8

Em diversos artigos e métodos de desenvolvimento de aplicações modernas, me deparo com isomorphic applications.

Mas o que realmente é? Normalmente definem como "o melhor do client/server side juntos". Então, como são essas aplicações isomorphic? Quem faz o router? Quem rendeniza as views? Client ou Server?

Renderização e router em client é bem típico de SPA (Single Page Applications).

  • Em suma: são aplicações que usam o mesmo código tanto no cliente quanto no servidor. O conceito vem ganhando força com o Node.js. – Kazzkiq 18/08/15 às 4:33
  • @Kazzkiq mas isso é ruim demais =/ e quem não usa node.js? além que para aplicações de grande escala, não sei se node.js seria boa ideia, uma que custo de dev js é maior, outra que a própria linguagem é instável, por causa dos navegadores... – Rod 18/08/15 às 13:03
  • Alguma lhe ajudou mais? Precisa que algo seja melhorado? – Maniero 4/03/16 às 18:49
5

Você deve estar falando dessa página. É um deses termos que um grupo de desenvolvedores querem fazer colar. Só o tempo vai dizer o que vai acontecer.

O significado parece que você já sabe. É uma técnica em que tanto a parte do servidor quanto do cliente compartilham código. Em tese isto traz vantagens. E é claro que existem desvantagens.

Eles partem de um pressuposto perigoso de que o Google consegue indexar as páginas todas renderizadas no cliente, o que não é uma verdade absoluta e ignora os demais buscadores.

Além disto me parece que colocar não só a renderização, como a roteirização no cliente, tem problemas para controlar o conteúdo. Eu nem imagino como você pode confiar em algo tão importante que é feito no cliente e tem impacto no servidor. Devem ter alguma solução mas deve começar ter suas desvantagens.

Então pode até ser útil para aplicações, mas não para sites. Não é a toa que o A do SPA é de applications e não de é um S de sites.

A ideia do SPA é interessante e esta técnica leva isto ao extremo deixando muito pouco para o Node.js resolver no lado do servidor.

Ela esbarra no problema que a tecnologia atual não funciona tão bem assim com SPA e muitas aplicações não conseguem se dar bem com o extremismo de deixar o servidor apenas lidar como um fornecedor de API e mais nada.

Por isso mesmo parece que poucas compraram a ideia até agora.

A vantagem óbvia é o purismo de usar apenas uma linguagem, uma única biblioteca coerente. Além de não sobrecarregar o servidor. Em tese.

  • obrigado por responder, mas está bem confusa sua resposta, o que entendi pela sua resposta foi: É um método que estão querendo impor, para ser algo como opção de uma SPA, que a rendenização e router é toda feita no cliente (pela sua preocupação) e por ultimo "usar apenas uma linguagem", o que isso significa que tanto o client/server teria apenas uma tecnologia (que por si é o javascript, via node.js) mas ainda assim não entendi a questão exata de isophophic app – Rod 18/08/15 às 2:30
  • É isto aí. Não tem muito mais a dizer a não ser descrever tudo como funciona a tecnologia. O que precisaria de páginas. Então faça uma pergunta específica. Talvez seja algo mais simples do que você imagina e está tentando achar que não existe. – Maniero 18/08/15 às 2:35
  • quando li a respeito, fiquei na dúvida, se esse tipo de aplicação a rendenização e router é feita no client, assim como as SPA, e imaginei como seria a implementção usando outro server side, mas se é só via node.js/express ou coisas do genero, simplesmente perdi o interesse, rsrs – Rod 18/08/15 às 2:39
  • Não é que precisa ser via Node, mas hoje é a forma mais viável. Mas entenda isto apenas com uma técnica nova e não uma tecnologia nova. – Maniero 18/08/15 às 2:42
  • se pensarmos que tudo isso que fazemos todo dia nada mais é que brincar com 0 e 1, a tecnologia é sempre a mesma. – durtto 18/08/15 às 11:25
0

Antigamente, com asp, php e servlets, os htmls eram totalmente montados no servidor, o que, obviamente, gera um consume desnecessário. Imagine que o próprio computador do cliente pode fazer isso por você. Foi assim que cresceram tecnologias como JQuery e AngularJS.

Dado que você precisa se especializar em JavaScript e seus Frameworks, muitas empresas tem adotado, por exemplo NodeJS e afins. O próprio Java tem o Nashorm, uma engine de JavaScript.

O AirBnb, que tem sido referência em tecnologia, publicou um artigo explicando tudo o que vc quer saber sobre o assunto.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.