14

Eu tenho uma aplicação PHP e não quero que o usuário possa digitar na barra endereço o nome de um arquivo específico, por exemplo { exemplo.com/enviar.php }, todos os meus arquivos são chamados pela index.php, como eu poderia evitar acesso direto a todos eles exceto a index?

Detalhe: Eu utilizo o servidor Apache rodando no Debian 8.

  • 7
    Uma das técnicas é colocar fora da raiz do site: Se seu site está, por exemplo em /web/httpdocs/index.php você pode por o enviar.php em /web/enviar.php . Mas isto só funciona com includes. Outra solução seria bloquear o acesso direto com algumas regras em .htacess. Tem várias maneiras, depende muito do servidor de páginas utilizado. (tou postando como comment só para adiantar o assunto), vamos ver se alguém posta algo mais elaborado ou se indica possíveis respostas já existentes. PS: Muito legal você continuar usando o site, espero que possamos ajudar melhor neste caso aqui. – Bacco 18/11/15 às 23:55
  • 3
    Ah, uma dica: se quiser acrescentar mais detalhes na pergunta, como o tipo de servidor que usa, ou mais detalhes da estrutura de arquivos que tem (ou que vai precisar), use o editar logo abaixo da questão. Detalhes geralmente ajudam na elaboração de respostas. – Bacco 19/11/15 às 0:00
  • 1
    Obrigada pela resposta, eu vou aguardar mais soluções pois meu projeto já tem uma quantidade considerável de arquivos, seria difícil migrar, acho que as regras do htaccess serão úteis. – Ana P. Messina 19/11/15 às 0:03
9

Eu uso no htaccess do meu blog em wordpress a seguinte regra

<Files *.php>
    Order Deny,Allow
    Deny from all
</Files>

<Files index.php>
    Order Allow,Deny
    Allow from all
</Files>

A primeira parte nega o acesso a todos os arquivos .php e a segunda libera o acesso apenas ao index.php

Assim no meu caso wordpress se a pessoa tentar acessar um arquivo como o wp-config.php que fica na raiz recebe um aviso de página não encontrada ao invés da página.

Pode ser usado em sites que não sejam wordpress também

5

Você poderia fazer isso criando uma pasta onde ficaram todos os seus aquivos protegidos e dentro dessa pasta você criaria um arquivo .htaccess colocando essa instrução abaixo dentro dele, que faz com que o acesso a pasta seja proibido por requisição http e assim retornando um erro 403 para o usuário que tentar acessar qualquer arquivo dentro da pasta:

Deny from all

E na raiz da sua aplicação onde estiver o arquivo index.php você poderia colocar outro .htaccess com os seguintes comandos abaixo, caso você queira trabalhar com url amigável:

RewriteEngine on

RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-f
RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-d
RewriteRule ^(.*)$ /index.php/$1 [L]

Onde dentro do arquivo index.php você teria que tratar o argumento $1 da requisição.

A estrutura das pastas poderia fica assim:

inserir a descrição da imagem aqui

  • Interessante essa ideia de colocar um .htaccess em cada pasta q você queria negar o acesso direto via http! É a melhor ideia que eu já vi!!! – JHenry 21/09/18 às 18:58
4

Uma técnica segura é por recuo de diretório.

Também podemos resolver com outras técnicas como o a definição de uma constante ou o regras de permissão de acesso a uma pasta pública.

Tal recurso depende do servidor de páginas utilizado.

Considero o recuo de diretório mais seguro porque protege tanto no lado cliente quanto no lado servidor.

Para entender melhor, imagine uma situação onde o dono do site tem acesso ao FTP. Mas você não quer que esse sujeito tenha acesso aos códigos do sistema. É recomendável não deixar o sistema tão aberto mesmo para o dono, principalmente quando é um leigo, pois fatalmente um dia o sujeito vai mexer nos códigos, provocando bugs ou algo mais grave.

Como fazer o recuo de diretório?

Na pasta pública teria apenas o arquivo index.php.

Nesse arquivo index.php, você faz um include num arquivo numa pasta privada.

Exemplo de estrutura.

/var/www/website.foo/public
/var/www/website.foo/app
/var/www/website.foo/logs

No exemplo acima, o diretório raíz é /var/www/website.foo/public

O arquivo index.php estaria dentro desse diretório /var/www/website.foo/public/index.php

Todos os outros arquivos .php do sistema, coloque fora da pasta public.

/var/www/website.foo/app/foo.php
/var/www/website.foo/app/bar.php

Como esse diretório não é acessível ao público, está seguro. Porém, uma terceira pessoa com acesso ao servidor via FTP ou SSH, ainda pode ter acesso aos arquivos.

Caso queira reforçar a segurança, não dê acesso SSH ou FTP a esse diretório para pessoas não autorizadas.

Para o cliente que quer ter acesso FTP, libere-o para acessar somente a partir do diretório público.

Ainda assim corre o risco do cliente executar scripts php dentro da pasta pública.

Para esses casos, também é possível bloquear execução de scripts PHP na pasta pública. O problema é que o index.php não funcionaria mais.

Uma solução para isso é criar um link simbólico onde até mesmo o index.php poderia ficar fora da pasta pública.

Dessa forma temos todos os arquivos, incluindo o index.php, protegidos tanto do visitante quanto do usuário FTP.

Em sistemas Linux, pode ser feito o link simbólico da seguinte forma:

ln -s "/var/www/website.foo/app/index.php"  "/var/www/website.foo/public/index.php"

Em ambiente Windows:

mklink /j "c:\www\website.foo\app\index.php"  "c:\www\website.foo\public\index.php"

Um impecilho para o uso de recuo de diretório ou link simbólico é quando os sistema é executado num ambiente onde não temos permissão para executar linhas de comando e, em muitos casos onde nem mesmo é possível fazer recuo de diretório. Essa situação é comum em hospedagem compartilhada de estrutura defasada.

  • Isso que eu ia comentar, se não for uma VPS ou uma hospedagem boa, o usuário está na "roça". Infelizmente o que mais vemos aqui no Brazuca é esse tipo de estrutura em sites de hospedagem. – Renan Cavalieri 19/11/15 às 10:11
4

Por ter desenvolvido meu projeto de modo procedural, sem utilizar nenhum framework (apenas um miniframework pra autenticação de sessão que só funciona para arquios na raiz :/) ou estrutura padrão (design pattern), acabei passando por este dilema recentemente, e a melhor solução que encontrei foi colocar tudo que não vai ser acessado por http (basicamente arquivos incluídos por include ou require) numa pasta, e no .htaccess dela:

deny from all

E numa outra pasta coloquei o que tem que ser acessado por http (*JS, *CSS, e alguns html's) e na raiz coloquei os arquivos principais, onde são restringidos através de sessão. E acho que sem um design pattern definido e um framework, não tem muito mais o que ser feito.

Eu sei que isso não responde a pergunta, só quis passar minha experiência recente antes de traduzir (livremente com a ajuda do Google) essa excelente resposta do SOen:

Você tem certeza que quer fazer isso? Mesmo com arquivos css, js e de imagens...?

OK, primeiro confira se mod_access está instalado com o Apache, e em seguida, adicione o seguinte ao seu .htaccess:

Order Deny,Allow
Deny from all
Allow from 127.0.0.1

<Files /index.php>
    Order Allow,Deny
    Allow from all
</Files>

A primeira directiva proíbe o acesso a quaisquer arquivos, exceto a partir de localhost, e por causa de Order Deny, Allow Allow, a segunda directiva só libera o acesso à partir de index.php.

Advertência: Não há espaço após a vírgula na linha da ordem.

[EDIT:]

Para permitir o acesso aos arquivos .css ou * .js usar esta directiva:

<FilesMatch ".*\.(css|js)$">
    Order Allow,Deny
    Allow from all
</FilesMatch>

Você não pode usar diretrizes para <Location> ou <Directory> dentro de arquivos .htaccess.

Uma opção seria a utilização de <FilesMatch ".*\.php$"> em torno do grupo primeiro allow,deny group, e depois explicitamente permitir o acesso a index.php.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.