5

Tive uma dúvida que não consegui resolver. Seguem os códigos de 3 arquivos

Usuario.php

class Usuario{
    //protected $nome;

    public function getNome() {
        return $this->nome;
    }

    public function setNome($nome){
        $this->nome = $nome;
    }
}

Aluno.php

class Aluno extends Usuario{

}

index.php

$aluno = new Aluno();

$aluno->setNome($_POST['nome']);          

echo $aluno->getNome();

Como pode se ver, o atributo $nome está comentado e a linha $aluno->setNome($_POST['nome']); me retorna o valor do campo preenchido no formulário. Eu achei isso estranho, porque pensei que tinha que vir uma mensagem de variável indefinida, ou algo do tipo.

A minha dúvida que ficou foi a seguinte, como o nome do aluno imprime na tela normalmente se o atributo $nome está comentado?

As conexões e outras coisas mais estão certinhas, só não coloquei tudo para não ficar muito grande.

3

Isso é devido ao PHP permitir que ser crie membros de classe dinamicamente em tempo de execução, onde você pode evitar isso utilizando o método mágico __set, como no exemplo a seguir:

<?php

class Usuario
{
  //protected $nome;

  public function getNome()
  {
    return $this->nome;
  }

  public function setNome($nome)
  {
    $this->nome = $nome;
  }

  public function __set($name, $value)
  {}

}

__set: Esse método mágico é executado todo vez que ser tenta definir dados a um membro indefinido em uma classe.

  • Não resolve o problema de escopo, caso a variável não tenha sido previamente inicializada. – Edilson 21/11/15 às 16:52
4

Não acho que alguém consiga explicar porque os designers da linguagem escolheram fazer isto, além deles próprios, mas sei que eles resolveram que se você se referenciar a um membro que não existe este deve ser criado automaticamente de forma pública.

Isto é algo terrível que uma linguagem pode fazer, escondendo erros. Muitas pessoas dirão que este é um dos motivos do PHP ser ruim e nem tem a desculpa do JavaScript que cometeu os erros no começo por ter sido criada em 2 meses. São erros cometidos ao longo do processo em mais de 20 anos.

Se deseja essa segurança então deve escolher outra linguagem.

Veja como o membro realmente é criado.

Não gosto do termo atributo, prefiro campo.

2

Como já foi antes dito, o PHP cria membros dinamicamente, se este não existir e for chamado, é simplesmente criado, mas se já existir, retorna o valor dessa propriedade. Quando se usa classes, caso a propriedade não tenha sido previamente "inicializada", ela é automaticamente criada como public.

Class properties must be defined as public, private, or protected. If declare using var, the property will be defined as public.

Abaixo um exemplo:

<?php

class AlunoA
{

    protected $aluno;

    public function getNome(){
        return $this->aluno;
    }
    public function setNome($nome){
        $this->aluno = $nome;
    }

}
class AlunoB
{

    //public $aluno; # comentado ou não é o mesmo nessa situação

    public function getNome(){
        return $this->aluno;
    }
    public function setNome($nome){
        $this->aluno = $nome;
    }

}

$alunoA = new AlunoA();
$alunoB = new AlunoB();
var_dump($alunoA); # object(AlunoA)#1 (1) { ["aluno":protected]=> NULL } 
print "<br/>";
var_dump($alunoB); # object(AlunoB)#2 (0) { } 

?>

Para a classe AlunoB, a propriedade aluno torna-se visível, dentro e fora da classe, ou seja, pode-se acessar essa propriedade através do $this, ou através de uma instância pode-se ler/mudar o valor de $aluno, ou ler directamente o seu valor, o que não garante que se mantenha a integridade desse objecto.

$alunoA = new AlunoA();
$alunoB = new AlunoB();
var_dump($alunoA); # object(AlunoA)#1 (1) { ["aluno":protected]=> NULL } 
print "<br/>";
$alunoB->aluno = 'Edilson'; 
var_dump($alunoB); # object(AlunoB)#2 (1) { ["aluno"]=> string(7) "Edilson" }

Podes obter mais detalhes aqui.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.