1

O Entity Framework identifica a chave estrangeira através de propriedades que possuem Id como parte do nome ou pelo Data Annotation [Key]. Minha dúvida é, como ele identifica as chaves estrangeiras e faz o relacionamento entre outra tabela?

public class Predio {
    public int Id { get; set; }
    public string Nome { get; set; }
    public Endereco Endereco { get; set; }
}

public class Construtora {
    public Construtora()
    {
        this.Predios = new List<Predio>();
    }
    public int Id { get; set; }
    public string Nome { get; set; }
    public string RegistroCivil { get; set; }
    public List<Predio> Predios { get; set; }
}

[ComplexType()]
public class Endereco {
    public string Logradouro { get; set; }
    public string Numero { get; set; }
    public string Bairro { get; set; }
    public string Cidade { get; set; }
    public string CEP { get; set; }
}

public class Contexto : DbContext
{
    public DbSet<Predio> Predios { get; set; }
    public DbSet<Construtora> Construtoras { get; set; }
}
4

Objetivamente falando, através de uma classe chamada ForeignKeyPropertyDiscoveryConvention. O funcionamento é explicado aqui.

Grosso modo, a maneira que o Entity Framework realiza a descoberta da chave estrangeira é da seguinte forma (considere que várias dessas etapas usam Reflection):

  1. É verificado no Model se há propriedades de navegação compatíveis. Por exemplo:

    public virtual EntidadeEstrangeira EntidadeEstrangeira { get; set; }
    
  2. Se sim, é verificado no Model se há alguma propriedade candidata a ser o componente de informação dessa chave estrangeira. Por exemplo:

    public int EntidadeEstrangeiraId { get; set; }
    

    2.1. Pode acontecer desse campo não ser localizado. Se não for, o Entity Framework tenta procurar por alguma propriedade que esteja marcada com o ForeignKeyAttribute. Este Attribute pode decorar tanto uma propriedade de navegação quanto uma propriedade de dados. Por exemplo:

    [ForeignKey("EntidadeEstrangeira")]
    public int OutroNomeDeEntidadeEstrangeiraQualquerId { get; set; }
    

    ou ainda:

    [ForeignKey("EntidadeEstrangeiraId")]
    public virtual EntidadeEstrageira UmNomeQualquerDePropriedadeDeNavegacao { get; set; }
    
  3. Ainda, é verificado se existe alguma anotação de Fluent API no contexto. Por lá é possível também configurar chaves estrangeiras.

Não vou entrar em pormenores do funcionamento porque é bastante coisa, mas em linhas gerais, é isso.


Seu Caso

Vou analisar as entidades uma a uma.

public class Predio {
    public int Id { get; set; }
    public string Nome { get; set; }
    public Endereco Endereco { get; set; }
}

Este é um caso clássico que cai na primeira etapa. Normalmente o padrão é virtual para propriedades de navegação (expliquei isso aqui).

Como você não definiu a chave estrangeira, se o objeto não fosse um tipo complexo, o Entity Framework definiria uma chave estrangeira pra você na tabela correspondente ao Model Predio. Se não me engano, ficaria Endereco_Id.

No entanto, você definiu Endereco como um objeto complexo. Como a relação é de 1 para 1, no fundo é como se você estivesse definindo uma extensão de Predio. Repare como ficou o esquema ao gerar a Migration:

    CreateTable(
            "dbo.Predios",
            c => new
                {
                    Id = c.Int(nullable: false, identity: true),
                    Nome = c.String(),
                    Endereco_Logradouro = c.String(),
                    Endereco_Numero = c.String(),
                    Endereco_Bairro = c.String(),
                    Endereco_Cidade = c.String(),
                    Endereco_CEP = c.String(),
                    Construtora_Id = c.Int(),
                })
            .PrimaryKey(t => t.Id)
            .ForeignKey("dbo.Construtoras", t => t.Construtora_Id)
            .Index(t => t.Construtora_Id);

Observe também que você não definiu uma propriedade para Construtora_Id, mas realizando a leitura do Model Construtora, que possui uma relação de 1 para N com Predio, o Entity Framework concluiu que seria necessário uma chave estrangeira aí, e a definiu como Construtora_Id (regras 1 e 2, acima).

Por fim, este construtor não tem utilidade:

public Construtora()
{
    this.Predios = new List<Predio>();
}

Predios é definida na carga de dados de Construtora automaticamente. Não é preciso inicializá-la.

  • Cigano, no exemplo que postei eu não defini como virtual e nem decorei nada na entidade Construtora com o Data Annotation [ForeignKey()], foi utilizado Fluent API neste contexto? – Kelly Soares 14/08/15 às 19:23
  • @KellySoares Então, algumas construções ali estão um pouco problemáticas. Se for do seu desejo, posso comentá-las uma a uma. – Cigano Morrison Mendez 14/08/15 às 19:24
  • Eu adoraria, porque a princípio, eu achei que fosse por causa do construtor da classe Construtora que está passando uma referência a entidade Prédios, achei que isso é que estava fazendo o relacionamento entre as entidades. – Kelly Soares 14/08/15 às 20:15
  • @KellySoares Atualizei a resposta. – Cigano Morrison Mendez 14/08/15 às 20:52

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.