Bash é um shell (intérprete de comandos) bastante popular. Usando os comandos disponibilizados pelo próprio Bash (built-in commands) podemos realizar uma série de operações em sequência ou criar scripts/programas bastante complexos.

Bash - Bourne-Again SHell

A palavra Shell vem do Inglês que significa "concha" e a ideia de usar esse termo em Sistemas Operacionais (S.O.) é definir a camada que fica acima do S.O. - entre o sistema operacional e o usuário. Embora o GNU/Linux possua vários outros shells, o Bash é o shell padrão na maioria das distribuições.

Bash é o acrônimo de ‘Bourne-Again SHell’ (bash) e é compatível com o antigo ‘Bourne SHell’ (sh).


Uma descrição básica da operação do Bash:

Ao ler e interpretar comandos o shell basicamente:

  • Lê uma entrada a partir de um arquivo (shell script), do terminal do usuário ou de uma string passada pela opção -c do bash.
  • Quebra essa entrada em palavras e operadores
  • Faz o parser dos comandos
  • Expande o que for necessário
  • Faz os redirecionamentos, se necessários
  • Executa o comando
  • Espera o comando terminar e coleta o status de saída dele

Original aqui.


Manual de Referência oficial:

Algumas informações dessa wiki foram retiradas daqui:

Visão geral do Bash:

histórico | histórico do fragmento

Linguagem de Código (usado para realce de sintaxe): lang-bsh