20

Eu venho observado há algum tempo que alguns tipos de evento só funcionam corretamente quando definimos determinada função que é chamada com o setTimeout com valor 0. Ao contrário, se chamamos essa função sem o setTimeout, ocorre efeitos indesejados.

Vou exemplificar com um input que recebe um valor e é transformado para minúsculo.

$(function() {
    $('#teste-1').keydown(function() {
        $(this).val(this.value.toLowerCase());
    })

    $('#teste-2').keydown(function() {
        var that = this;

        setTimeout(function() {
            $(that).val(that.value.toLowerCase());

        }, 0);
    })
});
<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.1/jquery.min.js"></script>
<input id="teste-1" />
<input id="teste-2" />

Percebam que, quando digitamos um texto em letras maísculas no primeiro input, o último caractere sempre continua maiúsculo. Já no segundo caso, com setTimeout 0, todos os caracteres são transformados para minúsculos corretamente.

Eu gostaria de saber por que exatamente isso acontece!

Por que o javascript precisa do setTimeout para se comportar da maneira esperada - a maneira esperada é a maneira que funciona quando uso setTimeout.

18
+50

Isto é normalmente usado pra que erros ou loops longos dentro do callback não afetem o que vier depois do setTimeout, é uma tentativa de "simular" os Multiple threads (multithread), não é uma thread de verdade, mas funciona na mesma linha.

Com o 0 (zero), ele vai se executado no mesmo momento que setTimeout é chamado, mas não vai ser necessário o que vem após o setTimeout esperar o processo terminar, é como se o callback fosse executado em um "processo" separado

Por exemplo:

function meuCallback() {
    console.log("Level2");
}

console.log("Level1");
setTimeout(meuCallback, 0);
console.log("Level1");

No exemplo ele irá entregar algo como:

Level1
Level2
Level1

Mas é bom notar que cada motor (tecnologia do browser ECMAScript - popularmente chamado de Javascript) ajusta conforme a necessidade e tenta a sua maneira obter melhor performance, podendo as vezes o mesmo script entregar algo como:

Level1
Level1
Level2

Um exemplo que algumas pessoas costumam usar pra evitar erros seria algo como:

function meuCallbackComError() {
    (a + b);
}

console.log("Execução 1: Level1");
setTimeout(meuCallbackComError, 0);
console.log("Execução 2: Level1");

Veja que no log aparece algo como:

Execução 1: Level1
Execução 2: Level1
Uncaught ReferenceError: a is not defined

Ou seja o segundo console.log não foi afetado pelo erro.

Porque não usar o zero no setTimeout

Não quer dizer que você não vai usar nunca, por exemplo apenas pra evitar erros que podem ser ocasionados dentro do callback o zero já será suficiente, as situações que devemos evitar o 0 é quando ocorrem processos do próprio browser que podem demorar, como por exemplo renderização de imagens após o onload, muitas vezes usamos o setTimeout pra esperar que outro processo termine, por exemplo uma imagem inserida por javascript, mesmo usando Image.onload ainda sim não renderizou dentro de um milionésimo de segundo (algo imperceptível pro ser humano), então um pequeno "delay" pode ajudar, como:

  • setTimeout(..., 1) - funciona pra maioria dos casos de renderização isto pode funcionar
  • setTimeout(..., 10) - este pode ser preferível aos demais e dificilmente um humano irá perceber
  • setTimeout(..., 100) - em alguns casos necessitamos de um delay maior, aonde existe um elemento que irá demorar de renderizar (dificilmente um humano irá enxergar isto).

Alternativas ao setTimeout

Ele funciona bem na maioria dos casos, mas deve-se notar que scripts que demoram a executar ainda sim irão congelar o webbrowser por algum tempo (variando conforme o script), mesmo usando o setTimeout.

Recomendo que leia esta outra resposta, ela explica os callbacks e o setTimeout:

Existem atualmente soluções mais funcionais pra evitar o congelamento, por exemplo:

No entanto se queres apenas impedir pequenos delays ou erros que possam ocorrer, então use apenas o setTimeout, se quiser executar scripts que levam mais de 500ms pra processar então o Web Workers ou o AMD podem lhe ser útil.

Note que o AMD está sendo usado por várias bibliotecas, como o jQuery por exemplo. Veja um trecho do código jQuery:

if ( typeof define === "function" && define.amd ) {
    define( "jquery", [], function() {
        return jQuery;
    });
}
  • 1
    Guilherme, por incrível que parece, estava tendo problemas num plugin que serve para detectar que todas as imagens dentro de um elemento estão carregadas. Tive que alterar a função internamente para setTimeout com zero, porque o tamanho das imagens não estavam sendo capturados, quando não tinha o setTimeout. Isso tem a ver com o carregamento do browser também? – Wallace Maxters 27/10/15 às 13:14
  • @WallaceMaxters sim exato, neste caso eu geralmente uso setTimeout(, 10);, raramente uso com 0 pois podem haver variações de cada navegador (motor) – Guilherme Nascimento 27/10/15 às 13:17
  • 1
    Obrigado pela dica. Foi muito importante. Vou alterar aqui, pois tive impressão que o 0 uma hora falhou :|. E o próprio plugin imagesLoaded usa em quase todas as chamadas o SetTimeOut 0 – Wallace Maxters 27/10/15 às 13:18
  • Guilherme, se eu usar esse AMD, resolve 100% o problema, ou ainda terei que fazer a pequena gambiarra do setTimeout 0 – Wallace Maxters 27/10/15 às 13:26
  • Então quer dizer que é como o navegador tivesse sua própria lista de tarefas a executar e, que quando usamos o setTimeout 0, estamos simplesmente alocando essa tarefa para ser executada por último? – Wallace Maxters 27/10/15 às 13:27
6

Isto acontece porque você está executando muitas tarefas.

O navegador tem de fazer uma série de coisas, tudo de uma vez e executar o javascript é apenas uma dessas coisas. Daí se entende que ele deve ser executado de forma síncrona, ou seja, uma coisa de cada vez como se fosse fila e não em paralelo. Daí a solução é "pausar" a execução do javascript para que a renderização da thread aconteça (setTimeout 0). Embora pareça dizer "executar isto aqui imediatamente" ele realmente dá o navegador a chance de terminar fazendo algumas coisas que não sejam javascript que estão no estado à espera para terminar antes de continuar a executar o JavaScript.

SOEN - why is settimeoutfn 0 sometimes useful?

Então o acontece no primeiro bloco é algo como o seguinte

  1. renderiza o html
  2. recebe o input do teclado no html
  3. renderiza o html
  4. executa o javascript
  5. renderiza o html

no segundo bloco ocorre o seguinte:

  1. renderiza o html
  2. recebe o input do teclado no html
  3. interrompe a renderização do html
  4. executa o javascript
  5. renderiza o html
  • 1
    Editei a resposta pois o link estava quebrado. Uma pergunta, que é Gustavo? Poderia linkar a resposta dele. – Guilherme Nascimento 27/10/15 às 17:08
0

Por causa da precedência dos processos. O evento keydown chama a api do browser de forma assíncrona, a atribuição de valor chama de forma síncrona.

A atribuição conclui em momento diferente. No caso, primeiro chama o evento keydown depois atribuir. Como o evento concluiu primeiro, o texto não existia ainda no textfield.

Dependendo do performance da sua maquina (creio eu) o resultado pode dar certo.

Modificar para keyup já resolveria o problema.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.