3

Eu observei que, no Python, quando temos um objeto com o método __str__, ele é responsável por retornar uma string que represente o objeto - ou alguma coisa parecida com isso.

Exemplo:

from uuid import uuid4
uuid4().__str__()

A saída é:

36cdc126-9d4d-43f9-9ede-bef8e15b834c

Porém, o mesmo se dá com a chamada de str passando esse mesmo objeto como parâmetro.

str(uuid4())

A saída é:

 36cdc126-9d4d-43f9-9ede-bef8e15b834c

Tenho algumas perguntas a respeito disso:

  • Existe alguma diferença entre a chamada do método __str__ (my_object.__str__()em relação à achamada de str (str(my_object))?

  • O método __str__ é utilizado pela função str?

  • Levando em consideração as boas práticas que devo aplicar à linguagem, qual das duas formas eu devo utilizar para retornar o objeto como string?

3

Existe alguma diferença entre a chamada do método __str__ (my_object.__str__() em relação à chamada de str (str(my_object))?

Não. Segundo a documentação, str() chama objeto.__str__().

O método __str__ é utilizado pela função str?

Sim.

Levando em consideração as boas práticas que devo aplicar à linguagem, qual das duas formas eu devo utilizar para retornar o objeto como string?

str(). Ela se encarrega de produzir a formatação adequada para a saída em questão.

  • 3
    Você usa o # para representar minhas perguntas. Você não acha que o > ficaria melhor? – Wallace Maxters 10/09/15 às 16:22
  • Tanto faz. Se quiser editar, fique à vontade. – Leonel Sanches da Silva 10/09/15 às 16:24
  • 2
    @CiganoMorrisonMendez acho que você deveria rever a formatação que você faz em suas respostas, o uso de # faz sentido em uma resposta mais extensa com subtítulos, do jeito atual cria poluição visual tornando difícil a leitura. Pense que sua resposta é como se fosse um documento a ser entregue a um cliente ou professor de faculdade, não estou dizendo pra seguir as normas ABNT, mas esse seu padrão atual de usar # não é bom. – Paulo 10/09/15 às 17:31
  • 1
    @Orion Sinceramente, não vejo essa poluição visual de que você fala, mas posso sim substituir os sinais, sem problemas. – Leonel Sanches da Silva 10/09/15 às 17:37
  • pow cara, você não vê a poluição nesse post? tá poluído pra caramba!! – Math 10/09/15 às 20:24
3

Respondendo as perguntas tais quais apresentadas:

  • Existe alguma diferença entre a chamada do método str (my_object.str()em relação à achamada de str (str(my_object))?

    Na maioria dos casos, não. Contudo, algumas implementações de python podem apresentar desempenho diferente entre o uso da função genérica str(OBJECT) e OBJECT.__ str__(), devido ao uso implícito de otimizações. Quando na dúvida, use a função genérica da linguagem (str(OBJECT)).

  • O método __ str__ é utilizado pela função str?

    Sim. Parte do design básico da linguagem Python impede a criação de métodos inacessíveis dentro de módulos. Contudo, pelas convenções PEP, métodos que não devem ser usados por outros módulos (métodos em JAVA denominados "protected") tem seu nome precedido e suscedido por duas underscores ( __ NOME__ ).

  • Levando em consideração as boas práticas que devo aplicar à linguagem, qual das duas formas eu devo utilizar para retornar o objeto como string?

    Pelas convenções PEP, ao colocar dois underscores ao redor do nome de um método, um programador está sugerindo aos demais que tal método não deveria ser usado fora do escopo da implementação do objeto no qual está definido. Assim, as melhores práticas sugerem o uso de str(OBJECT) para retornar um método como string.

1

À parte das outras duas respostas, que estão corretas, vale a pena mencionar que a implementação padrão de __str__ - que fica na classe object, de onde todos os objetos Python derivam, faz uma chamada À função __repr__: ou seja, se sua classe não definir __str__ mas definir __repr__, a saída dessa última é o que é devolvido quando se chama str(seu_obj). Se você redefine a prórpia str pode ter uma repr e uma str distintos.

Python apresenta a forma repr em adição á str como uma visualização do objeto que é mais conveniente em ambientes interativos - como o terminal Python ou o prompt de debug. Por exemplo, para strings em si, a saída str é exibida sem aspas, enquanto que o repr inclui as aspas, e mostra alguns caractéres unicode na form de escape '\uHHHH' em vez dos caractéres em si. (Em Python 2.x, todos os caractéres não ASCII eram exibidos em uma forma escapada com \xHH)

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.