5

Esta pergunta já tem uma resposta aqui:

for(var i=0; i< numTotalPerguntasDig; i++){

strInterface +=

            "<ul>"+
            "<li class=\"col-md-2 \">"+
            "   <button type=\"button\" class=\"btn btn-danger btn-info-bloco form-control\">"+
            "       <span class=\"glyphicon glyphicon-plus-sign\" aria-hidden=\"true\"></span>" +
            "       <span class=\"texto-btn\">/span>"+
            "   </button>"+
            "</li>"+*/
            "<li class=\"col-md-2 \">"+"<input type='text' class='info-1 form-control' style='width: 100%' value='"+arraySeq[i]+"'/>"+"</li>"+
            "<li class=\"col-md-6 \">"+"<input type='text' class='info-2 form-control'  placeholder='Digite'/>"+"</li>"+
            "<li class=\"col-md-2 \">"+
            "   <select class='info-3 form-control'>"+
            "       <option value='1'>1</option>"+
            "   </select>"+
            "</li>"+
            "<li class=\"col-md-2\">"+
                "<button class='btnadd btn btn-danger btn-sm form-control' value='x'><span class='glyphicon glyphicon-remove' aria-hidden='true'></span> </button>"+
            "</li>"+
            "</ul>";


menu.append(strInterface);

}

append ou createElement?

Qual a melhor forma ou a forma mais visual para se entender o código em uma futura manutenção?

marcada como duplicata por Wallace Maxters, CesarMiguel, Guilherme Nascimento, Luiz Vieira, Omni 19/08/15 às 8:29

Esta pergunta foi feita antes e já tem uma resposta. Se essas respostas não abordarem completamente sua pergunta, faça uma nova pergunta.

  • olha, as duas são bem legíveis, o createElement vai requerer mais algumas linhas, mas nada problemático, em todo caso, o maior problema acima é esta concatenação de strings, neste caso o uso de uma Template Engine vai tornar o seu codigo bem mais limpo. – Tobias Mesquita 17/08/15 às 12:08
  • você tem alguma indicação de template engine? angular.js pode ser usado como uma template engine? – Denali 17/08/15 às 12:15
  • Denali, postei um exemplo com o Handlebars, a vantagem dele é ser independente do jQuery, então pode ser usado com qual quer biblioteca. você tambem pode usar o Mustache, JsRender. – Tobias Mesquita 17/08/15 às 12:29
  • Denali, acredito que seja possivel, mas acredito que o template engine do AngularJS seja bastante dependente da sua estrutura, usar ele de forma stand-alone pode ser bem complicado, então se está a usar AngularJS, use a Template Engine do AngularJS, senão escolha uma outra de sua preferencia, – Tobias Mesquita 17/08/15 às 12:34
4

como eu disse, o melhor é não fazer o uso de concatenação de strings, segue um exemplo com o uso do Handlebars (Template Engine).

Note que é possível adicionar laços e condições dentro do seu template. outro ponto importante a ser notado, é que o elemento <script type="text/template"></script> é ignorado pelo browser na hora de renderizar, por tanto ele será usado apenas pelo script (sem impacto no carregamento inicial da pagina).

As duas grandes vantagens desta abordagem é deixar o script limpo, assim como o conteudo do template é bem mais próximo do HTML final, sem caracteres de escape ("\"") ou concatenações ("" + variável + "").

var model = {
  perguntas: ["Banana", "Maça", "Pera"]
};

var menu = $("#menu");
var source  = $("#tmlMenu").html();
var tmlMenu = Handlebars.compile(source);
var menus = $.parseHTML(tmlMenu(model));

menu.append(menus);
<link href="https://maxcdn.bootstrapcdn.com/bootstrap/3.3.5/css/bootstrap.min.css" rel="stylesheet"/>
<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/2.1.1/jquery.min.js"></script>
<script src="https://maxcdn.bootstrapcdn.com/bootstrap/3.3.5/js/bootstrap.min.js"></script>
<script src="https://cdnjs.cloudflare.com/ajax/libs/handlebars.js/3.0.3/handlebars.js"></script>
<div id="menu">

</div>

<script id="tmlMenu" type="text/template">
  {{#each perguntas}}
  <ul>
    <li class="col-md-2 ">
      <button type="button" class="btn btn-danger btn-info-bloco form-control">
        <span class="glyphicon glyphicon-plus-sign" aria-hidden="true"></span>
        <span class="texto-btn"></span>
      </button>
    </li>
    <li class="col-md-2 "><input type='text' class='info-1 form-control' style='width: 100%' value='{{this}}'/></li>
    <li class="col-md-6 "><input type='text' class='info-2 form-control'  placeholder='Digite'/></li>
    <li class="col-md-2 ">
      <select class='info-3 form-control'>
        <option value='1'>1</option>
      </select>
    </li>
    <li class="col-md-2">
      <button class='btnadd btn btn-danger btn-sm form-control' value='x'><span class='glyphicon glyphicon-remove' aria-hidden='true'></span></button>
    </li>
  </ul>
  {{/each}}
</script>

  • Se me permite fazer o advogado do diabo aqui, em que sentido exatamente a concatenação de strings é pior do que carregar e usar uma biblioteca externa, que por sua vez provavelmente fará suas próprias concatenações de string (além de muito mais coisas)? – mgibsonbr 17/08/15 às 13:58
  • 1
    @mgibsonbr, até concordo que para o exemplo acima o uso de uma Template Engine pode ser um exagero, especialmente se a única parte do sistema que necessite desta abordagem seja o menu, outro ponto, esta blibioteca não necessariamente usa concatenação de strings, ela pode fazer substituições usando Regex como no no [exemplo]( stackoverflow.com/a/378001/4470747). Para algo mais simples podemos simplesmente combinar esta função de formatação com a resposta do Wallace. – Tobias Mesquita 17/08/15 às 14:22
6

Usando jQuery é possível criar um elemento de uma forma que particularmente eu considero mais elegante, porém cada elemento precisa ser criado individualmente.

div = $("<div>", {
  "class" : "novo_elemento segunda_classe",
  id : "elemento_teste",
  height : "150px",
  width : "200px"
});

$("body").html(div);
#elemento_teste{
    border: solid 1px red;
}

.novo_elemento{
    background: black;
    height: 100px;
    width: 200px;
}
<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.1/jquery.min.js"></script>

Com esse método você pode adicionar esse elemento criado utilizando .append(), .prepend(), .appendTo(), .prependTo() e .html().

Assim você passa a ter uma declaração elegante do seu elemento e pode aplica-lo da maneira que mais considerar adequada.

Um ponto "negativo" de criar um elemento dessa forma é a necessidade de criar individualmente cada elemento o que torna mais trabalhosa a criação inicial, porém, isso também é um ponto positivo, pois te garante também maior controle sobre cada um deles e possibilita o reuso dos mesmo, facilitando assim a manutenção do seu código.

Apenas como um exemplo de como isso pode te ajudar a deixar seu código com uma melhor manutenção você pode por exemplo criar modelos de elementos e a partir daí modificar apenas suas particularidades

Exemplo:

inputDefault = $("<input>",{
    "class" : "input",
    name : "Input",
    type : "text"
});

inputAge = inputDefault.clone().attr({
    name : "age"+inputDefault.attr("name"),
    type : "number",
    placeholder: "Idade"
});

inputName = inputDefault.clone().attr({
    name : "name"+inputDefault.attr("name"),
    placeholder: "Nome"
});

$(".inputs").html(inputName)
	.append("<br>")
	.append(inputAge);
.inputs{
    background: #f0f0a0;
    border: 2px solid red;
}
<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.1/jquery.min.js"></script>
<div class="inputs"></div>

  • Erlon, acredito que a duvida do Denali é sobre manter o código limpo e com manutenção mais simples, e montar o menu criando todas as tags desta forma não vá deixar o código muito legível e muito menos facilitar uma manutenção futura... – Tobias Mesquita 17/08/15 às 12:54
  • De acordo com o exemplo que eu postei ele pode criar modelos de itens do menu, e ir modificando cada item de acordo com a necessidade, só seria interessante ter bem definido um esqueleto e um padrão. O trabalho maior estaria em definir e criar o esqueleto, a partir daí até criar um menu com 500 itens (hipérbole) não seria uma tarefa tão árdua e dolorosa. – Erlon Charles 17/08/15 às 13:03
  • No HTML dele a única coisa que muda estando no for é o value do input class="info-1..., então até dinamizar esse valor dentro de um laço fica mais fácil com um esqueleto definido. Mas sua resposta também foi boa @TobyMosque. – Erlon Charles 17/08/15 às 13:07
  • 1
    Erlon, assumi que o exemplo dele era apenas um exemplo, e que a duvida do mesmo era quanto a legibilidade na hora de montar um conteúdo dinâmico client-side, apesar de concorda que no exemplo acima a sua reposta seja legível e de facil manutenção, porem o script pode se tornar bastante complexo dependendo do modelo de dados. e não me leve a mal, apesar da critica eu achei a sua resposta boa, tanto que dei +1 nela. – Tobias Mesquita 17/08/15 às 13:12
  • Concordo, pensando em performance final também eu já mandaria um html pronto pro client-side se for um menú absurdamente extenso isso pode prejudicar o carregamento da página. Mas ainda bem que ele obteve uma solução para seu problema, parabéns pela sugestão. :D – Erlon Charles 17/08/15 às 13:15
2

Com o jQuery é possível criar o elemento a definir seus atributos de forma dinâmica da seguinte forma:

$('<button/>', {
    class: 'btn btn-danger btn-info-bloco form-control',
    name: 'btn-login',
    text: 'Login'
}).appendTo('#form');

Prático e visualmente elegante.

2

Outra forma é utilizando a tag script com um type diferente.

Exemplo:

$(function()
{
   $('#container').append($('#tpl').html());
});
<script src="https://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.11.1/jquery.min.js"></script>
<script type="text/template" id="tpl">
      <div class="x">
        <p class='y'>Olá mundo</p>
  </div>
</script>

<div id="container"></div>

Isso acontece porque o conteúdo dentro de script com o type text/template não é interpretado como javascript!

  • Essa eu não conhecia! +1 – Lúcio Rubens 17/08/15 às 12:46
  • Wallace, o HTML dela tem um pequeno trecho que não é estatico. – Tobias Mesquita 17/08/15 às 12:48
  • 1
    Nesse caso podemos utilizar o undescore.js, para poder fazer o parser desse template enviando dados. – Wallace Maxters 17/08/15 às 12:56
1

Uma opção é usar um texto pronto, acrescentar no DOM, e depois mudar só o que você precisa. Assumindo jQuery:

var item = "<li class=\"col-md-2 \">"+
            "   <button type=\"button\" class=\"btn btn-danger btn-info-bloco form-control\">"+
            "       <span class=\"glyphicon glyphicon-plus-sign\" aria-hidden=\"true\"></span>" +
            "       <span class=\"texto-btn\">/span>"+
            "   </button>"+
            "</li>"+*/
            "<li class=\"col-md-2 \">"+"<input type='text' class='info-1 form-control' style='width: 100%' value=''/>"+"</li>"+
            "<li class=\"col-md-6 \">"+"<input type='text' class='info-2 form-control'  placeholder='Digite'/>"+"</li>"+
            "<li class=\"col-md-2 \">"+
            "   <select class='info-3 form-control'>"+
            "       <option value='1'>1</option>"+
            "   </select>"+
            "</li>"+
            "<li class=\"col-md-2\">"+
                "<button class='btnadd btn btn-danger btn-sm form-control' value='x'><span class='glyphicon glyphicon-remove' aria-hidden='true'></span> </button>"+
            "</li>";

for(var i=0; i< numTotalPerguntasDig; i++){
    var elemento = $(item);
    elemento.find(".info-1.form-control").val(arraySeq[i]);
    menu.append(elemento);
}

Assim a estrutura do HTML a ser inserido está evidente, e a concatenação só é feita uma única vez. A parte variável de fato ocorre direto no DOM (i.e. deve ser bem eficiente).

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.