2

Por exemplo:

var teste = $.ajax({...}).done( function() { alert('Callback Done!') } );

Pra onde vai essa função definida no done()? Já procurei no objeto inteirinho usando o console do Chome, mas não achei onde são registrados esses callbacks ( console.log( teste ) )

Se eu conseguisse pelo menos disparar os "done's" do ajax como se fosse um teste.trigger("done") já adiantava.

Alguém consegue me ajudar?

Obrigado

  • 1
    Explica melhor o que queres dizer com "armazenadas". Referes-te ao jQuery? ou ao teu código? Podes explicar também o que pretendes fazer? Podes sempre defenia a função à parte function fnTeste(){} e depois passar para o ajax: var teste = $.ajax({...}).done(fnTeste); ou chamá-la diretamente fnTeste();. – Sergio 15/11/15 às 8:47
  • Preciso pegar as funções "registradas" no done() de um ajax – GilCarvalhoDev 16/11/15 às 15:24
  • Continuo a não entender o que queres ao certo. – Edilson 16/11/15 às 18:37

3 Respostas 3

3

Vamos lá,

Independente de seja o teu problema, "pegar" ou "rodar" o done não faz sentido.Vou explicar o porque.

inserir a descrição da imagem aqui

Como funciona

O Done: é um método interno do jquery que é executado após o uma chamada ajax ser concluída. A sequência a grosso modo funciona assim:

  • 1- Chamada é efetuada ($.ajax)
  • 2- O retorno é processado
  • 3- Com o retorno em mãos o jquery roda o done indicando que não ocorreram erros. Esse Done recebe os dados oriundos da resposta da requisição.

E agora porque não faz sentido

Não faz sentido justamente porque você precisaria passar os dados retornados de um requisição que só estão presente no escopo do próprio plugin. Justamente para expor tal dado existe o método Done.

1

Primeiro entenda que existem diferentes conceitos sobre requisição HTTP.

Quando se trata de uma requisição Cliente/Servidor, a URL que é enviada via POST, GET, PUT ou DELETE, feita através de uma requisição AJAX, é enviada diretamente para o Servidor, e o processo de leitura do arquivo que estará esperando essa requesição só receberá os dados, depois que identificar o protocolo da sua requisição e passar por todo o processo no lado do servidor, geralmente, costuma ser o apache, mas pode ser um IIS...(não irei discutir isso aqui!)

Dentro do servidor há uma outra camada pré-configurada que vai tratar a sua saída HTTP, é lá onde estarão as regras habilitadas, de como..., quanto tempo..., quais as limitações, as permissões etc... para depois enviar para dentro do documento onde contém a linguagem PHP, ou a linguagem que estará sendo utilizada para essa dinâmica.

E esse arquivo, irá ler e identificar as chamadas através de variáveis da linguagem, no PHP temos:

  • $chamada = $_REQUEST['chamada'];
  • $chamada = $_POST['chamada'];
  • $chamada = $_REQUEST['chamada'];
  • $chamada = fopen("php://input", "r");
  • etc

Após o tratamento desses dados, na linguagem, entrará a requisição final, que é do navegador, propriamente dito, e este recebará, outros dados de leitura, que geralmente ficam no header do seu escopo, lá ele irá identificar informações do navegador:

GET / HTTP/1.1
Host: spesa.com.br
User-Agent: Mozilla/5.0 (X11; U; Linux i686; en-US) Gecko/20061201 Firefox/2.0.0.3 (Ubuntu-feisty)
Accept: text/xml,application/xml,application/xhtml+xml,text/html;q=0.9,text/plain;q=0.8,image/png
Accept-Language: en-us,en;q=0.5
Accept-Encoding: gzip,deflate
Accept-Charset: ISO-8859-1,utf-8;q=0.7,*;q=0.7
Keep-Alive: 300
Connection: keep-alive

Para acessar essas informações em Resful no console do Chrome, entre na aba Network > selecione a opção XHR, e clique sobre o arquivo enviado na sua requisição, se ele não estiver listado, faça uma requisição novamente para que seja listado, lá tem todas as opções que você quer ver sobre o comportamento do objeto e da sua requisição.

PS: Outra coisa que é importante saber, é que um método closures com callback, só terá saída dentro dele mesmo, vc não pode utilizar um callback fora de seu escopo. O que você pode fazer é chamar um método externo para dentro desse método, mas ainda assim, ele irá executar dentro dele.

Outra coisa que você pode fazer é definir uma variável externa fora do seu método callback, atribuí-la um retorno após a mudança do retorno de um callback, e depois retornar essa variável, o que chamamos de "promise". Exemplo:

   var methodAction = function() {


        var promise = $.ajax({
              url: "/action.php",
              method: "POST",
              dataType:"json"
         });
            promise.when(whenFunction);
            promise.done(successFunction);
            promise.fail(errorFunction);
            promise.always(alwaysFunction);

     }


var successFunction = function(data) {
      return data;
}
var errorFunction = function(data) {
     $('#loading').text('erro no processo!');
}
var alwaysFunction = function(data) {
     $('#loading').text('processado!')
}
var whenFunction = function(data) {
     $('#loading').text('processando...')
}

methodAction();

Há um método do próprio jQuery, para isso:

$.when( $.ajax( "test.aspx" ) ).then(function( data, textStatus, jqXHR ) {
  alert( jqXHR.status ); // Alerts 200
});

Deferred Object - Objeto diferido (prolongado)
Documentação
Leia mais aqui
Mais leitura útil

1

Resposta curta: não existe método nativo.

A função jQuery.ajax() retorna um objeto que implementa a interface Promise, que permite apenas a atribuição de callbacks.

Essa interface está associada a um Deferred Object, esse objeto encapsula em uma closure a lista de funções que você deseja acessar, e não existe nenhum método para acessar essa lista.

Sobre disparar as callbacks, a função que faria isso é deferred.resolve(), mas essa função também está encapsulada e não pode ser acessada diretamente.

A melhor alternativa é usar funções nomeadas, como sugerido pelo @Sergio nos comentários:

function fnTeste() { // cria função nomeada
  alert('Callback Done!')
}
var teste = $.ajax({...}).done(fnTeste); // adiciona como callback
fnTeste(); // para disparar callback "manualmente"

Leitura recomendada sobre closures: Como funcionam closures em javascript?

  • Como eu faria pra disparar o done de teste, conforme meu exemplo? – GilCarvalhoDev 17/11/15 às 1:50

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.