Respostas interessantes marcadas com a tag

15

Eu utilizaria outra solução. Motivo: Montar HTML é responsabilidade da View. O Controller deve processar as requisições e executar a lógica (para recuperar informações, alterar o banco de dados, etc...). Seguindo essa idéia eu não me sentiria bem montando HTML no Controller, não sei se a implementação e manutenção disso ficaria legal, até mesmo pelo fato ...


10

Bom, Tiago, pelo que entendi o seu maior problema é o trabalho em transformar Modelo em DTO, depois DTO em ViewModel, ViewModel em DTO, depois DTO em Model. Com AutoMapper, parte do trabalho seria feito e você teria menos problemas, mas antes de simplesmente utilizar uma solução do tipo, pode repensar seu modelo como um todo. Existem diversos padrões de ...


9

Em resumo, muita coisa. Detalhando um pouco mais, as mudanças mais importantes são: Scaffolds atualizados para suportar o Bootstrap, que vem instalado por padrão para projetos novos; Recurso de Scaffolding passa a ser nativo do Visual Studio, com suporte a transações assíncronas, recurso novo do Entity Framework 6, ORM padrão do ASP.NET MVC. Antigamente o ...


9

Adicione um filtro usando .Where(). Algo como .Where(x => x != NfeStatus.Ok). Ou .Where(x => x.Description() != "OK") se você preferir buscar pela descrição, embora eu ache que não exista motivo pra isso. Exemplo ViewBag.NfeStatus = EnumHelper.ListAll<NfeStatus>() .Where(x => x != NfeStatus.Ok) ...


8

DropdownList Fracamente tipado (Run-time checking) Implementado no MVC 1 Não suporta expressões lambda. Necessário especificar ID/Nome do elemento. DropDownListFor Fortemente tipado (Compile time) Implementado no MVC 2 Suporta expressões lambda. Basta especificar o tipo e a fonte de dados via ViewModel.


7

Você pode usar um inicializador de objetos: var pessoa = new Pessoa { PessoaId = 1, Nome = "teste teste", twitter = "@teste" }; Ou criar um construtor para sua classe: public class Pessoa { public Pessoa(int pessoaId, string nome, string twitter) { this.PessoaId = pessoaId; this.Nome = ...


7

Complementando a resposta do @Laerte: O DropDownList pode ser usado para elementos fora do Model, como por exemplo no caso de o programador não querer implementar um ViewModel por precisar de apenas um campo do form: @Html.DropDownList("MeuUnicoCampoInteiro", MinhaVariavelSelectList) A Action do Controller poderia ser feita simplesmente assim: public ...


7

Primeiro configure o retorno de dados no pagseguro para a página de sua aplicação, no caso deste exemplo seria www.site.com.br/Home/RetornoPagamento Domínio do Pedido using System; using System.Collections.Generic; using System.ComponentModel.DataAnnotations.Schema; using System.Linq; using System.Text; using System.Threading.Tasks; namespace Ui.Web....


7

Acredito que isso resolva: Especialidade.ListarEspecialidades().Sort(); ViewBag.ListaEspecialidades = Especialidade.ListarEspecialidades(); O Sort() é um metodo void não tem retorno, por isso do erro, tem a funcionalidade de ordenar a lista atual.


6

Você pode fazer duas coisas: Marcar sua propriedade com o atributo [NotMapped] (recomendado): public class Customer { public int CustomerID { set; get; } public string FirstName { set; get; } public string LastName{ set; get; } [NotMapped] public int Age { set; get; } } Criar uma classe parcial da classe modelo que deve estar na ...


6

É possível usar uma biblioteca (Nuget) para fazer isto. Lá tem as indicações de como instalar e usá-la. Mas se estiver usando o .Net 4.5 ou maior tem como configurar sem bibliotecas: public static void RegisterRoutes(RouteCollection routes) { routes.IgnoreRoute("{resource}.axd/{*pathInfo}"); routes.LowercaseUrls = true; routes....


6

Existe uma página oficial dizendo quais foram as novidades, não precisa se valer de opiniões, que nem são aceitas aqui. Essencialmente tudo o que aprender no 4 pode ser aproveitado no 5. Há mudanças importantes também nas versões subsequentes, 5.1, 5.2. Se só quer saber se o livro está perdido ou não, é claro que não. Mas aprender com material mais novo é ...


6

Como usei recentemente o ASP.NET MVC 4 para construir um aplicativo com o RAZOR e achei bastante produtivo lhes pergunto consigo desenvolver esse novo projeto usando ASP.NET MVC 4? Em resumo, sim. Eu não consigo imaginar como seria o modelo. Pois, em tese, eu teria apenas uma tabela como porta de entrada e depois o sistema se conecta a uma outra base ...


5

No seu Model implemente a Interface IValidatableObject. public class MyModel : IValidatableObject public int Propriedade1 { get; set; } public int Propriedade2 { get; set; } public IEnumerable<ValidationResult> Validate(ValidationContext validationContext) { if(Propriedade1 <= 0) yield return new ValidationResult("Propriedade menor ou ...


5

O projeto web "enxerga" somente o projeto de repositório e este é responsável por executar as regras de negócio... O ideal é mander as regras de negócio no seu projeto de Domínio e não em repositório. Repositório isola os objetos de domínio (relacionados ao negócio) de detalhes do código de acesso e mapeamento desses objetos com o banco de dados. Ou seja, ...


5

A inicialização de propriedades de um objeto é feito com {} var pessoa = new Pessoa { PessoaId = 1, Nome = "teste teste", twitter = "@teste" };


5

Você pode chamar a View Index direto do Controller Ativo: <a href="@Url.Action("Index", "Ativos", Model.Id)" title="Cancelar" class="btn btn-info"> <span class="glyphicon glyphicon-edit" aria-hidden="true"></span> Ativos </a>


5

Isso não pode ser feito. A expressão @(Model.ElementAtOrDefault(0).Source) tem que ser avaliada do lado do servidor, antes do html ser enviado para o browser e, portanto, antes do javascript ser executado. Como o valor de i é dinâmico e só vai ser conhecido quando o javascript for executado no browser, é impossível usar a variavel i na expressão. A ...


5

Não há nada de errado com seu código. O mapeamento está perfeito. Há, sim, algo de errado na maneira com que você está usando. Usuario tem N UsuarioP (cardinalidade 1 para N). Ou seja, você terá também N Logins, sendo um para para UsuarioP. Você quer implementar o get e set de Login, mas eles já estão implementados de forma automática: public string ...


5

O problema é que você está usando o seletor id e ele não pode se repetir. Troque para outro seletor qualquer, como data-toggle="tooltip" por exemplo. <script type="text/javascript"> $(function () { $("a[data-toggle='tooltip']").click(function () { window.alert("Teste"); }) }); </script>


4

Trabalho com esse tipo de informação diariamente e posso afirmar que o ideal é ter os arquivos salvos em um servidor de arquivos, salvando-os em uma estrutura de pastas que facilite a busca deles, e no banco de dados apontar para esse diretório. Também vale a pena rever a estrutura do servidor de arquivos, de preferência trabalhe com no mínimo dois HD's em ...


4

O Entity Framework dispõe de dois modos de alterar a forma como a base de dados é configurada, Annotations ou EF Fluent API. A primeira, consiste em anotar as propriedades das classes que definem os seus dados, a segunda, no "overriding" do método OnModelCreating da sua classe derivada de DbContext. Pegando na sua classe seria assim: Annotations ...


4

Crie uma SessionManager public static class SessionManager { public static void RegisterSession(string key, object obj) { System.Web.HttpContext.Current.Session[key] = obj; } public static void FreeSession(string key) { System.Web.HttpContext.Current.Session[key] = null; } public static bool CheckSession(string ...


4

Dois cenários: 1. Um sistema, acessando vários bancos de dados Defina um contexto para cada banco de dados: public class Cliente1Context : DbContext { public Cliente1Context() : base("ConnectionStringDoCliente1") {} // Definição dos DbSets ... } public class Cliente2Context : DbContext { public Cliente2Context() : base("...


4

Eu costumo usar o patern Observer. Observer é um Design Pattern que representa uma relação de 1-N (de um para muitos) entre objetos. Assim quando um objeto muda de estado os objetos dependentes serão notificados/informados e atualizados automaticamente. Este padrão permite que objetos sejam avisados da mudança de estado de outros eventos ocorrendo num ...


4

Você não pode declarar uma variável fora da classe! Ela tem que estar contextualizada em algum objeto. Por isso que quando você comenta a linha, dá tudo certo, porque não há variáveis declaradas soltas no arquivo fora da classe. Pelo que entendi você quer declará-la como global: public class MkfFile { private List<FileData> _files { get; set; } ...


4

Para fazer isso você deverá utilizar configuration dates. http://docs.telerik.com/kendo-ui/api/javascript/ui/timepicker#configuration-dates Veja o exemplo abaixo. Obs.: Esquente com a data não. Apenas com as horas. $("#timepicker").kendoTimePicker({ dates: [ new Date(2000, 10, 10, 10, 0, 0), new Date(2000, 10, 10, 10, 30, 0), new Date(2000, 10,...


4

Vamos pegar dois exemplos: @Html.DropDownListFor( x => x.EquipamentoId, new SelectList(Model.Equipamentos, "Id", "Text") ) e: @Html.DropDownList( "EquipamentoId", new SelectList(Model.Equipamentos, "Id", "Text") ) É óbvio que no segundo exemplo o nome da propriedade que você está ligando ao dropdown é digitado como uma string. ...


4

Atualizei o wiki da tag ASP.NET MVC com os seguintes links (é lá que ficam essas informações, como tutoriais e serviços): Hospedagens Mundo Azure Arvixe Brasil RedeHost InfoLink HostSys


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam