5

Contexto:
Tenho um ambiente de versionamento no Mercurial utilizando TortoiseHG para visualização e commits e arquivos. Quero mover uma pasta de um repositório para outro e sem perder o histórico de alterações, gostaria de saber se é possível e como.

Para efeito de explicação, vamos supor que tenho os repositórios A e B, ambos sendo utilizado a anos, e com centenas de alterações.

Objetivo:
No repositório A tenho a pasta (e com cerca de 200 arquivos e vários formatos):

C:\Repositorios\A\projetos\projeto1\artefatos

Gostaria então de mover a pasta artefatos com o seu conteúdo, para o repositório B, da qual tem uma estrutura de pasta diferente:

C:\Repositorios\B\objetos\arquitetura\etc\etc\artefatos

Obrigado.

2
+50

Dois repositórios, o Velho e o Novo. São totalmente diferentes.

Precisamos adicionar o conteúdo do repositório velho para o repositório novo. Mas cada um tem o seu ramo default. O que podemos fazer para ajudar o Mercurial?

A solução parece simples: Crie um ramo novo, no velho respositório (um que não existe no novo repositório), sincronize com o novo repositório, e mescle (merge) este ramo com o ramo default. Confira abaixo, os passos a seguir:

  1. Estado inicial dos repositórios Velho e o Novo. Estrutura do repositório velho No Velho temos apenas o diretório x1 inserir a descrição da imagem aqui No Novo temos a estrutura a\b\c
  2. Mudar arquivos no repositório Velho, seguindo a mesma estrutura do repositório Novo. Excluir arquivos que não são desejados. Detectar as mudanças corretamente. pop-up de mudanças seleção de mudanças
  3. Criar novo ramo no repositório Velho, aqui chamado de velhodefault. criação de ramo confirmação de ramo Depois de criado o novo ramo, fazer commit (com todas as alterações efetuadas no passo 2).
  4. No repositório Velho, adicionar conexão para o repositório Novo. Pode ser um caminho local, usando protocolo file://. adicionar nova conexão
  5. Para sincronizar, escolha o repositório (a caixa do lado do botão de envio), e aperte o botão de envio (ícone com dois cilindros amarelos, e uma seta verde direcionada para cima). enviar conteúdo de repositório velho para o novo Neste momento o Mercurial não aceitará enviar o conteúdo. Pois como foi citado anteriormente, são dois repositórios distintos. Teremos que forçar a sincronização. erro na sincronização Para forçar, deve-se apertar o botão opções, situado na seção Sincronizar. Escolher a opção Força push ou pull e apertar o botão Gravar. adicionar --force Observe que aparecerá a caixa Opções Selecionadas: --force observar --force Tente sincronizar novamente. Confira como o conteúdo ficou no repositório Novo. ramo velho no repositório novo
  6. Neste momento só falta mesclar o conteúdo do repositório Velho, escolhendo o ramo certo. escolher o ramo para mesclar Aperte o botão Avançar. primeira etapa de mesclar Aperte o botão Avançar. segunda etapa de mesclar Aperte o botão Consolidar Agora. terceira etapa de mesclar A mesclagem está concluída. quarta etapa de mesclar
  7. Se tudo ocorreu bem, o estado final do repositório será assim. Pode-se perceber que temos o ramo default ocorrendo duas vezes. Sendo que o ramo velhodefault é a ligação entre eles. estado final do repositório

Sinta-se a vontade para clonar os repositórios Velho e o Novo, e fazer suas experiências.

  • Desculpe a demora @Marcos, porém logo no passo 2, removo o arquivo do repositorio Velhor (ctrl+x) e colo no repositorio novo, porem não aparece no "Detectar Renomeações", mesmo abaixando a similaridade. O que posso fazer? Ambos estão sobre mesma base: C: \velho - c: \novo – David 2/12/15 às 20:33
  • Eu costumo esquecer de apertar o botão "Pesquisar renomeações". Porque o slider não atualiza automaticamente. – Marcos Zolnowski 3/12/15 às 15:34
  • Mesmo pressionando o botão não "acha" mudança @Marcos Zolnowski – David 3/12/15 às 15:39
  • Entendi, você está colocando no novo diretamente. Precisa ser no repositório velho, imitando como é no novo. – Marcos Zolnowski 3/12/15 às 15:43
  • Porque nesta etapa, nós estamos alterando o repositório velho, só nas próximas etapas mandaremos o conteúdo do velho para o repositório novo. – Marcos Zolnowski 3/12/15 às 15:47
2

Você pode usar a extensão ConvertExtension para exportar apenas aquele arquivo a partir do primeiro repositório em um novo repositório temporário, em seguida, usar hg pull -f para importar o novo repositório para o repositório de destino. Crie um arquivo filemap para o ConvertExtension

touch myfilemap

Adicione a linha em seu conteúdo:

include caminho/para/arquivo

Em seguida, digite:

hg convert caminho/para/arquivo/original caminho/para/arquivo/destino --filemap "myfilemap"

para criar o repositório temporário. Depois, no repositório de destino, digite:

hg pull -f caminho/para/temporario

para dar pull nesse arquivo com seu histórico. Isto irá criar um novo HEAD. Use

hg merge

para mergea-lo com a HEAD do seu repositório de destino.

  • Desculpa a demora, então ao executar o comando hg convert ... passando o filemap conforme disse está dando esse retorno: "n├ú o ├® um arquivo de bundle do Mercurial", consegue me ajudar? – David 22/10/15 às 11:30
  • Criou o arquivo de filemap? Eu modifiquei um pouco a resposta pra ficar mais fácil de entender – Marcos Regis 22/10/15 às 17:08
  • Estou em um ambiente Windows, não entendi ao certo em qual local criar o myfilemap, então o que fiz foi: Criei um repositorio temporario, criei um arquivo myfilemap na raiz do temp, adicionei o include dentro, Então ao digitar o comando convert retorna a mensagem mencionada acima, isso em qualquer um dos 3 repositorios – David 23/10/15 às 12:02
  • @David Desculpe, acabei não vendo seu comentário à época. Conseguiu resolver? – Marcos Regis 27/11/15 às 11:39
  • Ainda não @Marcos Regis, eu e um amigo estudamos a extensão junto com o passo a passo que deu, e não conseguimos – David 27/11/15 às 12:04
1

Não uso Tortoise, mas uso GIT e VSTS e já passei por algo parecido.

Eu resolvi criando uma nova Branch do projeto em um caminho diferente, e essa nova Branch passou a ser a principal. Assim passamos a trabalhar com o novo caminho.

Depois de todos os commit's feitos, excluímos a pasta original/antiga nas máquinas dos desenvolvedores, pois os versionamentos continuarem no servidor.

  • Também é possível fazer isso com Mercurial, porém se fizer dessa forma perdemos todo o Histórico de Commits, e isso que não queremos. Obrigado. – David 26/11/15 às 19:30
  • @David, não deveria perder, pois Branches carregam o histórico de commits. Pelo menos no VSTS ele cria ponteiros que mostram de onde vieram os fontes da nova Branch e em seguida os versionamentos. – Thiago Lunardi 26/11/15 às 19:34
  • Então @Thiago Lunardi, no Mercurial quando criamos uma nova branch e movemos os arquivos de lugar ele considera que estamos removendo esses arquivos e adicionando novos arquivos. Ao executar o commando 'thg log file' temos a listagem de alterações do arquivo e isso que não queremos perder, pois sabemos o que foi feito em cada commit por estar ligado a uma OS. – David 26/11/15 às 20:04

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.