pois j + 1 pode ser igual a max! (assumindo que max é o limite exclusivo) Assumindo que você pretende ordenar em ordem decrescente (caso contrário, é só inverter a comparação de > para <), substitua essa linha ...


3

O problema é que você está guardando o ponteiro recebido diretamente na sua estrutura, o que significa guardar o ponteiro para a string contida na variável name. Por isso, quando o conteúdo apontado muda para "2.txt", é esse conteúdo apontado nas duas instâncias. Idealmente você deveria alocar sua própria área para armazenamento do nome e copiar o conteúdo ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam