10

Recentemente, em um projeto onde tenho que declarar muitas contantes, me veio essa dúvida. Qual a melhor opção define's, enum's ou variáveis constantes?

A princípio penso que usar enum seja a melhor alternativa por não poluir o código e funcionar melhor com o auto-completador do IDE, mas quais seriam os prós e contras de cada abordagem?

Exemplo das opções que tenho:

enum Pin
{
    PIN_00 = 0x10,
    PIN_01 = 0x11,
    PIN_02 = 0x12,
    // ... muitos outros 
};

Ou:

#define PIN_00 0x10
#define PIN_01 0x11
#define PIN_02 0x12
// ... outros defines

Ou:

namespace Pin
{
     const int PIN_00 = 0x10;
     const int PIN_01 = 0x11;
     const int PIN_02 = 0x12;
     // ... Outros declarações
}
  • Melhor ou pior em absoluto não existem. Quais são os prós e contras de cada abordagem, no entanto, é algo que pode ser respondido. – Renan 6/03/14 às 15:03
  • Eu prefiro evitar define e enum pois nem sempre os compiladores conseguem tratar este tipo de informação na hora de mostrar os valores durante uma execução em debug mode. – lsalamon 6/03/14 às 16:27
10

Se todas as contantes estão relacionadas e você quer dar coesão a elas na forma de um tipo, enum é a melhor escolha, pois não permitem que por engano você atribua uma valor errado a elas.

Pin pin1 = PIN_00; //Ok
Pin pin2 = 0x10;   //Não compila

Agora se o propósito é apenas dar nome a um número mágico, existe controvérsia. Pessoalmente eu prefiro const do que #define, porque as variáveis const são tratadas pelo compilador mesmo. Você tem um identificador, com tipo e valor bem definidos. Já o define é tratado pelo pré-processador, podendo gerar resultados inesperados em alguns casos. Por exemplo:

const int CONST = 2 + 5;
#define DEFINE 2 + 5

int x = 3 * CONST;  //Resultado = 3 * (2 + 5)
int y = 3 * DEFINE; //Resultado = 3 * 2 + 5 !!!

Outro problema é que o tipo do define é apenas definido pelo literal, o que também pode gerar problemas:

#define FATOR 1.5

double val = FATOR / 2;

Se algum dia alguém mudar o valor de FATOR para 1 (em vez de 1.0) aquela divisão vira uma divisão inteira, cujo resultado é 0, em vez do 0.5 esperado. Este problema não acontece se FATOR for const double.

2

Existem diversos prós e contras de cada abordagem dependendo do contexto, com relação ao consumo de memória e desempenho acredito que o enum e a variável constante sejam iguais já que o enum é como uma variável mais fortemente tipada. Já o define não ocupa memória já que ele é avaliado pelo pré processador que substitui o trecho em que ele aparece pela sua definição.

  • 2
    O impacto de memória e de desempenho é zero para todas as alternativas. No caso da variável, ela ocupará espaço na memória somente se você tentar criar um ponteiro para ela (nos outros casos isso não é possível). – Guilherme Bernal 6/03/14 às 17:24
  • @GuilhermeBernal No caso da variável, se eu utilizar essa abordagem, o compilador tratará a variável como um literal? Ou ele armazenará a variável na memória? Não entendi muito bem isso. – Lucas Lima 6/03/14 às 18:19
  • 3
    @Lucas se for uma variavel global você deve a fazer static const. Sendo local só o const basta. Nesse caso e se você nunca criar um ponteiro para a variável, a otimização é trivial e qualquer compilador vai aplicar "inline" na variável. – Guilherme Bernal 6/03/14 às 19:27

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.