14

Estou escrevendo uma função com a assinatura: int increment(int *val). Meu intuito é receber um ponteiro inteiro, incrementar seu valor em 1 e retornar essa valor.

O corpo da minha função estava o seguinte:

int increment(int *val)
{
    *val += 1; // Dessa maneira o valor de val é incrementado em 1.
    return *val;
}

Na linha comentada, quando eu utilizava o operador unário ++, como em *val++; eu recebia o endereço de memória alterado.

Porque ao usar o operador unário ele modifica o endereço de memória? Teoricamente não era para isso equivaler a *val += 1? Agradeço se houverem exemplos explicando.

16

Isto ocorre por causa da precedência de operadores.

O += tem baixa precedência, então o operador de apontamento ocorre primeiro, depois ele faz incremento no valor apontado.

O ++ tem maior precedência, então primeiro ele incrementa o valor da variável val que é um ponteiro, depois ele aplica o operador de apontamento e pega o valor apontado por este endereço calculado. basta colocar parenteses para resolver o problema da precedência:

(*val)++;

Veja funcionando no ideone.

Tabela de precedência.

6

Isso acontece devido a ordem de precedência das operações. O operador de incremento (++,--) tem precedência sobre o operador *.

Portanto, para que funcione da maneira que você deseja, primeiro é preciso ter acesso ao conteúdo apontado pela variável val. Para isso você faz *val, logo depois você faz o incremento ++.

Para que você consiga realizar nessa ordem, é necessário o uso de parênteses.

Veja:

(*val)++;

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.