0

Estou utilizando um APP do Facebook (e JavaScript SDK) para utilizar o login em um site, além disso devo armazenar algumas informações básicas sobre o usuário. Por exigência do professor, este site foi todo construído "usando a linguagem C" (Mongoose).

O problema é: Consigo pegar os dados do usuário com JavaScript sem nenhuma dificuldade, mas o banco que vai armazenar isso está na aplicação em C (SQLite3).

Seria viável fazer com que a parte JavaScript da aplicação tenha acesso ao mesmo banco para gravar dados do usuário ou existe alguma forma de pegar estes dados e usar nas funções C já existentes?

  • Você pode aceitar uma resposta se ela resolveu seu problema. Você pode votar em todos os posts do site também. Alguma lhe ajudou mais? Precisa que algo seja melhorado? – Maniero 4/03/16 às 19:31
4

Tem como acessar o SQLite diretamente pelo JS, mas sinceramente eu não faria isto, ninguém faz, então não sabemos o quanto é confiável. Tem riscos demais e ganhos de menos.

Dependendo de como esta aplicação vai trabalhar é temerário fazer o acesso direto ao banco de dados. Vou considerar que ou vai rodar tudo no servidor ou tudo no cliente e não tenha dados sensíveis nele. Se houver interação entre cliente e servidor (onde estaria o banco de dados), aí o acesso direto seria temerário.

Já que existirá partes em JS e partes em C utilize o que cada um pode oferecer de melhor.

Como não há detalhes da aplicação não posso falar muito como cada parte irá se comunicar, mas certamente isto é possível de alguma forma.

  • Obrigado pela resposta. Depois de ler as respostas que reccebi, decidi usar JSON. – lys 15/10/15 às 15:31
1

Em geral não é uma boa ideia permitir que o cliente acesse o banco de dados diretamente, já que um cliente malicioso pode mandar qualquer mensagem para o servidor. Por exemplo, um cliente poderia mandar um comando SQL para deletar uma tabela do seu banco ou fazer alguma outra malandragens.

A forma certa de abordar esse problema é responsabilizar o servidor pelo banco de dados. Se o cliente precisar fazer uma alteração no banco ele faz uma requisição HTTP para o servidor (possivelmente via AJAX) e o servidor manda um comando SQL apropriado pro banco.

E não se esqueça de verificar que a requisição do usuáŕio é válida! Isso é, se o usuário está logado, tem permissões para fazer o que quer, etc. Você nunca deve confiar cegamente em um dado ou mensagem proveniente do usuário.

  • Obrigado pela resposta. Depois de ler as respostas que reccebi, decidi usar JSON. – lys 15/10/15 às 15:31

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.