5

como faco para minha url que e assim: detalhe.php?cat=1 ficar tipo assim detalhe/televisão meu .htaccess :

RewriteEngine On
RewriteCond %{SCRIPT_FILENAME} !-d
RewriteCond %{SCRIPT_FILENAME} !-f
RewriteRule ^(.*)$  index.php?url=$1 [QSA] [L]

e meu index que faz a ligação para as paginas:

$url = (isset($_GET['url'])) ? $_GET['url'] : 'home';
$url = array_filter( explode('/', $url));

$file = $url[0].'.php';
if(is_file($file))
    include $file;
else
    include '404.php';

como posso fazer isto com o meu código?

  • Eu não acho que você consiga, só pelo .htaccess, alterar algo de acordo com um banco de dados. Provavelmente você vai ter que alterar no Javascript direto e usar o .htaccess para passar como parâmetro (apenas para não dar erro de página quando o usuário acessar /televisao) – KhaosDoctor 29/10/15 às 15:42
  • Cara você está na direção certa, onde você empacou exatamente? a segunda parte do array você tem que passar como parâmetro para seu arquivo do include. A visão correta sobre o problema seria a url detalhe/televisao se torna ?url=detalhe/televisao dai em diante você monta rotas baseadas em padrões. – Marcelo Bonus 30/10/15 às 13:06
  • Recomendo você usar algum router para fazer a interpretação das urls. Mais fácil do que implementar um próprio. Por exemplo o Klein - github.com/chriso/klein.php – Eduardo Lelis 17/11/15 às 5:25
1

Pelo seu código você deve estar com problemas ao criar rotas e passar os parâmetros via GET. Como não está usando orientação a objeto, as coisas ficam um pouco mais chatas de fazer, e chamar arquivos direto pode ser um grande erro de segurança, apesar de verificar se é um arquivo válido.

O .htaccess

<IfModule mod_rewrite.c>
    RewriteEngine On
    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-d
    RewriteCond %{REQUEST_FILENAME} !-f
    RewriteRule ^$ index.php?url=$1 [L]
    RewriteRule ^(.*)$ index.php?url=$1 [QSA,L]
</IfModule>

O arquivo index.php

if (isset($_GET['url']) === false) {
    include '400.php';
    exit();
}

$url = $_GET['url'];
$routes = array(
    '' => array(
        'file' => 'principal',
        'params' => array()
    ),
    'detalhe/televisao' => array(
        'file' => 'detalhe',
        'params' => array('cat' => 1)
    )
);
if (isset($routes[$url])) {
    $actualRoute = $routes[$url];
    $file = __dir__ . DR . $actualRoute['file'] . '.php';

    if (file_exists($file)) {
        foreach ($actualRoute['params'] as $name => $value) {
            $_GET[$name] = $value;
        }
        include $file;
    } else {
        include '501.php';
    }
} else {
    include '404.php';
}

O exemplo acima torna necessário que todas as URLs sejam conhecidas, sendo assim vamos modificar o código para que possamos usar palavras chaves com a intenção de identificar determinados trechos da url requisitada.

Iremos definir duas palavras chaves :controller e :params que indicarão respectivamente o arquivo que será carregado e os parâmetros que serão passados.

Por exemplo:

  • Criamos uma rota :controller/:params
  • A URL recebida é detalhe/televisao/lcd/lg
    • :controller receberá o valor detalhe
    • :params receberá o valor televisao/lcd/lg.

Alterando nosso código ficará assim:

define('DR', DIRECTORY_SEPARATOR);

// Caso o htaccess não tenha passado a variável `url`, redireiona para
// o erro 404.
if (isset($_GET['url']) === false) {
    include '400.php';
    exit();
}

// Obetm o caminho desejado e trata retirando a barra no final e barras
// duplicadas.
$url = $_GET['url'];
if ( substr( $url, -1 ) == '/' ) {
    $url = substr( $url, 0, -1 );
}
$url        = str_replace( '//', '/', $url);

// Define as rotas aceitas pelo sistema.
// Uma rota pode ser definida com um valor exato do caminho ou usar as palavras
// chaves abaixo:
//
//   :controller   que define o nome do arquivo que será chamado e
//   :params       que define os parâmetors que serão passados para o arquivo.
$routes = array(
    '' => array(
        'file' => 'principal',
        'params' => array()
    ),
    'detalhe/televisao' => array(
        'file' => 'detalhe',
        'params' => array('cat' => 1)
    ),
    'detalhe/:params' => array(
        'file' => 'detalhe',
        'params' => array('cat', 'artigo')
    )
);

// Define quais são as palavras chaves
$keywords = array(
    '/',
    ':controller',
    ':params'
);

// Define a expressão regular para cada palavra chave.
$keywordsPattern = array(
    // Apenas para escapar as barras na expressão regular
    '\/',

    // Aceita letras de "a" a "z" e os simbolos "_" e "-"
    '(?P<controller>[\w_\-]+)',

    // Obtem tudo a partir de quando for achado a palavra chave ":params"
    // Exemplo:
    //   Url = detalhe/televisao/1
    //   Rota = 'detalhe/:params'
    //   Parametros encontrados: 'televisao/1'
    '(?P<params>.+)'
);

// Inicia a variável que irá armazenar os valores das palavras chaves
// encontradas.
$matches = array();

// Percorre todas as rotas
foreach ($routes as $route => $config) {
    // Troca as palavras chaves por suas respectivas expressões regulares.
    // Exemplo:
    //   Rota: 'detalhe/:params'
    //   Regex: /^detalhe\/(?P<params>.+)\/?$/i
    $map = '/^' . str_replace($keywords, $keywordsPattern, $route) . '\/?$/i';

    // Verifica se a url requisitada atende a expressão regular da rota.
    if( preg_match( $map, $url, $matches ) === 1) {
        // Se foi atendida define a rota atual.
        $actualRoute = $config;

        // Verifica se foi encontrada a palavra chave :controller e define o
        // o nome do arquivo.
        if (isset($matches['controller'])) {
            $actualRoute['file'] = $matches['controller'];
        }

        // Verifica se foi encontrada a palavra chave :params
        if (isset($matches['params'])) {
            // Separa a string encontrada como por exemplo 'televisao/1' pelas
            // barras e define os valores dos parâmetros.
            // Por exemplo, se nas rotas foi definido
            //   'params' => array('cat', 'artigo')
            // então
            //   'cat' = televisao
            //   'artigo' = 1
            $params = explode('/', $matches['params']);
            foreach ($actualRoute['params'] as $key => $param) {
                $actualRoute['params'][$param] = isset($params[$key]) ? $params[$key] : null;
                unset($actualRoute['params'][$key]);
            }
        }
        // Se a rota foi encontrada, para de percorrer as rotas.
        break;
    }
}

// Se não foi encontrada nenhuma rota ainda, verifica se a url requisitada
// atende alguma de forma direta. Um exemplo no nosso caso seria a rota
// 'detalhe/televisao'.
if ($actualRoute !== false && isset($routes[$url])) {
    $actualRoute = $routes[$url];
}

// Faz a inclusão dos arquivos.
if ($actualRoute) {
    $file = __dir__ . DR . $actualRoute['file'] . '.php';

    if (file_exists($file)) {
        foreach ($actualRoute['params'] as $name => $value) {
            $_GET[$name] = $value;
        }
        include $file;
    } else {
        include '501.php';
    }
} else {
    include '404.php';
}

Essa é uma implementação adaptada dos recursos de roteamento de frameworks como CakePHP, Symfony, Laravel, etc. Como esses frameworks chamam métodos, e aqui só passamos os parâmetros para a váriavel global $_GET é muito importante valida-los e tomar sempre o cuidado de manter a mesma ordem da defina no array de rotas.

O que define os nomes das variavels como $_GET['cat'] é o array params da rota, sendo assim é muito importante que seja definido em todas as rotas. Nas frameworks isso não é necessário pq as váriaveis são os parâmetros dos métodos, por exemplo:

public function detalhe($categoria, $artigo = null) {
}

onde o parâmetro $categoria é obrigatório e $artigo não.

Lembre-se que os arquivos de erro é muito importante passar o cabeçalho informando que se trata de um erro.

header($_SERVER['SERVER_PROTOCOL'] . ' 400 Bad Request', true, 400);
header($_SERVER['SERVER_PROTOCOL'] . ' 404 Not Found', true, 404);
header($_SERVER['SERVER_PROTOCOL'] . ' 500 Internal Server Error', true, 500);
header($_SERVER['SERVER_PROTOCOL'] . ' 501 Not Implemented', true, 501);
  • cara voce poderia me explicar a parte do $routes =array por que tipo isso nao iria receber dinamicamente o valor. pelo o que eu intendi eu terei q preencher o array manualmente e sempre saber o id que entrara estou certo sobre isso? – Leonardo Costa 17/11/15 às 0:15
  • Sim está certo, porém vc pode criar essas rotas buscando do banco de dados o valor preparado para url e montar as rotas. Por exemplo na tabela categoria vc tem "carros esportivos" em um campo já tem o valor preparado "carros-esportivo" e vc monta sua url. Existe a possibilidade tb de adicionar palavras chaves nas rotas como :controller, :action, :params. Mas aí teria que usar expressão regular. Se precisar posso editar a resposta com a implementação disto – marcusagm 17/11/15 às 0:22
  • cara sinceramente fiquei perdido to tentando intender isso agora se vc puder dar um edit pra mim tentar visualizar de forma diferente – Leonardo Costa 17/11/15 às 0:24
  • A lógica pelo que me parece você entendeu, no caso eu fiz uma implementação onde vc deverá conhecer todas as Urls. Como quer algo mais flexível, quando eu chegar em casa adiciono a possibilidade de usar palavras chaves – marcusagm 17/11/15 às 0:28
  • sim obg a logica ta de boa o que ta me confundido e isso msm de usar as palavras chaves e deixar mais dinamico – Leonardo Costa 17/11/15 às 0:30

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.