Respostas interessantes marcadas com a tag

84

Otimização só deve ser feita se realmente for muito necessário. Eu duvido que esta otimização valha a pena em qualquer cenário. A regra básica para seleção do tipo quando eles podem ser confundidos é para que vai usá-los. Números representam quantidades. CPF ou CNPJ são quantidades? Não, são identificadores que podem até mesmo mudar, que podem um dia ter ...


75

O que é normalização? A normalização do banco de dados é o processo de transformações na estrutura de um banco de dados que visa a eliminar redundâncias e a eliminar anomalias de inserção, atualização e exclusão. Ao efetuar o processo de normalização, os dados cadastrados no banco de dados ficarão organizados de uma forma melhor e ocuparão menos espaço ...


64

Não é ruim/má pratica usar wildcards (*). Depende do seu objetivo. Quero ser um bom programador (provavelmente, seu caso) Um bom programador sabe que ou ele vai precisar de todas as colunas de uma linha (por exemplo, em uma listagem estilo "mostrar todos os dados") e vai usar (*) ou vai usar uma ou somente algumas (em uma subquerie, por exemplo) e vai ...


57

Além do custo ser mais alto como mencionado, deve-se levar em conta vários fatores: Volume de dados: para um baixo volume de dados pode não haver problema. Por outro lado, para armazenamento de grande massa de dados o banco de dados é praticamente inviável. Pergunte ao Facebook ou ao Google se eles usariam banco. O Facebook, por exemplo, usa um sistema de ...


53

Vou tentar focar esta resposta no tocante a bancos de dados relacionais, que são os que tenho mais experiência e que devem abranger melhor o escopo da pergunta. Vantagens A segurança e a consistência dos dados são maiores; O permissionamento é feito a nível de dados, possibilitando a outros sistemas acessar diretamente a base, o que é bastante positivo em ...


48

Data Transfer Object (DTO) ou simplesmente Transfer Object é um padrão de projetos bastante usado em Java para o transporte de dados entre diferentes componentes de um sistema, diferentes instâncias ou processos de um sistema distribuído ou diferentes sistemas via serialização. A ideia consiste basicamente em agrupar um conjunto de atributos numa classe ...


44

Vantagens Melhora a performance de consulta em muitos casos Os acessos aos dados são enormemente reduzidos. A forma como o índice é montado permite busca em uma parte dos dados. O mais comum é a utilização de árvore binária mantendo os dados ordenados (mas existem outros tipos), assim uma busca binária pode ocorrer com complexidade O(logN), ou seja, você ...


42

Vantagens Fica tudo em um único local. Fica mais fácil manter. Pode haver ganhos de performance. O softwares são otimizados para isso. Serve diversas aplicações usando diversas tecnologias e linguagens sem problemas. Permite até o acesso direto. Facilita o desenvolvimentos das aplicações por não precisar lidar com essa lógica. Permite um controle de acesso ...


41

Primeiro eu te pergunto: Você fez operações complexas como NoSQL? Você mediu adequadamente a performance em todas as situações? Ferramenta certa Existe uma expressão popular que todo mundo conhece: "Se a única ferramenta que você conhece é um martelo, todos os problemas parecem pregos". Não. Esta expressão não cabe aqui. Deveria ser conhecida outra que ...


40

Isso vai depender da situação. O not in é recomendado quando você já tem os valores e passa como parametro, por exemplo: select * from tbl where status_id not in (1,3,7) Agora se você for fazer um subselect recomendo usar o not exists, pois no primeiro resultado que ele encontrar ele já irá validar e passar para o próximo registro. select * from user u ...


40

Sim o PDO é uma das APIs novas para conexão com o banco de dados outra é o mysqli. Uma das vantagens do PDO é o suporte a vários bancos e prepared statements(emulados). No constutor do PDO são necessários cinco informações que são, driver, servidor/host, nome da base, usuário e senha. Parâmetros do construtor Algumas opções interessesantes como o controle ...


38

Um pouco de história A discussão sobre o uso de null é discutido por desenvolvedores de diversas plataformas. Já ouvi muito isso em Java também. Certa ocasião, conversando com um colega após um NullPointerException ter estourado em produção, ele estava argumentando que null não deveria existir, que alguém, não sei onde, estava tentando remover o null do ...


37

Default Este é o default porque é ele que dá mais performance (mas logo em versão seguinte deixou de ser, e é curioso porque pra maioria dos cenários que as pessoas que menos se preocupam e usam o MySQL o InnoDB não é o mais adequado). O MyISAM é mais simples, mas principalmente porque é ele que as pessoas mais buscam quando usam o MySQL, éo que fez a fama ...


37

Não dá para responder magicamente. E a resposta sempre será genérica. É apenas sobre levantar os requisitos, entender todas as tecnologias candidatas com profundidade para saber o que realmente ela resolve, suas deficiências e fazer uma projeção do que se pretende em cima do que vai usar para avaliar se aquilo atende ao que necessita. Em muitos casos teria ...


37

1. Introdução Esclarecer as diferenças e aplicações das duas declarações. A referência é o gerenciador de banco de dados SQL Server. 2. O que consta na documentação? 2.1 DISTINCT SELECT [ ALL | DISTINCT ] [ TOP ( expression ) [ PERCENT ] [ WITH TIES ] ] <select_list> ALL Especifica que linhas duplicadas podem aparecer no conjunto de ...


34

Bom, é sempre preferível utilizar um SGDB que trate dados em árvore de forma natural, melhor ainda quando ele for especialmente desenhado para tal fim, como por exemplo, o Neo4j. Porém existem algumas formas de se trabalhar em SGDB's relacionais, vou enumerar 4 delas: 1. Lista Adjacente Solução mais comunmente utilizada, cada entrada (registro) conhece ...


34

View é um resultado originado de uma consulta pré-definida. Essencialmente é um metadado que mapeia uma query para outra, por isto pode ser considerado como uma tabela virtual. Como o próprio nome diz, ela representa uma visão de dados e não contém dados. Com ela você tem a ilusão que está vendo uma tabela que não existe. Claro que o que você vê nesta tabela ...


33

Isso não é possível com SQL Server nem com Oracle. Não sei se é possível com outros bancos, como MySql. Se alguém souber, fique a vontade para editar minha resposta. A especificação do select do Oracle se encontra aqui: http://docs.oracle.com/cd/B19306_01/server.102/b14200/statements_10002.htm E do SQL Server, em Português: http://msdn.microsoft.com/pt-br/...


31

Basicamente é porque cada novo índice exige mais tempo para atualizar o banco em qualquer alteração que afete estes índices. Já vi gente sugerir fazer índices para tudo. Com apenas 6 ou 7 campos, para todas as combinações são necessários dezenas para centenas de índices e todos precisariam ser atualizados mesmo que altere apenas um campo. O tempo gasto pode ...


31

Null não é uma string concreta, é valor nulo. Sendo assim o SQL não irá retornar valor, pois você perguntou: Retorna todos os registros que contenham valor DIFERENTE de N em minha tabela Sendo assim o SQL SERVER irá retornar os registros que contenham valores verdadeiros no campo texto que sejam diferente de valor N, como por exemplo: true, false, 0, -1 ...


30

Vamos voltar um pouco a teoria das chaves primárias, devemos fazer algumas análises: Regras básicas para chaves primárias: NÂO PODE haver duas ocorrências de uma mesma entidade com o mesmo conteúdo na Chave Primária A chave primária não pode ser composta por atributo opcional , ou seja , atributo que aceite nulo. Os atributos identificadores devem ser o ...


29

SELECT * FROM Tabela é considerada uma má prática porque não são especificados os campos que devem ser projetados para o retorno da consulta. Toda vez que você utilizar *, é necessário que o banco de dados entenda quais são os campos existentes na tabela para montar a consulta correta (uma consulta nos metadados da tabela). Isso gera um certo overhead para ...


28

Query para cálculo e validação do dígito do CPF Utilizei o MySQL como base, mas é relativamente simples adaptar para outros "dialetos". Versão para bases sem formatação, no padrão 00000000000 SELECT id, nome, cpf, CONCAT( @dig1:=( SUBSTR(cpf,1,1) + SUBSTR(cpf,2,1)*2 + SUBSTR(cpf,3,1)*3+ SUBSTR(cpf,4,1)*4 + SUBSTR(cpf,5,1)*5 + SUBSTR(cpf,6,1)*...


28

Ambos servem: latin1_swedish_ci ou utf8_general_ci. Para alterar o CHARSET e COLLATION de um banco existente: ALTER DATABASE `sua_base` CHARSET = Latin1 COLLATE = latin1_swedish_ci; ou ALTER DATABASE `sua_base` CHARSET = UTF8 COLLATE = utf8_general_ci; Explicação CHARSET e COLLATE são coisas distintas, no MySQL, cada CHARSET possui COLLATEs, cada um ...


28

Definição A grosso modo podemos dizer que ele é uma forma de abstrair a persistência de dados. Deixar o mecanismo de como os dados são acessados isolados das regras de negócio. Não é a entidade e não é a conexão que faz a persistência, é o repositório, que é uma classe independente com as responsabilidades desacopladas. Então acessa os dados como uma ...


27

Poderia obter o menor id agrupando pelo usuário e remover todos os demais. Ficaria algo semelhante a isso: delete from creditos where status = 0 and id not in ( SELECT * FROM (select min(id) from creditos group by usuario_id) AS temp_tab ); Note que o status = 0 está no DELETE e não na sub consulta. Caso queira que o id retornado seja com o status = ...


27

Pense assim, a linguagem SQL é uma só, porém ela é dividida em tipos de acordo com a funcionalidade dos comandos. Os tipos da linguagem SQL são: DDL - Data Definition Language - Linguagem de Definição de Dados. São os comandos que interagem com os objetos do banco. São comandos DDL : CREATE, ALTER e DROP DML - Data Manipulation Language - Linguagem de ...


26

Scaling up O escalonamento vertical é botar mais capacidade de memória (principal e/ou de massa) e processamento. Ou seja, é comprar um hardware mais poderoso para dar conta do recado. Em alguns casos basta criar mais processos/threads que está fazendo o scaling up, desde que o hardware já suporte esse aumento. Há casos que separar o banco de dados em ...


26

O VARCHAR por definição tem tamanho variável, pode-se colocar o tamanho que desejar ali, pelo menos dentro do padrão ANSI. Esse 255 é apenas uma informação de como ele deve ser mostrado em uma seleção, não quer dizer que ela vai ocupar esse espaço em disco. Não há desperdício. Você pode definir o que quiser, não muda nada significativamente. 255 é um número ...


25

Eu sempre tive está dúvida, mas nunca pesquisei e inclusive isto acontece bastante comigo. No StackOVerflow em Inglês tem esse tópico explicando quando usar uma e outra, as principais diferenças são: SET é padrão ANSI para atribuição de variáveis, SELECT não é. SET só pode atribuir uma variável por vez, SELECT pode fazer várias atribuições ao mesmo tempo. ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam