Use Stack Overflow for Teams no trabalho para encontrar respostas num ambiente privado e seguro. Os primeiros 10 usuários são grátis. Registre-se

Respostas interessantes marcadas com a tag

14

Não. De certa forma é até recomendável que não aprenda C. Até pode, mas isto pode te confundir. Se decidiu ir para o C++, vá nele. A maioria dos excelentes programadores de C++ admitem que não sabem C. Há um mito que o C++ é o C "melhorado", mas isto não é verdade. C++ começou sendo uma evolução do C, mas tantas características novas foram colocadas que ...


14

Não é fácil fazer uma lista extensiva, vou tentar colocar o que é mais importante sem preocupação com pequenos detalhes (exemplo: não ter que usar void para garantir que uma função não tem parâmetros). Lembrando que não é que seja proibido usar, mas é bom se acostumar com as partes específicas do C++, que é inclusive uma linguagem em mutação, então a melhor ...


13

Resposta ainda incompleta, mas já tem conteúdo sobre polinômios completos. Polinômios Completos Por polinômios completos entendemos os polinômios que podem ser representados por Sendo ai diferente de zero; isto é, nenhum coeficiente é nulo e, portanto, o polinômio possuirá todos os termos relativos às potências de x. Considerações Matemáticas Tomemos ...


13

Muito do que está aqui até foi respondido na postagem original no FB, mas de forma inconsistente e com opções erradas. Aqui é uma tentativa de consolidar o conhecimento de como realmente funciona. A resposta direta à pergunta é que o compilador C é de um único passo (e quando falamos de um passo estamos falando do parsing, não das outras fases de compilação)...


10

Polinômios Cheios Em casos de polinômios cheios, creio ser mais recomendado estruturar o polinômio em forma de array de coeficientes, fazendo de cada célula um monômio componente do polinômio e para cada célula o índice corresponde ao expoente do parâmetro e o elemento lá armazenado, o coeficiente. Por exemplo, o array 5,4,-1,3 corresponde a (5)*x°+(4)*x¹+(-...


9

Primeiro vamos combinar que este código está potencialmente errado. Ele compila em compiladores ruins ou mal configurados. Eu não tentaria aprender por ele. Por que o array foi declarado com o 'subscrito' da linha vazio int vetor e qual a diferença entre int vetor0? Porque ele pega do tamanho informado no literal logo à frente na atribuição, ele conta ...


8

Eu poderia responder que é porque C é uma linguagem fracamente tipada, ela tenta fazer funcionar, mesmo que dê resultados inesperados. Mas como ela é de tipagem estática não aceita o tipo ser diferente, então se você está dizendo que o tipo é adequado o compilador aceita. E você fez isto quando indicou uma coerção com o operador de cast (struct a *), ...


8

A função system() chama o console do sistema operacional (se já não estiver rodando) e executa um comando neste aplicativo. No caso está chamando o comando pause do sistema operacional que fará o console ficar esperando por uma tecla e consequentemente sua aplicação esperará por isso também. Isto é usado para não deixar um teste rápido fechar. Quando se usa ...


8

Imagino que saiba o que é uma união normal. Pois bem, a anônima não tem um nome, então a única forma de acessar é pelos seus membros. Isto é útil quando vai declarar um união que só vai usar ali e mais lugar algum então não precisa criar um tipo ou um contrato de como deve ser o tipo de forma antecipada, só declara que será uma união com aquelas ...


8

Um bit (BInary digiT) é a menor unidade que podemos encontrar na abstração da computação. Os computadores trabalham com pulsos (todos de uso real desde o final da segunda guerra mundial são elétricos) com um indicativo de estado ligado ou desligado. Nos computadores modernos isto se dá por uma voltagem maior ou menor. A lógica do computador é binária, por ...


8

Seu programa possui vários pequenos problemas e você parece ter a ideia correta, mas com problemas na implementação para uma linguagem de nível mais baixo como C. Inicialmente, vamos deixar claro que a função fread lê bytes consecutivos do stream que você especificou e, daí, coloca esses bytes lidos de forma "binária" na memória que você especificar. Note-...


7

Não, nem perto disto. #define apenas diz que um texto é o mesmo que outro texto, mais nada além disto. Então em todo lugar que seu código tiver esse primeiro texto depois do processamento inicial é trocado pelo segundo texto. Não tem nada de variável. Nem mesmo constante é, embora pareça com uma. Portanto não cabe falar em escopo também. Aquele nome não ...


7

Algumas coisas aí estão sobrando, mas a maior simplificação é usar um array no lugar de um if. Você pode colocar todos os nomes nesse array e acessar através do índice dele conforme a digitação. A validação precisa ser feita antes. Note que retirei algumas redundância, afinal simplificação implicam nisso. #include <stdio.h> int main() { int mes;...


7

É necessário atribuir um valor para uma variável em C assim que declaramos a mesma? Não, isso fazia menos sentido no compiladores mais antigos do que agora. Os primeiros compiladores C obrigavam declarar a variável no começo da função antes de ter qualquer execução real, então se fosse obrigado atribuir um valor na declaração haveria uma execução (custo de ...


7

Não vi tudo e parece que o código nem está completo, mas o maior problema que tem aí é que não está reservando espaço para a matriz. Veja a linha: int matriz_A[linha][coluna], matriz_B[linha][coluna], matriz_C[linha][coluna]; Quanto vale linha e coluna no momento dessa declaração? 0, certo? Então vamos reescrever com o valor em vez das variáveis. int ...


6

Faz uma análise o que o código executa. Quando você programa você tem que entender o que o computador fará, entender todo o código. Na verdade neste caso nem precisa muito, só olhar o resultado. Conte quantos números foram impressos. Nove, certo? Mas o array só tem 8 elementos, então um dos números ele pegou lixo na memória e imprimiu. C é assim, ele faz o ...


6

O problema é exatamente o que o compilador lhe indica, que não sabe como comparar os dois elementos passados. Considere uma estrutura que representa um ponto cartesiano num plano 2d: typedef struct { int x; int y; } Ponto; Se agora tentarmos criar dois pontos e comparar com == não irá funcionar: int main(){ Ponto p1 = {10, 20}; Ponto p2 = {...


6

scanf("%d", &variavelA) Está manando ler no console um dado que deverá ser compatível com um número decimal. O valor será colocado na variável variavelA através da sua referência (&). Ela retornará o número de dados lidos corretamente, portanto espera-se que retorne o valor 1, embora possa eventualmente vir maior que isto. Se falhar a leitura o ...


6

Talvez essa pergunta seja fechada, por ser "principalmente baseada em opiniões", mas, creio que seja possível responde-la de forma objetiva. C, C++, C#? Por qual delas um iniciante deve começar a aprender? Com certeza C# é a "mais fácil" das três. [1] C# tem uma sintaxe "mais intuitiva e menos exótica" (opinião), se comparada ao C e C++, algumas pessoas ...


6

Em essência é o fopen() que abre e depois tem um conjunto de funções que são usadas para manipular os dados e acesso ao conteúdo do arquivo e finalmente fechar o arquivo. Mas tem uma enormidade de formas de acessar arquivos que podem atender necessidades diferentes dessa, a maioria de APIs específicas de sistemas operacionais. Exemplo básico: // Abre o ...


6

E iterativo você entende? #include <stdio.h> int func(int n) { return n == 0 ? 1 : func(n - 1) - n; } int main() { int a; printf("Digite um valor inteiro: "); scanf("%d", &a); printf("%d\n", func(a)); //agora iterativo int n = a; int temp = 1; while (1) { temp -= n; //faz a acumulação na mão n--...


6

Olá, você precisa utilizar o shellExecute para fazer isso, ele ira executar um .bat com esses comandos. Exemplo: seria algo como isso. ShellExecute(hwnd, "runas", "c:\\net.bat", NULL, "c:\\windows\\system", SW_SHOWNORMAL ); ou ShellExecute(0, "open", "cmd.exe", "/c ipconfig /release /c ipconfig /renew /c ipconfig /flushdns /c ipconfig /registerdns /c ...


6

Estas linhas são ponteiros para funções, eu já respondi com mais detalhes em Usar uma função void como parâmetro de outra. O void e o uchar são tipos de retorno como ocorre em qualquer outra função. E o fato de estar dentro de uma struct não muda nada, apenas você tem variáveis para guardar o ponteiro para a função, mas ainda são funções ...


6

Olhando a documentação do fopen: "w+" write/update: Create an empty file and open it for update (both for input and output). If a file with the same name already exists its contents are discarded and the file is treated as a new empty file. Desta forma você sempre irá criar um arquivo vazio, e depois irá colocar informações nele (no caso seu ...


6

Assim como é possível passar argumentos para o código pela função main() através do parâmetro argv (com auxilio do argc) e estes dados vêm de quem chamou o executável, você também pode retornar um dado para quem chamou. Geralmente quem chamou é o sistema operacional (por ação de algum usuário ou script que cuida disto) e é ele que receberá esta informação ...


6

Primeiro, sem o contexto de onde esta declaração está fica complicado dar uma boa resposta. Se ela for global é uma coisa, se for local é outra. Vou considerar que é local, mas se for global não é assim que funciona. A forma como declarou a variável irá ocupar 40 bytes sendo que 39 poderão ser usados para colocar caracteres (strings sempre precisam de 1 ...


5

Você tem que revisar um pouco os conceitos em C, tem alguns "errinhos" no seu código, como: As variáveis p e c são declaradas como int, mas no código são utilizadas para guardar uma palavra. Quando você utiliza int, você está especificando que a variável irá receber um número inteiro, ou seja, não poderá guardar outros tipos de dados, não podendo guardar ...


5

Qual a diferença a nível de velocidade entre uma e outra? Nenhuma significativa. Elas são pré-alocadas. As locais precisam mexer em um ponteiro em registrador, mas o custo é próximo de zero. Tanto a variável local, como a variável global ocupa o mesmo espaço de memoria? Sim. Em condições normais. A onde fica guardado a variável global na ...


5

O problema é meio subtil devido a estar a trabalhar com vetores e ponteiros, mas é algo simples. Imagine este cenário: void altera(int x){ x = 10; } Chamando assim: int var1 = 50; altera(var1); printf("%d", var1); //50 Veja no ideone Acontece que no C os parametros são sempre passados por copia, logo alterar o valor de um parametro numa função não ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam