Respostas interessantes marcadas com a tag

7

A coluna Dose é um valor numérico do tipo int, não um fator: dados <- S.alba str(dados) 'data.frame': 68 obs. of 3 variables: $ Dose : int 0 0 0 0 0 0 0 0 10 10 ... $ Herbicide: Factor w/ 2 levels "Bentazone","Glyphosate": 2 2 2 2 2 2 2 2 2 2 ... $ DryMatter: num 4.7 4.6 4.1 4.4 3.2 3 3.8 3.9 3.8 3.8 ... Assim, o R não vai entender que a ...


5

Como está no comentário do Carlos Eduardo Lagosta, o pacote ggpubr tem uma função, stat_compare_means que pode inserir as linhas de comparação. No caso do exemplo abaixo, essas comparações serão as efetuadas por testes t, função t.test. library(ggplot2) library(ggpubr) symnum.args <- list(cutpoints = c(0, 0.0001, 0.001, 0.01, 0.05, 1), ...


4

dados <- read.table('IVCM.txt', header = TRUE) regLin <- lm(IVCM ~ TRAT * RE, dados) # o asterisco na fórmula indica que é para calcular também a interação # você pode usar "+" no lugar se quiser o cálculo sem interação summary(regLin) # resumo do modelo anova(regLin) # tabela ANOVA par(mfrow=c(2,2)); plot(regLin) # gráficos de avaliação Lembre-...


3

Eu recomendo utilizar o pacote emmeans vinheta Interaction analysis in emmeans: library(emmeans) l1 <- emmeans(aovalt, "cul", "trat") # Cria o objeto emmeans no caso de interação CLD(l1, Letter="abcdefghij") # Pede a exibição com as letras trat = Boral 500 SC (1,2): cul emmean SE df lower.CL upper.CL .group BR11-3381 57....


1

Sua resposta @Rui Barradas, me permitiu pensar uma forma que seria alterar em "x" o posicionamento. De todo modo envio a figura para que vc observe o que acontece com os "***" e com os "ns" e não exatamente as linhas... pq como disse anteriormente eu até consigo afastar as linhas umas das outras, mas as fontes destes elementos não consegui ainda acessar. ...


1

Bem, realmente sem algumas informações como já mencionado, fica um pouco obscuro. Da próxima vez tente fazer um dput() pra que possamos ajudar melhor. Caso não queira exibir os dados originais, crie um df que contenha o básico. De todo modo penso que vc queira o seguinte: modelo = lm(y ~ tratamento + factor(idade), data = dt) anova(modelo)


1

Agradeço, aos comentários acima. De fato, para determinar uma variável como fator ou covariável, é como a mesma está classificada no banco de dados. Como fator ou numérica, para saber como ela está classificada (formato), basta usar o str para saber estas informações, no meu caso str(dt). Para a variável ser considerada uma covariável basta estar no formato ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam