17

Em uma aplicação desenvolvida em Qt eu tenho uma classe não visual (isto é, que não é herdada de um QWidget) mas que manipula strings de texto que devem ser apresentadas ao usuário. Para utilizar o mecanismo de tradução do Qt, eu defini todas as strings utilizando a função QApplication::tr().

As strings são corretamente exibidas na ferramenta Linguist, sob o contexto de QApplication (como esperado - veja imagem abaixo). Porém, quando via código eu altero o Locale da aplicação, apenas as strings sob o contexto de MainWindow são alteradas.

Tela da ferramenta Linguist

O código que eu utilizo para trocar o idioma é o seguinte:

void MainWindow::setLocale(QString sLocale)
{
    QTranslator *pTranslator = m_mpTranslators[sLocale];
    if(pTranslator)
    {
        for(map<QString, QTranslator*>::iterator it = m_mpTranslators.begin(); it != m_mpTranslators.end(); ++it)
        {
            qApp->removeTranslator(it->second);
            QApplication::removeTranslator(it->second); // Essa linha não existia antes!
        }
        qApp->installTranslator(pTranslator);
        QApplication::installTranslator(pTranslator);  // Essa linha também não!

        if(sLocale == "pt_BR")
            m_pLocaleButton->menuAction()->setIcon(QIcon(":/resources/icons/pt_BR"));
        else
            m_pLocaleButton->menuAction()->setIcon(QIcon(":/resources/icons/en_UK"));

        ui->retranslateUi(this);
        updateUI();
    }
}

Creio que é importante notar que a alteração dos textos na interface gráfica é imediata (via chamadas de ui->retranslateUi(this) e updateUI()), mas que as chamadas da classe não visual ocorrem posteriormente a troca do locale, então o texto deveria ser traduzido corretamente.

No código acima, eu também cheguei a incluir as linhas marcadas com comentários, mas isso não fez com que a tradução acompanhasse o locale definido.

Alguém tem alguma ideia de onde eu possa estar me equivocando?

Edição:

A versão do Qt é a 5.1.0 (32 bit), e estou executando no Windows 7 (64 bit). Os tradutores são criados no construtor da classe MainWindow, da seguinte forma:

// Setup the translation system
QTranslator *pPortuguese = new QTranslator(this);
QString sPortuguese = QCoreApplication::applicationFilePath().replace(".exe", "_pt_BR.qm");
if(pPortuguese->load(sPortuguese))
    m_mpTranslators.insert(map<QString, QTranslator*>::value_type(QString("pt_BR"), pPortuguese));
else
    qWarning() << "Portuguese translation file not found";

QTranslator *pEnglish = new QTranslator(this);
QString sEnglish = QCoreApplication::applicationFilePath().replace(".exe", "_en_UK.qm");
if(pEnglish->load(sEnglish))
    m_mpTranslators.insert(map<QString, QTranslator*>::value_type(QString("en_UK"), pEnglish));
else
    qWarning() << "English translation file not found";

O atributo m_mpTranslators é um mapa simples que relaciona a string do locale com o tradutor: std::map<QString, QTranslator*> m_mpTranslators;

  • Que versão do QT você usa, e de onde vem o Translator? Eu vejo mpTranslators, mas aonde e como essa variável recebe o Translator? – Marcos Zolnowski 11/12/13 às 18:42
  • Desculpe @bigown. Já corrigi. :) – Luiz Vieira 11/12/13 às 19:19
  • @MarcosZolnowski, eu editei a pergunta pra incluir as informações que você solicitou. Como eu disse, as traduções funcionam corretamente para a interface gráfica. Não funcionam apenas para os textos extraídos via chamada QApplication::tr(). – Luiz Vieira 11/12/13 às 19:25
  • Downvote por não escrever Qt seria pior @bigown :) – Marcos Zolnowski 11/12/13 às 19:51
10

O problema realmente decorreu de uma falha (erro meu, sorry!) na atualização dos arquivos de tradução (*.qm) no diretório de destino do build. No arquivo .pro não haviam instruções para a cópia automatizada das traduções para os diretórios de destino, e por isso os testes utilizavam uma versão anterior das traduções (que eu havia manualmente copiado, provavelmente). Isso resultou na incorreta exibição dos textos independentemente do contexto utilizado.

Para solucionar o problema definitivamente, eu alterei o arquivo .pro para incluir nas configurações de release e debug a cópia automatizada dos arquivos para os diretórios corretos:

. . .

copyfiles.commands += @echo Copying translation files... &

# Configurações para Windows
win32{

    . . .

    # Troca '/' por '\' nos diretórios de origem e destino
    SOURCE_WIN = $${PWD}
    SOURCE_WIN ~= s,/,\\,g
    TARGET_WIN = $${OUT_PWD}
    TARGET_WIN ~= s,/,\\,g

    debug_and_release {
        CONFIG -= debug_and_release
        CONFIG += debug_and_release
    }

    # Configurações de debug
    CONFIG(debug, debug|release) {
        CONFIG -= debug release
        CONFIG += debug

        . . .

        copyfiles.commands += @call copy $${SOURCE_WIN}\\*.qm $${TARGET_WIN}\\debug\\
    }

    # Configurações de release
    CONFIG(release, debug|release) {
        CONFIG -= debug release
        CONFIG += release

        . . .

        copyfiles.commands += @call copy $${SOURCE_WIN}\\*.qm $${TARGET_WIN}\\release\\
    }

}

# Inclui os comandos de cópia das traduções na execução do QMake
QMAKE_EXTRA_TARGETS += copyfiles
POST_TARGETDEPS += copyfiles

. . .
  • Eu não esperava por isso, mas o único indicador é a data de modificação do arquivo, porque não se pode simplesmente abrir o arquivo no editor de texto. – Marcos Zolnowski 12/12/13 às 15:32
  • Por favor, marque a resposta para o seu problema (embora tenha sido você mesmo que postou). Isso permitirá que todos saibam que seu problema foi resolvido sem precisar ler o tópico. – RenatoUtsch 27/12/13 às 4:58
  • @RenatoUtsch: Obrigado pela dica. Já fiz como sugerido. – Luiz Vieira 27/12/13 às 16:37
4

Eu uso uma versão mais antiga, mas pelo que entendi, a chamada do TR na sua classe está errada.

A documentação fala que se sua classe não é sub-classe de QObject, use TR de QCoreApplication:

If the quoted text is not in a member function of a QObject subclass, use either the tr() function of an appropriate class, or the QCoreApplication::translate() function directly

A questão é: de que jeito você chama ela? Abaixo o exemplo da documentação:

 qApp->translate("LoginWidget", "Password:"),
             logwid);

Acho interessante que este exemplo acima deve usar uma instancia de QApplication, e ele usa translate em vez de TR.

  • Acabei de fazer um teste. Estava até bastante esperançoso porque a sua resposta faz bastante sentido. Troquei todas as chamadas de QApplication::tr() para qApp->translate() com um contexto diferente (ficou assim, por exemplo: qApp->translate("EmotionData", "Aperture of Left Eye"), com o contexto "EmotionData"). Retraduzi algumas frases pra teste (cheguei até a apagar os arquivos .qm e recompilar tudo), e infelizmente não funcionou. – Luiz Vieira 11/12/13 às 21:00
  • Pode dizer se chamando qApp->translate("EmotionData", "Aperture of Left Eye") logo depois UpdateUI() funciona? Pode ser que você tenha que cadastrar manualmente os termos, ou ele quer outro contexto. Mas sabendo se funciona logo após a chamada, já ajuda bastante a entender o problema. – Marcos Zolnowski 11/12/13 às 21:05
  • Fiz o teste com QString s = qApp->translate("EmotionData", "Aperture of Left Eye"); qDebug() << "s = " << s; logo depois da chamada de UpdateUI(). O resultado é sempre em inglês (o que está no código), independentemente do locale. – Luiz Vieira 11/12/13 às 21:09
  • Aliás, o que você quis dizer com "cadastrar manualmente os termos"? :) – Luiz Vieira 11/12/13 às 21:11
  • Manualmente seria editar manualmente os arquivos *.TS (que não recomendo), melhor usar a técnica do QT_TR_NOOP(). Pois é, deveria ter vindo o texto certo nesse teste, você regerou todos os *.qm? – Marcos Zolnowski 11/12/13 às 21:50

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.