0

Em aplicações PHP, quando uso caminho absoluto, tudo funciona perfeitamente, mas quando uso caminho relativo, não funciona.

Um exemplo: na minha aplicação tenho de usar isso:

file_exists("/var/www/html/meus_projetos/dgnetwork/public_html/model/persistence/dao/dao_config/{$name}.ini")

No meu servidor local apache2, tenho um virtual hosts onde configuro o atributo DocumentRoot /var/www/html/meus_projetos/dgnetwork/public_html

Com isso eu imaginava que poderia usar o caminho absoluto a partir de public_html ou seja:

file_exists("model/persistence/dao/dao_config/{$name}.ini")

Porém não funcionou.

Será que alguém consegue me ajudar a organizar melhor isso?

  • Eu recomendaria que criasses um ficheiro de configuração com local fixo, onde irias colocar todos os caminhos para diretórios e subdiretórios do site/projeto incluindo o root, e que inicializasses estas configurações de uma só vez.. – Edilson 31/10/15 às 19:21
1

A questão era mais simples que eu imaginei. Ao iniciar a aplicação, é apenas eu dar um require em um arquivo, com essa classe constantes e a partir daí ela já estará na memória. Problema resolvido, obrigado a todos.

0

Quando você usa file_exists("model/persistence/dao/dao_config/{$name}.ini") ele vai buscar a partir do local onde esta o arquivo.

Você pode definir uma constante para a pasta raiz

define("DOCUMENT_ROOT", "/var/www/html/meus_projetos/dgnetwork/public_html/");

e depois usar desse jeito:

file_exists(DOCUMENT_ROOT."model/persistence/dao/dao_config/{$name}.ini")
  • assim vou ter replicação de código, e se eu definir uma classe de constantes - final class constantes {} - vou ter de adicionar o caminho absoluto , o que implicaria em ambiguidade. – willian rodrigues andrade 31/10/15 às 18:40
0

Funciona sem ser o caminho absoluto porem você pode ter problemas.

Exemplo:

Tenho uma pasta chamada a1 e dentro dela tenho o arquivo verifica_permissao.php ai na pasta que fica antes da a1 você cria um arquivo teste e inclui o verifica_permissao.php, suponha-se que no verifica_permissão .php contenha o código abaixo:

<?php
   //Exemplo do verifica_permissao.php
   function verifica_permissao($arquivo) {
        return file_exists($arquivo);
   }

Ao tentar usa o verifica_permissao, caso você tente acessar um arquivo na pasta a2 que esta no mesmo nível da a1 ele vai retornar false mesmo que o arquivo exista porque ele tentaria acessar o seguinte endereço:

/var/www/a1/a2/arquivo.txt

Ou seja considere criar uma variável identificando onde fica a raíz do seu projeto e sempre procure concatenando. Assim não haverá preocupação, olha um exemplo abaixo.

Arquivo config.php

<?php

     DEFINE("ROOT_DIR", __DIR__);

Arquivo teste.php

<?php
    require 'config.php';
    $arquivo = file_exists(ROOT_DIR . 'model/persistence/dao/dao_config/{$name}.ini');

    if($arquivo) {
        echo "Existe";
    } else {
        echo "Não existe.";
    }

Respondendo sua pergunta: Não, não é preciso colocar o caminho absoluto! Ele pega a partir de onde a função é chamada.

  • Isso foi de grande ajuda. Mas e se eu quiser definir minhas constantes todas dentro de uma classe, dentro da minha aplicação ? Uma classe - final class app_const {} ? ai definiria um contrutor private E as constantes ex: const DOCUMENT_ROOT = 'caminho' – willian rodrigues andrade 31/10/15 às 18:53
  • pelo seu exemplo, percebi que vc dispões os arquivos no mesmo diretório. Mas e se tiver usando um padrão de projeto mais específico, onde uma ou mais classes em diretórios distintos precisem requerer o config.php. COmo vai ficar a chamada ao arquivo ????? – willian rodrigues andrade 31/10/15 às 18:56
  • como assim? não entendi – Hiago Souza 31/10/15 às 19:33
  • se você já definiu no apache, você pode pegar o caminho absoluto usando o vetor do $_SERVER exemplo: $_SERVER['DOCUMENT_ROOT'] – Hiago Souza 31/10/15 às 19:35

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.