8

Estou utilizando shim que modifica vários das propriedades no objeto window dos browsers.

Neste momento preciso validar se uma das propriedades especificas é nativa ou um shim. Pois os shim podem modificar a propriedade nativa.

Por exemplo:

(function () {
  var native = window.alert;
  window.alert = function (): {
    /* faz alguma coisa */
    console.log(arguments);
    return native.apply(this, arguments);
  };
})();

No exemplo podemos ver que ele não muda a funcionalidade do alert aplicando o original ao final, porém esse alert não é mais o original em outro trecho de código eu gostaria de saber se esse método é o original ou um modificado.

O alert foi usado só como fins de exemplo do problema.

Sem modificar o "shim" que não expõe mais o alert nativo, como acessar o alert nativo para comparar com o modificado e saber que a função no window não é a nativa?

  • Caso não esteja implementado, ele retorna false quando usando em um if(). – 2madera 6/03/14 às 14:53
  • @2madera não foi isso que eu perguntei, alert vai retornar verdadeiro sendo ele modificado ou nativo. Quero saber se ele é nativo ou não. Se ele existe no objeto window é outra coisa bem simples de resolver. – Gabriel Gartz 6/03/14 às 14:57
6

Uma função nativa irá retornar function () { [native code] } ao ser convertida para string.

var nativa = typeof funcao === 'function ' && funcao.toString().indexOf('[native code]') !== -1

Por outro lado isso não funciona caso a função Function.prototype.toString tenha sido modificada.

Você pode ter acesso a funções do javascript nativas usando outra janela (um iframe ou um popup) e ainda compará-las:

function retrieveNative(native) {
  var iframe = document.createElement('iframe');
  document.head.appendChild(iframe);
  var retrieved = iframe.contentWindow[native];
  document.head.removeChild(iframe);
  return retrieved;
}
var alertNativo = retrieveNative('alert');

Observação: O correto é colocar no body o iframe, porém se o mesmo não foi carregado ainda, vai gerar uma exceção, colocando no head não vai carregar o iframe porém ele vai fornecer acesso ao window que é o objetivo neste caso.

Créditos ao @bfavaretto pela alteração nos comentários.

  • +1, esse hack do iframe é a única solução em certos casos. – bfavaretto 6/03/14 às 15:14
  • +1 eu usei esse hack do iframe também, mas agora... estou tendo problema pois preciso fazer essa validação antes dele carregar do DOM, então não da pra fazer appendChild no body. – Gabriel Gartz 6/03/14 às 15:15
  • 1
    @Gabriel Você pode tentar um appendChild no head. Seria html inválido, mas se funcionar... – bfavaretto 6/03/14 às 15:16
  • 1
    Não se preocupe, @GabrielGartz. Aceita a solução do Gustavo, é mais completa (Gustavo: se quiser adicionar minha sugestão no corpo da resposta, fique à vontade). – bfavaretto 6/03/14 às 15:20
  • 1
    Achei a fonte, não pensei que seria tão fácil: stackoverflow.com/a/3108140/1850091 – Gustavo Rodrigues 6/03/14 às 15:45
7

Não sei o quanto isto seria compatível com todos os browsers, mas se você converter a função para string, verá o código-fonte no caso das funções não-nativas, e uma string contendo [native code] nas nativas. Por exemplo, no caso da sua variável native (testado no console do Chrome):

native.toString(); // function alert() { [native code] } 

Com base nisso, pode-se criar uma função para verificar isso:

function nativa(fn) {
    return typeof fn == 'function' && fn.toString().indexOf('[native code]') > -1;
}
  • +1 Cara eu posso usar essa solução no meu caso muito exclusivamente por causa de uma falha de implementação do shim que to tentando detectar, mas no IE não vai funcionar e se resolverem a dependência corretamente em uma futura versão vai acabar quebrando. O ideal era conseguir acessar o método original mesmo. – Gabriel Gartz 6/03/14 às 15:13
  • 1
    Eu foquei na pergunta do título e deixei passar o mais importante, a última frase. A solução é o que o Gustavo Rodrigues postou. – bfavaretto 6/03/14 às 15:15
4

Para restaurar uma função nativa, podemos usar o delete. Exemplo:

delete window.alert;

Então, aplicando isso numa função que deleta e restaura o valor inicial, podemos verificar se a função é nativa sem o hack do iframe:

function isNative(object, name) {
    var aux = object[name]; //salva o valor
    delete object[name]; //apaga a função
    var result = object[name] == aux; //se continuar a mesma é porque é nativa
    object[name] = aux; //restaura a anterior, caso não seja a nativa
    return result;
}

Teste:

console.log(window.alert, isNative(window, 'alert'));
window.alert = function() { }
console.log(window.alert, isNative(window, 'alert'));
delete window.alert;
console.log(window.alert, isNative(window, 'alert'));

Saída:

True

False

True

Jsfiddle

Nota: está técnica não funciona em alguns navegadores caso a função tenha sido definida com a função Object.defineProperty e o parâmetro writable : false. Veja o fiddle de teste. No Chrome não houve problemas, mas no Firefox a função retornou true quando deveria ser false.

Nota 2: também não funciona se a definição da função for feito diretamente no escopo global, por exemplo:

function alert() { ... }
  • Cara, maneira essa ideia, vou testar, mas acho que até o momento de fato é a melhor de todas. – Gabriel Gartz 6/03/14 às 15:30
  • 3
    Boa mesmo. Só deve falhar se o shim tiver sido FDP o suficiente para sobrescrever a função com [[Configurable]] false. Isso acontece se ele declarar function alert(){} em vez de window.alert = ..., ou usando Object.defineProperty para setar o atributo explicitamente. – bfavaretto 6/03/14 às 15:34
  • @GabrielGartz Certo, faça o teste. Não sei se pode ter algum efeito colateral ou algum caso em que não funcione. Se alguém souber me informe! – utluiz 6/03/14 às 15:34
  • @bfavaretto No Chrome funcionou, pois ele deve ter ignorado o writable. No firefox não. :( – utluiz 6/03/14 às 15:38
  • Você precisa definir o configurable para impedir o delete. – bfavaretto 6/03/14 às 15:40
1

Uma possibilidade é fazer um "backup" da janela antes de rodar o seu shim. Depois disso você pode comparar os valores das funções com o valor antigo do backup pra ver se houve uma alteração.

//Coloque esse código em uma tag <script> anterior à tag <script> com o shim.
var window_backup = {}
for(var k in window){
    window_backup[k] = window[k];
}

function is_native(key){
   return window[key] === window_backup[key];
}

A principal vantagem dessa abordagem é que você não depende de detalhes de implementação como o resultado da função toString e não precisa mexer no objeto window depois que rodar o shim.

  • +1 Essa é legal também, mas obriga que seja instanciada antes dos shim, o que limita bastante a possibilidade de uso. Obrigado pela contribuição. – Gabriel Gartz 6/03/14 às 22:18

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.