Respostas interessantes marcadas com a tag

22

Porque eles resolvem o mesmo problema de maneiras diferentes. Cada um tem um compromisso diferente. Uns usam mais memória, outros são mais lentos dependendo das circunstâncias. Podemos ver esses compromissos na tabela do Big O Cheat Sheet: Existe algum algoritmo de ordenação que seja o melhor de todos, podendo ser utilizado na maioria dos casos e trazendo ...


19

É extremamente simples e eficiente porque a linguagem tem tudo o que precisa para fazer isto matematicamente. Não é nem questão de programação e sim solução de problema matemático. Se você deseja que sempre mostre números com final 5 concorda que deve começar pelo 5?. E se quiser manter a distância entre eles sempre igual e mantendo o final 5 então temos ...


16

Esta resposta é baseada na minha experiência pessoal, no que aprendi na prática, e inclui inferências conceituais a partir dessa experiência. Veja exemplos detalhados ponto a ponto na resposta do Anderson Carlos Woss. Antes de falar da invalidação do cache, precisamos definir o próprio cache. De maneira simplificada, cache é uma cópia de acesso rápido a ...


13

O instanceof e o typeof têm de facto maneiras de usar que se sobrepõem. Mas têm também diferenças que os tornam distintos e aplicáveis em casos diferentes. Repara que o typeof dá object para os seguintes casos: typeof (new Date()) // "object" typeof [1, 2, 3] // "object" typeof {foo: 'bar'} // "object" e no caso dos exemplos em cima podes ter uma ...


12

Os caches são os mogwais da computação: são fofinhos, simpáticos e nossos amigos, mas possuem as três regras que devem ser obedecidas: Ele não pode entrar em contato com a água; Mantenha-o longe da luz forte; Não importa o quanto ele chore, o quanto ele suplique, nunca, nunca o alimente após a meia-noite. Descumpra umas das regras e você terá um gremlin ...


10

São algoritmos aplicados em problemas NP (complexidade). Estão na classe de algoritmos não determinísticos que melhor dizendo, possui uma busca não necessariamente por uma solução ótima, mas sim uma boa solução baseado em ações estocásticas com menor tempo do que algoritmos de busca determinísticos. Exemplos pra tais problemas que esses tentam resolver são ...


10

Qual o algoritmo de ordenação desse método? Estou no Java 11. Primeiro, vejamos como o método sorted() é declarado na interface Stream: Stream<T> sorted(); Ok, isso não nos ajuda. Ele é um método abstrato sem implementação default. Então, para achar a implementação, vejamos o código do Stream.of(...): @SafeVarargs @SuppressWarnings("varargs") // ...


8

Breadth first e depth first são duas estratégias de busca semelhantes, porém distintas. Normalmente você encontra o termo completo: BFS ou DFS, onde o S da sigla significa search. Seus significados são: breadth first search: busca pela largura primeiramente depth first search: busca pela profundidade primeiramente Sim, existem outras alternativas de ...


8

Basta analisar matematicamente (equacionar) e verificar qual está mais próximo. Digamos que o fugitivo precisa caminhar p posições para chegar até o policial e h posições para chegar até o helicóptero. Assim: P = F + D*p H = F + D*h Como conhecemos as posições de cada um, podemos calcular quantas posições esses valores representam: p = (P - F)/D h = (H - ...


8

Uma heurística é uma técnica que permite melhorar a eficiência da procura. A palavra se origina do grego "Heuriskein" que significa descobrir, também originada de Eureka que provem da expressão "heurika" que ficou famosa por Arquimedes. A heurística então será uma estimação adequada do custo ou longitude do passo (no espaço de procura) desde um estado até ...


7

"Você já sabe, mas não custa repetir" se você acha que precisa de otimizações nesse nível num trecho de código em Python, está escrevendo esse trecho de código na linguagem errada (ou qualquer outra linguagem de muito alto nível, como ruby, php, e mesmo Java). Agora tem algumas coisas que dá pra responder na sua pergunta, e especular um pouco, mesmo sem ...


7

Em Programação Evolutiva, cada indivíduo da população é representado por uma máquina de estados finitos (MEF), que processa uma seqüência de símbolos. Durante a avaliação, os indivíduos são analisados por uma função de payoff de acordo com a saída da máquina e a saída esperada para solução do problema. A reprodução é feita apenas por operadores de mutação, ...


7

Algumas coisas aí estão sobrando, mas a maior simplificação é usar um array no lugar de um if. Você pode colocar todos os nomes nesse array e acessar através do índice dele conforme a digitação. A validação precisa ser feita antes. Note que retirei algumas redundância, afinal simplificação implicam nisso. #include <stdio.h> int main() { int mes;...


6

O primeiro ponto é evitar entrar dados na forma atual. E testar os dados entrados porque pode digitar errado. Eu deixei esta forma pouco intuitiva, mas testei por erros de digitação. O erro mesmo é que se o dado a ser procurado for na linha ou coluna 0 ou for na linha ou coluna final no momento que ele pega -1 o índice será -1 e quando pega +1 pega um valor ...


5

O problema está no facto de alguns índices estarem a ultrapassar os limites do Array, seja para mais (mais do o índice máximo) ou para menos (-1). A solução será validar tudo antes de atribuir o valor à Localizacao: if (Numeros[i, j] == Num) { if(j - 1 >= 0) Localizacao[0] = Numeros[i, j - 1].ToString(); else { // código de ...


5

O problema é que o menor começa já com um número muito baixo, então fica complicado. Da mesma forma que inicializou o maior com o número mais baixo possível, tem que inicializar o menor com o número mais alto possível, portanto é o N. Melhorei algumas no código: #include <stdio.h> #include <locale.h> #define N 51 int main() { setlocale(...


5

I. Para definir o melhor (mais rápido) entre dois algoritmos é necessário implementar ambos e realizar testes. Considerando que isso é uma pergunta sobre análise de algoritmos, se você tiver eles apenas rascunhados num papel em pseudocódigo, você consegue determinar a complexidade deles. Se um deles for O(n), enquanto o outro é O(n²), você não precisa ...


5

Fiz um teste aqui, numa ideia semelhante à do @Bacco. Consegui uma média de 11 tentativas, sendo o melhor caso 2 arremessos e o pior 20 arremessos. Eu implementei a resolução do @Bacco, porém os resultados foram muito ruins. Média de 27 tentativas, sendo o melhor caso 2 arremessos e o pior 52. Antes de entrar no mérito da solução, eu primeiro fiz um ...


5

Uma árvore tem altura ('height') e diâmetro o largura ('diameter' o 'width'). Altura - O número de arestas no rumo entre o nodo raiz e o nó folha mais distante. A altura da árvore abaixo é 3. (As vezes pessoas aumentam 1 por contar os nívels da árvore em vez das arestas.) Diâmetro - O número de nodos no rumo mais longo na árvore. A árvore abaixo tem um ...


5

O operador typeof sempre resulta numa string com o nome do tipo primitivo do objeto. Por exemplo, se você executar o seguinte comando: var a = typeof 1; A variável a vai ter como valor a string "number". Ou seja, se você quer executar um código caso a variável value seja do tipo primitivo number, você deve fazer: if (typeof value === "number") { // ......


5

Armazene os meses num array: const char *strings[] = {"Janeiro","Fevereiro"...};, e acesse o respectivo mês com a entrada do usuário: printf("Numero do mes: \n"); scanf("%d",&mes); printf("%s", meses[mes-1]);


4

Aqui eu vou pela Navalha de Occam: se todas soluções dão o mesmo resultado escolho a mais simples. Que pode ser a mais eficiente. Em geral se você tem 2 "josé" e mais nada que os diferencie tanto faz quais deles entra primeiro depois de classificado e portanto tanto faz que algoritmo usar. Mas se a lista classificada que está sendo montada precisa ...


4

Percorra o array e verifique com isnull() se o valor é nulo. Se não for já pode encerrar a execução já que basta um não sendo nulo para retorna falso. Só se ele percorrer todo o array sem achar um valor não nulo é que retorna verdadeiro. Aí é só usar este função no seu if. function AllNull($error) { foreach ($error as $key => $value) if (!is_null( $...


4

Um problema conhecido e simples que é comumente usado para demonstrar programação dinâmica é o cálculo recursivo dos números de Fibonacci. Em Lua este cálculo é feito assim: function fib(n) if n == 0 then return 1 elseif n == 1 then return 1 else return fib(n-1) + fib(n-2) end end for n = 1, 10 do io.write(fib(n), ", ") end io....


4

Se observar a fórmula: S = (x+1)/1! + (x+2)/2! + (x+3)/3! + ... + (x+n)/n! Nota-se que só é necessário 1 repetição que itera todos os valores de 1 a n. Exatamente como você fez na primeira repetição. contadorFatorial = 0 enquanto contadorFatorial < n faça contadorFatorial = contadorFatorial + 1 Logo, você não precisaria de uma segunda repetição, é ...


4

Esse algoritmo apresentado é muito semelhanteleia observação no final da resposta a uma implementação do algoritmo para calcular o número n da sequência de Fibonacci, que por sua vez tem complexidade temporal linear (o(n)). Então, dá pra dizer que o comportamento esperado de T(n) seja uma função linear, no formato T(n) = a*n + b, para casos gerais. Porém, ...


4

Você pode pensar de maneira indutiva seguindo os passos do seu algoritmo. Para tornar a explicação mais simples vou desconsiderar o saldo como uma instrução primitiva, apenas levarei com consideração a comparação, adição, subtração e retorno, entretanto a lógica segue a mesma quaisquer operações que decidir considerar (ou desconsiderar). Vamos começar com ...


4

O problema está em Arrays.asList(vet). Quando você passa um array de int, o resultado é um List<int[]> - ou seja, uma lista de int[] (de arrays de int), e não uma lista de int. Exemplo: int v[] = { 1, 2, 3, 4, 5 }; for (Object obj : Arrays.asList(v)) { System.out.println(obj.getClass().isArray()); } Estou usando getClass() para obter a classe de ...


4

Geralmente o código hash é usado com chave para tabelas de espalhamento, os chamados dicionários. É comum que o valor máximo de códigos possíveis seja guardados em 32 bits, então faz sentido usar o múltiplo máximo de 32 e o primo inferior imediato é 31. Não que precise usar todos os códigos, mas desse número pode-se derivar o índice mais apropriado de acordo ...


4

Se você souber o índice do elemento que você deseja alterar, pode-se fazer conforme o comentário do @RobertoDeCampos. // Vou preencher somente o Identificador neste exemplo List<Produto> listaProdutos = new List<Produto> { new Produto { Id = 1 }, new Produto { Id = 2 }, new Produto { Id = 3 }, new Produto { Id = 4 } }; // Se ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam