Respostas interessantes marcadas com a tag

102

De uma maneira conceptual, tem três opções: #1 - Ficheiro único sem AJAX Neste caso pode ter todo o conteúdo na mesma página. O conteúdo que não é para mostrar deve estar escondido com, por exemplo, display: none; <div id="menu"> <div id="a">A</div> <div id="b">B</div> <div id="c">C</div> </div> &...


72

Você pode fazer uploads de arquivos utilizando o método POST porém deve incluir o FormData com a propriedade enctype definida como multipart/form-data para que seus arquivos sejam enviados na requisição. Contudo, a formatação do envio não vai ser um JSON, mas sim no enctype que você definir no seu FormData, que dependendo da linguagem que você está ...


50

O site quirksmode.org possui um exemplo completo de requisição Ajax destinada a funcionar na maioria dos browsers (atuais e antigos), sem o uso de bibliotecas externas: function sendRequest(url,callback,postData) { var req = createXMLHTTPObject(); if (!req) return; var method = (postData) ? "POST" : "GET"; req.open(method,url,true); req....


50

Eu uso AngularJS para fazer sites em uma só página, é muito mais fácil e simples de usar do que ajax e outras parafernálias veja só este Passo a passo de um site em página única Antes de começar, todo o código abaixo está funcionando em: http://jsbin.com/roqil/edit Para ter o controle de redirecionamento de páginas você precisa seguir alguns passos antes. ...


45

O Ajax é uma "maneira" de se usar o XmlHttpRequest, que não é uma linguagem, mas sim uma API do Javascript, assim como File API, DOM API, etc. O que o XHR (XmlHttpRequest API) faz é uma comunicação de cliente e servidor, não quer dizer que ele é assíncrono, já o Ajax é a maneira de usar XHR "assincronamente". Exemplo de XHR síncrono (isto não é Ajax): var ...


32

Implementação simples do lado "client": HTML: <input type="file" id="fileUpload" name="fileUpload" /> <input type="button" id="btnEnviar" value="Enviar" /> Javascript $(function () { var form; $('#fileUpload').change(function (event) { form = new FormData(); form.append('fileUpload', event.target.files[0]); // para ...


28

As duas principais opções são o CORS (compartilhamento de recursos de origem cruzada) e o JSONP (JSON com padding). Ambas necessitam de algum suporte do servidor (na forma de cabeçalhos de requisição ou formatos de resposta suportados), mas o CORS não precisa de nada em especial no lado cliente (exceto um browser que dê suporte a ele - o que é fato em todos ...


25

Ao meu ponto de vista, todas as resposta estão corretas, mas ninguém lembrou de uma outra forma de fazer isso, usando o AngularJS e o recurso de ngView você consegue fazer isso de forma prática e rápida é o próprio angular já tem suporte para animações de transição. Exemplo no Plunker


23

Conceitualmente eles não são a mesma coisa, mas o resultado produzido é exatamente o mesmo. As funções success e error são denominadas callbacks. Por sua vez, as funções done e fail são métodos de um Promise. Diferença entre promise e callback O resultado é exatamente o mesmo porque o jQuery utiliza os próprios métodos done e fail para executar as ...


22

AJAX(Asynchronous Javascript and XML) é uma tecnica que utiliza javascript para enviar requisições assincronas a um servidor, tornando páginas e sistemas web(da época e de hoje) mais interativos. O termo foi cunha por Jesse James Garrett em 2005 no artigo Ajax: A New Approach to Web Applications


20

Bom, dei uma vasculhada maior e encontrei referências neste link. Testei no firefox (e funcionou). Na realidade, não era erro de código nem nada, era apenas o Adblock (extensão do chrome) bloqueando a requisição. Caso alguém venha a ter o mesmo problema futuramente, basta adicionar o domínio (mesmo se for localhost) à lista de permitidos.


18

Isso pode ser feito de várias formas. Você pode usar um script para enviar um requests por ajax ao clicar em links para o mesmo domínio do seu site: (function() { var content = document.getElementById("div-id"), // Substitua "div-id" pelo ID da div do conteúdo do seu site links = document.getElementsByTagName("a"); function listener(e) { ...


18

PHP DOC A tag de fechamento de um bloco PHP ao final de um arquivo é opcional, e em alguns casos omiti-la é útil ao usar include ou require, assim espaço em branco indesejado não irá aparecer ao final dos arquivos, e você ainda será capaz de adicionar cabeçalhos a resposta após. Também é útil se você usar output buffering, e você não quer ter adicionado ...


17

É, a ideia é essa. Veja a especificação: Synchronous XMLHttpRequest outside of workers is in the process of being removed from the web platform as it has detrimental effects to the end user's experience. (This is a long process that takes many years.) Developers must not pass false for the async argument when the JavaScript global environment is a ...


17

Não existe solução técnica que consiga passar por cima de uma técnica que está ativa com privilégios no navegador. Existem alguns paliativos que costumam trazer mais problemas do que soluções. O máximo que a pessoa faz é detectar que a publicidade foi bloqueada e tomar alguma decisão. Mesmo isto não é universal, pode parar de funcionar e não é considerado ...


16

Como referí na outra pergunta precisa de usar o echo. Para passar várias variàveis pode fazer um array com elas e usar o echocombinado com json_encode(). // Variaveis $nome = $Fetchi['nome']; $email = $Fetchi['email']; $tipo = $Fetchi['tipo']; $senha = "Digite uma nova senha..."; $ativado = $Fetchi['ativado']; $retorno = array($nome, $...


16

Para implementar a interface web do Exchange (OWA) sem usar troca de páginas para carregar novo conteúdo, a Microsoft criou uma interface no seu componente MSXML que permitia enviar uma solicitação por HTTP e receber uma resposta assíncrona. Na época o que bombava era XML e a interface foi batizada XMLHttpRequest, mas ela não obriga de forma alguma que o ...


16

Não há uma técnica 100%, mas há algumas recomendadas: Verificando o tamanho de um elemento function detectAddNotLoaded() { if ($('.foo_dd').height() == 0) { // Aqui vc toma a decisão. Mostrar um aviso, redirecionar, etc... } } $(document).ready(function(){ detectAddNotLoaded(); }); <div class="foo_dd"><script> //aqui deve ...


15

Sim, mas em primeiro lugar preciso deixar claro que usar ajax de forma síncrona é altamente contra-indicado. A interface de usuário ficará congelada até o retorno do ajax. O código para isso em jQuery é: var a; $.ajax({ url: "foo", // substitua por qualquer URL real async: false }).done(function () { a = true; }); console.log(a); O while não ...


15

A regra geral é: nunca confie em nada que venha do lado do cliente. Todo o input que seja feito por javascript tem de ser verificado no lado do servidor. Só quando está a correr PHP pode fazer as verificações que precisa para evitar injeções de código. Faça o que puder do lado do javascript, e o que fôr util para o usuário, mas depois guarde bem a casa e ...


15

O Long Polling é uma técnica que simula uma indisponibilidade do servidor para manter uma conexão HTTP aberta. Essa técnica foi criada a partir da necessidade de comunicação em tempo real com um servidor web. Contexto Com a necessidade de se obter dados em tempo real do servidor, antigamente, os desenvolvedores criavam rotinas que enviavam uma requisição ...


14

try { var loader = new XMLHttpRequest(); } catch (err) { // versões antigas do Internet Explorer não tem a classe XMLHttpRequest, precisa usar esse componente ActiveX var loader = new ActiveXObject('Microsoft.XMLHTTP'); } loader.onreadystatechange = function () { // esse callback é chamado várias vezes para cada mudança de readyState // ...


14

Para que consigas fazer upload de uma imagem para o servidor e após o envio com sucesso apresentar a mesma, precisas fazer uso de Ajax e preferencialmente um plugIn que já cuide de todo o trabalho de interagir com o servidor. Código Segue o código essencial para a criação de um formulário em HTML e um ficheiro no lado do servidor para lidar com a chegada ...


14

Com javascript pura basta pegar os valores dos campos pelo id, com document.getElementById() converter os valores para int utilizando parseInt(), o número 10 significa em qual base será convertido o número, somar e jogar o resultado no input. function calcular() { var n1 = parseInt(document.getElementById('n1').value, 10); var n2 = parseInt(...


14

Essencialmente não. E muitos programadores não entendem isto. Eles não entendem o que falei naquela pergunta. O PHP apenas gera um texto que por coincidência pode ser um código JS, o PHP nem sabe o que é aquilo. Um JS dentro de um código PHP não executará no servidor, ele é apenas um texto, para o PHP aquilo não é um código. O JS vai rodar no cliente, ...


14

Não pode pois o javascript trabalha no lado cliente do ciclo do http e o php trabalha no lado servidor, logo o código gerado pelo javascript nunca será executado no servidor, será apenas uma string/texto comum contendo instruções php. Se você precisa fazer o javascript trabalhar com algum recurso do php utilize ajax.


14

Não existem casos claros onde deve ou não usar. Depende da experiência que você quer dar ao usuário. Antes de mais nada, um dos erros mais comuns, mas muito comum mesmo, que eu vejo nas aplicações que usam AJAX ou outras tecnologias semelhantes é que não há um fallback. Ou seja, se por alguma razão a tecnologia não estiver disponível, a página não funciona. ...


14

Os resultados práticos são iguais. A diferença está principalmente no estilo do código. As promessas (no jQuery, implementadas como deferred objects) são um modelo amplamente utilizado para se lidar com operações assíncronas, em JavaScript e em outras linguagens. Elas facilitam diversos tratamentos sobre operações assíncronas, principalmente quando você ...


13

Utilizando Ajax é facil. Só seguir meu exemplo abaixo: <head> <title>Site</title> </head> <script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.3/jquery.min.js"></script> <body> <div id="menu"><a data="porfolio.php" id="porfolio" onclick="getPage(this.id);" style="cursor:hand;text- decoration:...


13

É possível habilitar as requisições CORS no navegador fazendo uso do jQuery com o seguinte código: jQuery.support.cors = true; Estas requisições entre dominios diferentes por muito tempo representaram algumas brechas de segurança, portanto os navegadores passaram a desabiltar essa funcionalidade por padrão. Atualmente os navegadores modernos (Internet ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam