7

Estou estudando programação orientado a Objeto. Estou muito fascinado como esse novo mundo.

Porém agora me surgiu uma duvida. Acredito que vocês podem me ajudar.

Estou fazendo um classe Pessoa, que tem o atributos nome, idade e sexo. Porém essa classe terá alguns métodos, são eles: cadastrar() exibir() apagar() editar()

Gostaria de saber qual a forma correta de passar valores para os atributos e em sequência cadastrar no BD.

PS. Para cadastrar no banco de dados estou fazendo um classe para trabalhar só com o banco. Essa classe do bd, terá o método inserte.

Se é usando "Set" e depois "Get" para acessar o valor de cada atributo?

Usar "construct" para atribuir os valores?

Ou no método cadastrar() ele recebendo os valores dos atributos e em seguida passar esses valores para o atributos:

function cadastrar($nome, $idade, $sexo){
      $this->nome = $nome;
      $this->idade = $idade;
      $this->sexo = $sexo;
}

Acredito que essa minha duvida é muito simples para desenvolvedores experientes, porém essa é uma questão muito importante para meu estudo.

E se não for pedir muito, como posso saber o momento correto de usar GET e SET e quando um método deve receber "parâmetros"/valores dos atributos ?

  • 1
  • 4
    Bem-vindo ao mundo da Orientação a Objetos! É legal esse interesse em aprender um paradigma que é tão utilizado atualmente! Não se acanhe em fazer perguntas: uma pessoa que pergunta é tola por 5 minutos. A que não pergunta pode ser tola pelo resto da vida. – Pedro Laini 26/08/15 às 20:33
  • 1
    verdade, hoje posso estar quebrando a cabeça para aprender os conceitos, mas pode ter certeza que amanhã vou estar entendendo e ajudando os próximos que estão com duvida. Muito obrigado @PedroLaini – Leandro Macedo 26/08/15 às 20:36
  • Valeu @rray. Já tá ajudando bastante o que vc me recomendou! – Leandro Macedo 26/08/15 às 20:37
  • Coitado, mais um que caiu no conto da OOP :) – Maniero 31/08/15 às 17:22
2

Programação Orientada a Objetos

Objeto

“Objeto é qualquer coisa existente no mundo real, em formato concreto ou abstrato, ou seja, que existe fisicamente ou apenas conceitualmente.”

Objeto incorpora

  • estrutura de dados : características (dados) que são os atributos
  • comportamento : funções que são os métodos

Manipulação

“O Objeto deve manipular métodos e atributos somente pertencentes a ele”

Exemplo

class Pessoa{

    private $nome;
    private $idade;

    public function __construct($nome, $idade){
        $this->nome = $nome;
        $this->idade = $idade;
    }

    public function setNome($novoNome){
        $this->nome = $novoNome;
    }

    public function getNome();

    public function getNomeDoMeio();

}

O que não é orientação a objeto

Objetos que tem relação, que devem ser postos como atributos, mas que estão postos como dependetes.

Exemplo

class Endereco{
    protected $rua;
    protected $bairro;

    public function setRua($rua){
        $this->rua = $rua;
    }
}

class Pessoa extends Endereso{

    private $nome;
    private $idade;

    public function __construct($nome, $idade, $rua, $bairro){
        $this->nome = $nome;
        $this->idade = $idade;
        $this->rua = $rua;
        $this->bairro = $bairro;
    }
}

Em seu sistema você pode definir que "toda pessoa tem um endereco", mas isso nao quer disser que ela deve extender/conter um endereço, a pessoa é uma pessoa independente de ter endereço ou não.

Como relacionar objetos

Alguns objetos

  • Repteis
  • Mamifero
  • Animal
  • Baleia
  • Lagarto

Relacionamento

  • Animal -> Mamifero -> Baleia
  • Animal -> Repteis -> Lagarto

Ou seja a class animal deve conter metodos e atributos genericos para comportar ambas as classes, mas nada especifico para determinada class.

Manipilando atributos

Os atributos sao pertencentes a classe ou seja dentro da classe voce pode e deve manipulalos livremente, mas quando um objeto extendo deseja capturar ou alterar seu valor este deve utilizar os metodos apropriados, que não são necessariamente o get ou set.

Exemplo

class Conta{

    private $saldo;

    public function getSaldo();

    public function depositar($valor){
        $this->saldo += $valor;
    }

    public function retirar($valor){
        if ($this->saldo >= $valor){
            $this->saldo = $this->saldo - $valor;
        }else{
            echo "Saldo insuficiente!!!";
        }
    }
}

Conclusão

Analise bem os atributos de cada class e sempre mantenha eles como private ou protected, criando metodos apropriados para sua manipulação.

OBS

“Sair da orientação a Objeto e fazer qualquer coisa 'parecida' é facil.” - Professor

  • Material da minha falcudade.
  • É mais comum ver Pessoa extends BancoDeDados { hehe. – rray 27/08/15 às 1:37
  • @rray verdade, nada ver uma coisa com a outra. – Guilherme Lautert 27/08/15 às 11:25
  • 1
    quem disse que uma pessoa não pode ser um banco de dados ? kkkkk – Pedro Laini 27/08/15 às 14:29
1

Uma coisa não exclui a outra.

Você passar no construct facilita a criação de um objeto, sendo que você não precisa criar o objeto e depois setar os parametros nele, pode fazer direto no construct.

Mas, uma hora ou outra você vai precisar de pegar os atributos de um objeto ou atribuir novos valores a ele. Para isso, utilizando o conceito de encapsulamento, é bom você deixar os atributos como private e utilizar os setters and getters.

  • Então se eu entendi correto, devo usar sempre GET e SET quando o atributo for privado ? – Leandro Macedo 26/08/15 às 20:38
  • E se usar construct recebendo os valores que vou usar apenas para o cadastro (nome, idade, sexo), isso irá "atrapalhar" no momento de que eu for usar o método apagar() ? pois nele não vejo o pq passar nome, idade e sexo. – Leandro Macedo 26/08/15 às 20:39
  • sim, pois quando você diz que o atributo é privado, outras classes não conseguem acessá-lo. Os setters e getters são métodos públicos utilizados para acessar variáveis privadas. Esse conceito é chamado de encapsulamento, quando você restringe o acesso à variáveis apenas por métodos públicos – Pedro Laini 26/08/15 às 20:39
  • veja bem: o construct é utilizado para inicializar o objeto. Você pode usar vários constructs diferentes na mesma classe dependendo da sua necessidade. se você consegue chamar objeto.cadastrar( ), objeto.excluir( ) eu não vejo necessidade de passar parametros para eles, já que o próprio objeto que está chamando já possui os atributos.. podendo ser acessados usando $this->nomeDoAtributo – Pedro Laini 26/08/15 às 20:42
  • 1
    No php não tem overload, É possível criar classes com dois construtores? @leandroMacedo – rray 26/08/15 às 20:49
1

A melhor forma é aquela que se adequa a situação :).

  • Argumentos passados no construtor tem a vantagem de já inicializar uma ou mais dependecias do objeto criado, isso garante que atributo não será mais modificado(desde que ele não seja público ou não tenha outro método que modifique seu estado).

  • Utilização de setters, significa que os valores são opcionais e podem ser chamados a qualquer hora e a operação pode ser realizada a qualquer momento ou seja o valor daquele atributo pode ser modificado durante a vida do objeto.

0

O construct você usuária para criar um padrão inicia, exemplo zerar os atributos desejados.

Os setters e os getters você usuário na necessidade de alterar e/o capturar um atributo específico, uma dica deixar os atributos da classe private

Mas como vc fez também é possível criar classes para inserir mais de um atributo de uma vez, facilitando a inserção

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.