Novas respostas marcadas com a tag

3

Essa não é uma resposta que se dá para um cenário global, porque muita coisa influencia na decisão a ser tomada, entre elas: O grau de confidencialidade das informações armazenadas no banco; O desempenho da máquina por parte do banco; O desempenho da máquina por parte do cliente; O tamanho das informações armazenadas e das consultas a serem realizadas. A ...


0

Para você utilizar email como ID é preciso codificalo em base64; e para criar um usuário já tem um método no firebase: FirebaseAuth autentica; private void cadastrarUsuario() { autentica = ConfiguracaoFirebase.getAutenticacao(); autentica.createUserWithEmailAndPassword( mUsuario.getEmail(),mUsuario.getSenha() )....


0

Para facilitar sua vida, conselho criar uma classe para pegar facilmente a instancia: Minha classe do firebase: public final class ConfiguracaoFirebase { private static DatabaseReference referenciaFireBase; private static FirebaseAuth auth; public static DatabaseReference getFirebase() { if(referenciaFireBase == ...


1

Você disse que tem uma view para consultar livros e tem uma model "LIVRO". Isso significa que tua "model" livro é referente a teu banco de dados, LIVRO também deve ser sua tabela. Então, a tua model é sua tabela de banco de dados. Acontece que no MVC, geralmente o pessoal manda a "model" (estrutura de dados) diretamente para view. Alguns tem a visão que a ...


1

Podes passar o modelo por ViewData[""], por exemplo. Mas do modo que tens essa aplicação não estás a utilizar toda a potencialidade da arquitetura .NET MVC. Deverias criar um Layout que é transversal a todas as páginas na aplicação num só ficheiro, exemplo, e utilizar o RenderBody() para apresentar as diversas páginas (lista de usuários, lista de livros, ...


0

Fala Leo, boa tarde. Verifica como estão estes valores antes de serem inseridos no banco (usa o var_dump($_POST), saindo do script em seguida com a função exit()). Caso estejam corretos, então provavelmente é a função que você utiliza para formatar o valor que pode estar com algum problema.


3

Se por dinâmica quer dizer aceitar um tamanho qualquer, o tipo VARCHAR já é o que deseja, e ele permite que você especifique um valor de 1 até 8000. Se você não especificar nada o padrão é 8000 e não 255. Mas se quiser mais do que isto ele pode chegar até 2GB, basta especificar assim: VARCHAR(max) Quando faz isto a forma como o dado é gravado muda um pouco ...


0

minha duvida foi resolvida. prolema estava um pouco mais voltado para minha lógica mesmo. modelofaq.php function listarPerguntas($mysqli) { $faq = array(); $sqlAjudaFaq = $mysqli->query("SELECT id_FAQ AS id, pergunta_FAQ AS pergunta, resposta_FAQ AS resposta FROM ajuda_FAQ"); if($sqlAjudaFaq->num_rows !=0){ while ($lAjudaFaq = $...


0

Você poderia resolver este problema usando a função which para encontrar as posições dos IDs (A e Ins) da tabela dados_2 que não se repetem em dados_1. posicao <- which(!(dados_2$Ins %in% dados_1$Ins) | !(dados_2$A %in% dados_1$A)) # concatena linhas dados_3 <- rbind(dados_1, dados_2[posicao, ]) dados_3


1

A solução que resolve este problema é que a documentação do Oracle 11g é diferente das demais pelo visto, dando uma pesquisada nas documentações eu encontrei que não é só preciso criar a sequência com este comando abaixo: CREATE SEQUENCE ID_SEQ; Na documentação do Oracle 11g, é preciso fazer desta forma, segue abaixo: CREATE SEQUENCE ID_SEQ START WITH 1 ...


1

Sobre a possibilidade, sim, e não se trata de uma necessidade rara. Softwares que possuem recurso para continuar trabalhando off-line implementam recurso similar. Sobre quais meios usar, existem vários e, apesar dos detalhes fornecidos, eles ainda permitem várias possibilidades. Para ilustrar segue uma opção não comentada nas respostas anteriores. Você ...


0

Os seus scanf estavam todos mal feitos. #include <stdio.h> #include <stdlib.h> typedef struct{ int idade; char nome[50]; char sexo[2]; char estado_civil[50]; int qtd_amigos; int qtd_fotos; } cliente; int main() { int i, qtd; scanf("%d", &qtd); cliente clientes[qtd]; for (i = ...


1

Mailson, esse é um dos vários problemas quando se utiliza IDENTITY ou SEQUENCE. Determinadas tabelas utilizam chave substituta como chave primária, no lugar de chave natural. Geralmente essa chave substituta é um valor numérico, sequencial e crescente. Em algumas aplicações não pode ocorrer salto na geração dessa sequência. Algo que parece simples torna-se ...


1

Uma possibilidade seria o seguinte dentro do seu controller/model: $array['categorias'] = $this->input->post('categorias'); foreach ($array['categorias'] as $value) { echo $value; }


1

No campo de valor vc tem que: Remover "R$" Remover "." Trocar "," por "." $valor_total = (float) str_replace(",", ".", str_replace(["R$", " ", "."], "", $_POST['total_pedido'])); **Você está utilizando uma função substr que está retornando parte do valor. E não tem necessidade nesse caso. Realizei o teste abaixo: $valor = "R$ 3.084,05"; $valor_total = (...


3

Não precisa e não existe isso de "índice dinâmico", todos os índices são dinâmicos por natureza, eles se atualizam quando você tem uma informação que o afete. O que precisa é mudar a tabela mesmo, do jeito que descreveu, não existe milagre, existe uma lei da física que impede as coisas mudarem sozinhas. Poderia até ter algum recurso no banco de dados que ...


-1

Na verdade a velocidade não está somente nos saltos entre recursos, mas em sua estruturação dos modelos também, na madeira como salvamos os índices e etc. O SQLite é muito bom para várias coisas, porém se você começar a ter vários relacionamentos e tipos mais complexos de dados, ele não suporta, ele somente suporta primitivos simples. Fora isso ele é ...


4

Esse presunção que o SQLite está no servidor ou que outro não está e que isto é mais rápido é algo incorreto. O fato do banco de dados estar no servidor ou não depende. Nem é certo que o SQLite esteja, mas geralmente está. Os demais tem mais chance de não estar, mas quase sempre está e se você quer que esteja então estará, porque acha que não? Nem vou ...


0

Consegui resolver, vou deixar aqui o que fiz, caso alguém passe pelo mesmo problema. Minha view ficou assim: <div class="form-group"> <label for="categorias[]">Selecione a(s) categoria(s) referente(s) a foto:</label> <select name="categorias[]" class="form-control" multiple="multiple"> ...


0

Ola, Lucas! Tentei reproduzir o problema e realmente é mais complexo do que realmente parece. Uma alternativa ao seu problema seria simplificar o SQL... Desta forma, voce faz o que gostaria de forma ao menos 'elegante' update TABELA set ordem = ordem + 1 where ordem > 3 (para acrescentar 1 para os itens acima da nova ordem) e assim a posição 3 ficaria ...


2

Chris_Rodrigues, sua consulta "ConsultaCep" está dando erro, pois é VOID e tem um return... Troque de VOID para DataTable, assim: public DataTable ConsultaCep(string cep) { DataTable tabela = new DataTable(); NpgsqlDataAdapter da = new NpgsqlDataAdapter(... da.Fill(tabela); return tabelas; } Depois você recupera o valor do CEP dentro da ...


0

#!/usr/bin/python import mysql.connector #Biblioteca para conexao com o banco de dados import serial #Biblioteca para conexao com o monitor serial do arduino #-------------------CONEXAO COM BANCO-------------------# conexao_banco_de_dados = mysql.connector.connect(host="localhost", user="root", passwd="1202", db="Arduino") #Conexao propriamente dita ...


6

Vou responder de forma genérica, mas se atente ao comentário que fiz acima. Eu estava escrevendo e a pergunta mudou (a versão que eu respondi), então a resposta pode parecer sem sentido. O modelo atual da pergunta parece fazer muito mais sentido e tem bem menos problemas. Vi que a nova piorou algumas coisas. O número do endereço passou ser int, isto é ruim....


1

Você pode, sim, adicionar a restrição UNIQUE a qualquer coluna que desejar, incluindo colunas de foreign keys. Essa é uma das estratégias possíveis para forçar relacionamentos do tipo 1 para 1 em tabelas separadas. Fazer isso não é tão comum, pois dados relacionados 1 para 1 são normalmente armazenados em uma mesma tabela do banco de dados. Mas existe, ...


1

Sua classe Cotação tem um relacionamento com cliente, então você precisa especificar o campo de chave estrangeira nela que será relacionado com cliente, que geralmente usa-se ClienteId, más não é necessário ser este nome. Então na sua classe deixe ela deste jeito public class Cotacao { [Key] public int ID { get; set; } public int ClienteId {...


-1

Amigo, e se for contrário, os registro do Select vindo antes das linhas NULL, limitando um valor máximo de linhas(10 por exemplo). Isto é, as linhas NULL dinâmicas, se os registro apresentarem 8 linhas, a query deve trazer apenas 2 linhas NULL se considerar um limite de 10 linhas de espaço.


2

Vixi, está misturando 3 coisas aí e realmente tudo fica confuso. Em banco de dados, e até em UML, atributo é o termo usado, em linguagens de programação como o C# não, o termo correto é campo, ou como é usado em models do Entity Framework ou MVC, propriedade (que é um conceito um pouco diferente). Sou migrador de dados e todos os dias, tenho o prazer e ...


9

A pergunta já tem uma resposta muito boa, quase um capítulo de um livro dando todos os detalhes, mas senti falta de algo importante nela que percebo que muita gente confunde ou não entende porque a normalização é necessária, e assim tem uma forma "resumida" para entender o assunto sem precisar ver todas as formas normais. Desnormalização indevida ...


0

Sua tabela parece ter quatro colunas, não somente três (existe o id, que não é preenchido por você). Sendo assim, me parece que você tem que especificar quais deles quer preencher. $empresa = $conexao->real_escape_string($_POST['empresa']); $filial = $conexao->real_escape_string($_POST['filial']); $segmento = $conexao-&...


0

Boa noite amigo. Meu desafio agora é pegar uma coluna desse banco de dados (que seriam as UID cadastradas) e jogar em uma variável para usar no códio do Arduino para ficar algo como: Pelo que entendi você quer pegar as UID's que estão no banco e jogar para o arduino certo? Mas o pricipal motivo de você guardar elas no banco não é porque a memória do ...


0

Arthur, boa noite, repare que no seu código você está criptografando com MD5 a sua senha, no entanto no seu banco, a coluna 'senha' é int, caso essa criptografia possua letras ele jamais irá salvar, acredito que por isso no seu exemplo funcional o campo password era do tipo varchar.


0

Tens aqui a solução. Mas falta criar a tabela temporária, sabes como criar? DECLARE @hDoc int DECLARE @XML XML SET @XML = '<rows> <row> <tracking> JU148345357BR</tracking> </row> <row> <tracking> PM318855649BR</tracking> </row></rows>' EXEC sp_xml_preparedocument @hDoc OUTPUT, @XML ...


8

Existe, se o mesmo banco de dados tiver várias empresas. É um erro de modelagem, é arrumar uma solução para um problema criado por uma decisão errada. Então é melhor usar schemas ou mesmo só outra base de dados, dependendo da necessidade (pode ser por limitação do banco de dados usado). Fusões nada tem a ver com isso porque se eles se fundirem vira uma ...


6

Certo ou errado depende de contexto, não existe uma resposta mágica que pode sempre ou não pode nunca. Você tem que se perguntar que problemas espera ter? E porque precisa misturar as coisas? E por que usou GUID antes? Será que já não foi uma decisão equivocada? Ele tem vantagens, mas será que as desvantagens foram observadas? E por que agora precisa de ...


0

Bom galera, consegui resolver a situação que eu tinha com alguns insights que tive com a resposta de todos. Basicamente fiz o select que eu já tinha duas vezes, trazendo apenas os campos de "A pagar" e "A receber" se parados e depois fiz um terceiros select para poder trazer as informações formatadas e com as exceções tratadas devidamente. Vou deixar abaixo ...


1

MySQL tal como outros serviços (SQL Server, Oracle, etc), tal como acabaste por explicar na tua descrição, permite multiplas consultas. Ou seja, o motor de base de dados recebe as coneções com o pedidos e estes são processados em fila, pela ordem de chegada, inclusive os mais demorados. Existe forma de melhorar, podes analisar aqui técnicas que existem, mas ...


1

a lógica do das faturas e do saldo colocaria desta forma. Quando quero N linhas agrupadas no resultado (numa só row e column). , 'FATURA' = ISNULL( (SELECT STUFF((SELECT ', ' + F.[ID] FROM [dbo].[fatura_lines] F WITH (NOLOCK) WHERE F.ID = CC.ID FOR XML PATH('')), 1, 1,'') AS FATURA)...


5

Basta utilizar o valor que você possui, em segundos, adicionado ao dia 01/01/1970: SELECT DATEADD(SECOND, Column_Name, CAST('1970-01-01 00:00:00' AS DATETIME)) FROM Table_Name WHERE Condição What is the unix time stamp? The unix time stamp is a way to track time as a running total of seconds. This count starts at the Unix Epoch on January 1st, ...


0

Acredito que isso resolva seu problema SELECT v.* FROM tbVeiculo v WHERE v.id NOT IN (SELECT i.id_veiculo FROM tbImagemVeiculo i INNER JOIN tbTipoImagem t ON i.id = t.id_tipo)


4

Você só precisa a cláusula NOT EXISTS: SELECT * FROM tbVeiculo v WHERE NOT EXISTS(SELECT 1 FROM tbImagemVeiculo iv WHERE iv.VeiculoId = v.VeiculoId) E para verificar por tipo de imagem, faça um CROSS JOIN com a tabela tbTipoImagem: SELECT v.*, ti.* FROM tbVeiculo v CROSS JOIN tbTipoImagem ti WHERE NOT ...


0

Oi, Sem saber as chaves primária e externa fica dificil mas você pode usar um NOT IN algo parecido com isso SELECT veiculos.* from tbVeiculo veiculos where veiculos.id NOT IN (SELECT imagem.id_veiculo from tbImagemVeiculo imagem join tbTipoImagem tipo on imagem.id = tipo.id_tipo )


2

Você pode utilizar a cláusula NOT EXISTS para verificar na tabela tarefa qual TipoTarefa não tem nenhum registro (utilizando o CROSS JOIN com a tabela quarto para realizar o vínculo de todos os TipoTarefa com todos os quarto): SELECT tt.descricao, q.ala, q.quarto, q.cama FROM tipotarefa tt CROSS JOIN quartos q WHERE NOT EXISTS(...


1

Um função quefitdist chama, startarg, resulta em erro se houver algum valor igual a zero no vetor inserido em fitdist. if (distr == "weibull") { if (any(x < 0)) stop("values must be positive to fit an Weibull distribution") m <- mean(log(x)) v <- var(log(x)) shape <- 1.2/sqrt(v) scale <- exp(m + 0.572/shape) ...


3

Se você for desenvolver apenas para Windows, você pode utilizar C# para construir o Software, ou java se quiser construir uma aplicação multiplataforma, existe também o Python que está em alta atualmente porém não posso opinar muito sobre o mesmo pois não o conheço bem, vou deixar aqui um link da IEEE onde você pode verificar o ranking das linguagens: https:/...


0

Pesquisei um pouco mais e fiz algumas edições no código, onde procurei realizar uma verificação se houve ou não o salvamento de dados (Usando valor booleano). Desta maneira no evento de click do botão, fiz a inserção normalmente, mas utilizando uma variável sucesso recebendo a o método inserir() que retorna true ou false, isto é, se foi ou não inseridos os ...


0

Por que depois de inserir voce nao usa o metodo recuperar() pra atualizar e trazer tudo? Depois adiciona no seu List e joga no adapter... public void adicionarLiivro(Livro livro){ livros.add(livro); notifyItemInserted(getItemCount()); recuperar(); }


1

TLDR; O driver "pymysql" usa a sequência %s (ou %d, %f, etc...) para inserir argumentos nas queries, e não ?. Troque os ? por %s que vai funcionar. Explicando A linguagem Python tem uma especificação de como os drivers de SQL, para qualquer banco de dados, devem funcionar, a PEP 249 - essa especificação fala por exemplo, que todos tem que ter a chamada ...


1

Tente assim: Acesse a instância o qual está seu banco de dados e clique em arquivo > Nova aba para consulta e digite seu select . select Tabela.coluna from post inner join usuarios on post.user_id = usuarios.id


4

Se a versão do SQL Server é 2016 (ou mais recente), experimente: -- código #1 SELECT E.ID, rtrim (ltrim (SS.[value])) as Telefone from dbo.tbEmpresa as E cross apply String_Split (E.Telefones, ';') as SS; Entretanto, se for anterior a 2016, eis outra solução: -- código #2 SELECT E.ID, ltrim (rtrim (SS.Item)) as Telefone from dbo....


0

Verifiquei o binário do banco de dados do projeto e conforme a imagem abaixo pode ser que exista um erro de digitação na hora de ter adicionado os dados de teste e por conta disso o resultado da expressão string == str('Carlos Gimenes' é falso. Na imagem verificamos a existência de 'Carlos GimenesV' com o V no final da string. Conforme o @EltonNunes falou ...


As 50 principais respostas recentes são incluídas