Respostas interessantes marcadas com a tag

22

Que tal fazer a união através da própria query sql usando o UNION: select id, nome, email from funcionario union select id, nome, email from fornecedor No seu caso ficaria assim: string sql_todos = "select id, nome, email from funcionario " + "union "+ "select id, nome, email from fornecedor";


19

Porque nem todos os caminhos de execução retornam um valor esperado. Note que o único return existe neste código está dentro de um if, portanto ele só será executado condicionalmente. O que acontece se o código não entrar no if? Ele retorna alguma coisa? O código não diz para retornar alguma coisa. Tirando o return do if resolve o problema. A lista ficará ...


14

Seu código precisa retornar um valor para Todos os casos, na sua classe ObterLista isto não acontece, quando o código entra na condição IF ele tem um return, mas para o caso de não entrar(Else) ele não retorna nada, oque gera a exceção, basta adicionar um Else que retorne um valor(uma lista nula por exemplo, mas lembre-se de tratar este valor para não gerar ...


13

A resposta do @Ecil está adequada, mas acrescento o uso do UNION ALL. Qual a diferença entre UNION e UNION ALL? UNION faz uma espécie de DISTINCT, inibindo resultados repetidos UNION ALL traz todos os resultados, mesmo os com valores repetidos Existe alguma vantagem no UNION ALL? Em tese, ele é mais eficiente por não aplicar o DISTINCT, isto é, não ...


13

ADO.NET A documentação da Microsoft diz bem o que é. Vou só resumir. São componentes para dar acesso (leitura) a dados vindos de uma determinada fonte, provavelmente um banco de dados. Existem operações comuns que estes provedores devem fornecer. O ADO.NET os trata de forma abstrata e os provedores os implementa de forma concreta de acordo com as ...


12

Nesta linha: bool resultado = usuaExiste.ExecuteReader().HasRows; Você está criando um Data Reader. Um Data Reader é um objeto que você usa para fazer leituras rápidas do resultado de uma consulta. Enquanto você tiver um Data Reader aberto numa conexão, você não deve executar comandos nela. Você deve fechar o Data Reader antes de executar os comandos, ...


12

O que você quer, pelo que eu entendi, é implementar seu próprio Framework com as operações CRUD. Acho que nesta primeira etapa não é necessário usar inversão de controle de injeção de dependência. Primeiro pense como vai ser a arquitetura de dados. Você pode usar classes de negócio, como Repositórios, por exemplo, ou então implementar a camada de acesso a ...


11

Pode usar com qualquer linguagem compatível com o .NET. C# é a principal delas. Tem informações básicas na nossa tag. E a página oficial. Wikipedia. Ele é o mecanismo básico para acesso a banco de dados utilizado pelo .NET. É vantajoso neste sentido. Não em comparação a outra coisa. Ele dá uma funcionalidade para a plataforma de desenvolvimento. Ele é um ...


11

Por causa disso: if (leitor.HasRows) { while (leitor.Read()) { componente componente = new componente(); componente.ID = Convert.ToInt32(leitor["id"]); componente.NOME = leitor["nome"].ToString(); componente.LOCAL_ARMAZENAMENTO = leitor["...


10

A diferença está nos recursos que cada um conta e os bancos de dados que o mesmo suporta. O ODBC (Open Database Connectivity) é um padrão para acesso a sistemas gerenciadores de bancos de dados (SGBD). São drivers para inúmeros Bancos de dados, como SQL Server, Oracle, PostgreSQL, MySQL entre outros. O OLE DB é uma API desenvolvida pela Microsoft que atua ...


10

Acho que é isto que você deseja: <?xml version="1.0" encoding="utf-8" ?> <configuration> <connectionStrings> <add name="conn" connectionString="Data Source=.;Initial Catalog=Northwind;IntegratedSecurity=True" providerName="System.Data.SqlClient"/> </connectionStrings> &...


10

Você só está retornando a lista no método ObterLista, se entrar no if (leitor.HasRows), se não entra, ainda assim o método deve retornar algo. Segue alteração no código: private List<componente> ObterLista(string nome_componente) { MySqlConnection caminho = new MySqlConnection(@"SERVER=LOCALHOST;DATABASE=portfolio;UID=root;PASSWORD=...


9

Ocorre porque o método ObterLista não está retornando resultado quando leitor.HasRows é igual a falso. Altere para: private List<componente> ObterLista(string nome_componente) { MySqlConnection caminho = new MySqlConnection(@"SERVER=LOCALHOST;DATABASE=portfolio;UID=root;PASSWORD=vertrigo"); List<componente> lista = new List&...


8

Em teoria, basta você repetir o processo de reabrir a conexão, executar a outra query, e passar pelo laço de repetição adicionando os resultados da sua segunda query. string sql_funcionario = "select id, nome, email from funcionario"; string sql_fornecedor = "select id, nome, email from fornecedor"; var conexao = new SqlConnection("string de conexão"); ...


8

Definitivamente não. Pelo menos não desta forma. Está usando o ADO.NET, certo? Então monte a consulta com o componente existente para fazer esta construção. No caso é o SQLCommand. Você vai passando os parâmetros por ele. Exemplo: using (var connection = new SqlConnection(connectionString)) { var query = "SELECT nome, idade FROM Pessoas "; ...


8

Não se preocupe, a conexão será fechada pelo using. Ainda bem, porque se ele não tivesse sido usado, teria problemas mais sérios no código. Não sei se tem outros problemas por que não vi tudo, só posso falar deste método isoladamente. Do jeito que estava fazendo dava erro porque nada pode ser executado depois de um return incondicional, que é o caso do try-...


7

Utilizar o cláusula UNION é o melhor caminho, veja um exemplo: Digamos que existem duas tabelas conceituais: TB_CLIENTES e TB_VENDAS. TB_CLIENTES( ID, NOME, ENDERECO_RESIDENCIA, CIDADE_RESIDENCIA ) TB_VENDAS( ID, CLIENTE_ID, VALOR, PRODUTO, ENDERECO_ENTREGA, CIDADE_ENTREGA ) Com os seguintes registros: TB_CLIENTES ...


7

As abordagens no uso DataReader e DataAdapter (que é o que você deve estar usando para popular o seu DataTable) são as seguintes: DataReader: Obtém-se uma conexão com o banco de dados Envia o comando SQL O controle retorna imediamente para o código, tão logo haja registros a processar ou tão logo o banco de dados informe que não há nenhum registro O ...


7

Olá, Seria bom que colocasse o código utilizado na aplicação. Com acesso a banco de dados eu utilizo da seguinte maneira. Select 1 from tabela where coluna=valor Simples e Funcional. Dados Adicionais: Utilizando em Dados Reais Tabela com 1.541.770 registros. SGBD: PostgreSQL Sendo pesquisado através de um campo que compõe a chave primaria SELECT ...


7

Até onde eu sei esta forma está boa e não há nada que traga melhora significativa. Basta isto mesmo: SELECT COUNT(id) FROM tabela WHERE coluna = valor Coloquei no GitHub para referência futura. Mas isso só funciona se só quer verificar a existência mesmo. Se depois vai dar um INSERT, UPDATE ou fazer alguma outra coisa que depende da existência ou não do ...


7

Basicamente é isto. Claro que não precisa ser necessariamente um método para cada validação, pode ser um método que faça todos. Aí é uma questão de organização do projeto. Cada projeto pode exigir uma solução diferente. Ou pode criar um framework semelhante ao EF para automatizar isto e ter comportamento parecido onde pode só anotar e usar. As anotações até ...


7

Ele tem a função oposta do Convert. Ele tem a função de te entregar o dado já com o tipo que precisa, assim não precisa de conversão e não precisar fazer isto é mais rápido. Não só isto, até porque em alguns casos nem deve dar mais desempenho porque para entregar o dado no tipo esperado há um tratamento interno que pode ser tão custoso quando a conversão, ...


6

Porque não dá uma olhada no PetaPoco (http://www.toptensoftware.com/petapoco/)? Ele é baseado no framework utilizado aqui no StackOverflow e possui métodos do tipo Insert(object) que insere o objeto diretamente na base. E a velocidade é infinitamente maior do que Entity Framework ou Linq to SQL =) Alguns exemplos do site: // Represents a record in the "...


6

Tente por as querys dentro de um Anonymous Blocks BEGIN..END O que são Anonymous Blocks? São declarados numa aplicação no local onde devem ser executados, sendo passados em run-time ao interpretador PL/SQL, normalmente são construídos dinamicamente e executados apenas uma vez. Exemplo BEGIN DELETE FROM; DELETE FROM...; DELETE FROM...; END; public ...


6

Você precisa usar SQLCommand. Desta forma a sua query será montada pelo ADO.NET de forma confiável. Se você tentar fazer a limpeza, certamente vai errar, fora o enorme trabalho que dá. Essa classe tem uma forma de montar o textos com "variáveis" internas onde o dado parametrizado será colocado de forma limpa. Você sempre deve usar esta classe ou ...


6

Na assinatura do seu método, você diz que ele retorna uma lista de Componente. Tente colocar a instrução de return fora do if. Código: private List<componente> ObterLista(string nome_componente) { MySqlConnection caminho = new MySqlConnection(@"SERVER=LOCALHOST;DATABASE=portfolio;UID=root;PASSWORD=vertrigo"); List<componente> lista = ...


6

Tente colocar a instrução de return fora do if. private List<componente> ObterLista(string nome_componente) { MySqlConnection caminho = new MySqlConnection(@"SERVER=LOCALHOST;DATABASE=portfolio;UID=root;PASSWORD=vertrigo"); List<componente> lista = new List<componente>(); string query = "SELECT * FROM componentes "; ...


6

Eu discordo um pouco do que disseram aí. Ambos são micro ORMs. O .NET trabalha com data providers. Existe uma API básica que toda aplicação .NET entenderá para acessar fontes de dados, especialmente banco de dados relacionais, já que o modelo foi pensado para este tipo e fonte. Qualquer banco de dados ou outra fonte pode criar um provedor de dados se ...


5

Existem duas formas: Se a estrutura das suas queries forem as mesmas você pode usar um UNION: var query = "select id, nome, email from funcionario union select id, nome, email from fornecedor"; Você pode enviar as duas queries no mesmo SqlCommand. A Classe DataReader suporta nativamente múltiplos resultados usando o método dataReader.NextResult(): ...


5

Provedor é algo que te ajuda, que fornece algo no caso uma conexão. OLE DB e ODBC são APIs que permitem o acesso a uma gama de fontes de dados. (ODBC), é um padrão internacional para manipular dados relacionais usando a sintaxe de consulta SQL em diferentes fontes de dados. ODBC tem a vantagem de ser um padrão internacional que permite manipular uma grande ...


Apenas as respostas wiki não pertencentes à comunidade mais votadas e de um tamanho mínimo se qualificam