3

Primeiramente gostaria de dizer que a minha dúvida não é especificamente sobre "verificar que um objeto genérico passado como parâmetro seja subclasse de uma classe abstrata.", mas é que eu não consegui escolher um título melhor. Se vocês acharem uma frase melhor, sintam-se livres pra mudar.

Bem, a minha situação é essa, eu tenho uma interface GerenciarClientes,que especifica operações para gerenciar clientes, uma classe abstrata AbstractCliente que contém parâmetros default que toda subclasse dela deve ter, e uma classe abstrata AbstractGerenciadorClientes que implementa GerenciarClientes e possui um método abstrato:

GerenciarClientes:

public interface GerenciarClientes{

    void adicionar(Object cliente);
    void remover(Object cliente);
    void editar(Object cliente);
}

AbstractCliente:

public abstract class AbstractCliente{

    protected int codigo;

    public AbstractClient(int codigo){
        this.codigo = codigo;
    }
}

AbstractGerenciador:

public class AbstractGerenciador implements GerenciarClientes{

    /* Construtor */

    @Override
    void adicionar(Object cliente);

    @Override
    void remover(Object cliente);

    @Override
    void editar(Object cliente);

    protected abstract boolean verificaDadosCliente(Object cliente);
}

O meu problema é o seguinte: Quando eu crio a classe MeuGerenciador, que extende AbstractGerenciadorCliente eu sou obrigado a implementar o método verificaDadosCliente(Object cliente) e passar um objeto como parâmetro. Nesse caso, eu gostaria que o objeto fosse uma subclasse de AbstractCliente ( suponha que o nome da subclasse seja MeuCliente). Na classe AbstractCliente eu cheguei a mudar o parâmetro do método abstrato para Class<? extends AbstractCliente> cliente, mas o problema é que quando eu faço isso, eu não consigo realizar o typeCast para a classe MeuCliente

protected abstract boolean verificaDadosCliente(Class< ? extends AbstractCliente>  cliente){

    MeuCliente c = (MeuCliente) cliente; // ERRO
}
  1. Como posso solucionar esse erro?
  2. Caso o ideal seja manter a assinatura original (passando Object cliente) como eu posso verificar que o objeto extende AbstractCliente?
  3. Toda vez que eu der override no método abstrato eu tenho que fazer o typeCast dentro do método? Ou tem alguma forma de fazer isso automaticamente?
  • 1
    Declarar o método como verificaDadosCliente(AbstractCliente cliente) não resolve? Daí você o chama passando o objeto do tipo MeuCliente como parâmetro, o que vai funcionar porque ele também é um AbstractCliente. – Piovezan 16/08/15 às 3:01
  • @Piovezan O problema é que MeuCliente pode possuir métodos próprios, portanto, não seria possível acessá-los usando AbstractCliente – regmoraes 16/08/15 às 3:13
  • @regmoraes mas se você PRECISA dos métodos em MeuCliente, não adianta tentar fazer genérico assim. Você teria que usar verificaDadosCliente(MeuCliente cliente), já que não é qualquer instância de AbstractCliente que vai funcionar. – hartungstenio 14/12/15 às 18:17
6

Você não precisa fazer cast no cenário em que citou. Java dá suporte a tipos genéricos desde a versão 5, então você pode dizer que verificaDadosCliente espera sempre um tipo que herde de AbstractCliente, sendo que o tipo concreto será informado na implementação concreta de AbstractGerenciador.

Então, aparentemente, você pode fazer o que deseja de duas maneiras:

  • dizer nas subclasses de AbstractGerenciador qual é o tipo concreto esperado, então poderá usar algo assim:
public abstract class AbstractGerenciador<E extends AbstractCliente> implements GerenciarClientes {

    // outros métodos

    protected abstract boolean verificaDadosCliente(final E cliente);

}

public class MeuGerenciador extends AbstractGerenciador<MeuCliente> {

    @Override
    protected boolean verificaDadosCliente(final MeuCliente cliente) {
        return true;
    }

}
  • mudar a assinatura de verificaDadosCliente para algo como isto:
protected abstract <E extends AbstractCliente> boolean verificaDadosCliente(final E cliente);

Nesta alternativa, a implementação na classe filha ficará parecida com isto:

@Override
protected <T extends AbstractCliente> boolean verificaDadosCliente(final T cliente) {
    final Class<?> providedType = cliente.getClass();
    final Class<MeuCliente> expectedType = MeuCliente.class;
    if (!expectedType.isAssignableFrom(providedType)) {
        final String message = "Tipo esperado não corresponde ao informado. Esperado '%s', encontrado '%s'.";
        throw new IllegalArgumentException(String.format(message, expectedType.getName(), providedType.getName()));
    }

    final MeuCliente obj = expectedType.cast(cliente);

    final boolean result = false;

    // faz o que precisa na verificação

    return result;
}

Ao meu ver, a melhor forma de você garantir isto é alterando a sua classe AbstractGerenciador para esperar sempre um tipo que herde de AbstractCliente, pois provavelmente o tipo esperado em adicionar, remover e editar será também o mesmo.

Uma possível versão final de seus objetos se pareceria com isto:

  • interface GerenciarClientes:
public interface GerenciarClientes<E extends AbstractCliente> {

    void adicionar(final E cliente);

    void remover(final E cliente);

    void editar(final E cliente);

}
  • classe abstrata AbstractGerenciador:
public abstract class AbstractGerenciador<E extends AbstractCliente> implements GerenciarClientes<E> {

    @Override
    public void adicionar(final E cliente) { }

    @Override
    public void remover(final E cliente) { }

    @Override
    public void editar(final E cliente) { }

    protected abstract boolean verificaDadosCliente(final E cliente);

}
  • um cliente concreto(MeuCliente):
public class MeuCliente extends AbstractCliente {

    public MeuCliente() {
        super(1);
    }

}
  • um gerenciador concreto(MeuGerenciador):
public class MeuGerenciador extends AbstractGerenciador<MeuCliente> {

    @Override
    protected boolean verificaDadosCliente(final MeuCliente cliente) {
        return true;
    }

}

Com isto você não precisa verificar se o tipo é realmente o que espera, mesmo que a referência seja para AbstractGerenciador, já que ao instanciar MeuGerenciador você irá falar ao compilador o tipo esperado no genérico, algo assim:

AbstractGerenciador<MeuCliente> gerenciador = new MeuGerenciador();

Caso a referência seja para o tipo concreto você não irá informar o tipo concreto de AbstractCliente, bastando ficar assim:

MeuGerenciador gerenciador = new MeuGerenciador();

Em ambos será garantido que o tipo esperado em verificaDadosCliente MeuCliente.

Um bom guia para brincar com genéricos em java você encontra no tutorial de genéricos da própria Oracle.

  • Perfeito! Mas ainda tem um pequeno "problema". Essas classes fazem parte de um pequeno framework, então acho que a API não ficaria muito amigável, pois eu teria que especificar o objeto esperado em todas as classes e métodos :/ – regmoraes 16/08/15 às 3:39
  • @regmoraes como assim especificar o objeto esperado em todas as classes e métodos? Você tratar como genérico no seu tipo abstrato, apenas o tipo concreto saberá a "entidade" concreta, por exemplo MeuCliente. Ao usar os gerenciados, caso a referência seja para a abstrata informe o tipo, senão nem precisa. Irei atualizar com isto para ver se resolve mais algum ponto – Bruno César 16/08/15 às 3:42
  • quando eu disse especificar o objeto esperado em todas as classes e métodos , quis dizer que o desenvolvedor terá que escrever <MeuCliente> em vários locais ( na classe MeuGerenciador, AbstractGerenciador). Mas não creio que isso seja um grande "problema", infelizmente é o preço que se paga por fornecer flexibilidade – regmoraes 16/08/15 às 3:50
  • @regmoraes na verdade não é problema mesmo, caso já tenha usado frameworks de mercado, como spring, verá que eles usam muito isto e precisamos informar o tipo concreto. Até mesmo a API java, veja como exemplo as coleções em que precisamos informar, tanto quando usamos ou quando criamos uma implementação nova para, por exemplo, List<E>, que é um raw type =) – Bruno César 16/08/15 às 3:52

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.