11

Há alguma grande diferença entre usar essas classes?

10

Entrada e Saída em Java

Para entender melhor como funcionam essas classes você deve entender um pouco sobre a API de E/S do Java do pacote java.io.

Streams

O básico da API inclui as classes abstratas InputStream e OutputStream que definem a forma como, respectivamente, você lê e grava sequências bytes sem se importar com a fonte ou destino dos dados.

Note que essas classes estabelecem um acesso relativamente de baixo nível, pois trabalham apenas bom bytes.

File Streams

Estendendo as classes básicas, existem diferentes implementações mais específicas, sendo FileInputStream e FileOuputStream exemplos que trabalham especificamente com streams de bytes em arquivos.

Buffered streams

Ler ou gravar byte a byte não é eficiente, afinal a maioria dos discos e memórias são otimizados para trabalhar com blocos de dados.

Para isso, existem classes como BufferedInputStream e BufferedOutputStream que utilizam o padrão de projetos decorator para "decorar" um stream e automaticamente gerenciar a leitura e escrita em blocos através de um buffer interno.

Isso significa que, numa leitura, a classe vai ler n bytes de uma só vez para o buffer (sendo n o tamanho do buffer) mesmo que você efetivamente leia um a um na sua classe. Quando o buffer for lido completamente, a classe dispara a leitura do próximo bloco de n bytes.

O mesmo vale para gravação. Mesmo que você grave um byte por vez, a implementação bufferizada só vai disparar a gravação no disco depois que tiver uma quantidade suficiente de caracteres para encher o buffer.

PrintStream

A classe PrintStream também é uma subclasse de OutputStream, assim como FileOutputStream.

Ela também permite você decorar qualquer OutputStream e lhe dá acesso a vários métodos de mais alto nível. Esse padrão é muito importante para entender essa API.

Então, se você tiver um OuputStream qualquer, tal como um FileOutputStream, você pode passar esse objeto no construtor do PrintStream. Quando você chamar um método de PrintStream, por exemplo algum que escreve uma linha formatada de texto, você estará indiretamente gravando bytes no seu OutputStream original, mas de forma mais simplificada.

O que confunde um pouco é que PrintStream também aceita um arquivo File em seu construtor. Porém, note que isso é apenas um facilitador. Se olhar a implementação, vai ver que ele apenas cria um FileOutputStream.

Scanner

Já a classe Scanner é um animal diferente. Ela não faz parte do pacote java.io.

Scanner é uma classe utilitária para interpretar dados simples (primitivos) e delimitados em uma sequência de caracteres. Esses caracteres podem ser lidos de várias fontes, sendo uma delas sequências de bytes, mas pode ser uma simples String.

Não pare por aqui

Existem muitas outras classes na API de Entrada e Saída do Java. Cada uma delas tem um propósito e é importante conhecer algumas delas para tirar o proveito máximo da linguagem.

Além disso, para implementações ainda mais consistentes em com desempenho melhor, considere a API NIO (New Input/Output), que é a forma mais nova e recomendada de acesso a arquivos no Java. Veja a documentação oficial aqui.

4

Sim,

  • FileInputStream e FileOutputStream: como os nomes sugerem, são para tratar de arquivos, o primeiro possui métodos para ler um arquivo e o segundo possui métodos para escrever.
  • Scanner e PrintStream: são mais genéricos, podem ser usados em outros streams(não apenas arquivos), o Scanner normalmente é usado para facilitar a entrada de dados do console/terminal:
Scanner input = new Scanner(System.in);
input.nextLine();

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.