6

Eu tinha o costume de ficar "reatribuindo" um valor de uma determinada variável que foi declarada como nome do parâmetro da função.

Exemplo:

function format($string)
{
    $string = ltrim(rtrim($string, ']'), '['); // A questionada atribuição

    return "[{$string}]";
}

Ou seja: $string é o primeiro parâmetro de format, e eu alterei o valor da variável $string (que é a variável do parâmetro) dentro dessa função.

Por outro lado, também poderia ter feito da seguinte forma:

function format($string)
{
    $new_value = ltrim(rtrim($string, ']'), '['); // A questionada atribuição

    return "[{$new_value}]";
}

Daí eu comecei a me questionar os tipos de problemas que poderiam ser gerados ao fazer coisas desse tipo.

Então:

  • Existe alguma recomendação ou algum padrão que instrua a respeito dessa "reatribuição do parâmetro"?

  • Em quais casos essa reatribuição poderia me ocasionar problemas - ou que resolveria o problema?

  • No caso da variável ser global e ela ter alguma outra utilidade, ai daria um problema enorme, de resto não acredito que haja algum problema, depende do escopo do projeto. – MarceloBoni 11/08/15 às 15:25
  • @MarceloBonifazio, usar variável global, por si só, já é uma péssima prática. Nesse caso então... – Wallace Maxters 11/08/15 às 15:26
  • Nunca é ha problema se você tem convicção do que esta fazendo. – Guilherme Lautert 10/05/16 às 18:47
7

Em geral não há problemas.

Pode haver se o tipo passado tem semântica de passagem por referência. Obviamente neste caso a mudança afetará a variável que foi usada como argumento, se uma variável foi usada ao invés de um literal, que aí não teria problemas porque obviamente ele não poderia ser usado em outro lugar, mas neste caso houve mais a passagem da referência e não por referência.

Um tipo string passe-se uma referência e não copia os dados como ocorre com um número, por exemplo, mas a passagem não é por referência, então qualquer alteração nela, não reflete na variável usada na chamada.

Então nada muda. Na verdade o seu exemplo parece bem interessante para reatribuir um valor para a mesma variável do parâmetro porque no fundo é o mesmo dado.

Não vou entrar no mérito do nome do parâmetro ser ruim porque é um exemplo, mas em uma pergunta de estilo de condição isto pode ser importante. Se estiver usando nomes significativos, aí atribuir para outra variável pode fazer diferença em legibilidade, ter nomes que indiquem o que é aquele texto. Se o parâmetro se chamasse $texto, poderia chamar a nova variável de $texto_formatado para deixar claro que ali o conteúdo teve a mudança. Dar um significado para o conteúdo.

Reforço que em casos simples assim este tipo de legibilidade é exagero e não faz sentido, mas pode fazer em código mais complexos. Se bem que alguns dirão que códigos mais complexos já é uma má prática.

Eu sei que é só um exemplo mas já que estamos no assunto, neste caso a variável sequer é necessária, esta função só precisaria ter a linha do return com a expressão. Por isso que eu falei que depende do contexto se você precisa dar legibilidade ou não. Em geral eu acho que não precisa ficar querendo documentar todas operações criando variáveis intermediárias, só faço isto quando realmente é algo confuso, mas é gosto.

Claro que se você precisa usar o valor original do parâmetro outras vezes, não pode descartá-lo. E seria uma bobagem para evitar o descarte guardar este valor em outra variável e reatribuir um novo valor nesta que é o parâmetro.

1

Não tem problema.

Dentro de uma function, qualquer alteração de valor em uma variável passada normalmente $variavel, só terá efeito dentro do contexto, que no caso é dentro daquela function.

Uma ocasião em que teria efeito em outro contexto, por exemplo em quem chamou esta function, é se a variável fosse passada por referência &$variavel.

Abaixo citei alguns exemplos práticos, inclusive quando se trata de objetos:

// caso 1
funcaoQualquer($var) {
    $var = 10;
    var_dump($var); // imprime 10
}

$variavel = 1;
funcaoQualquer($variavel); // chama a função        
var_dump($variavel); // imprime 1


// caso 2
funcaoQualquer(&$var) {
    $var = 10;
    var_dump($var); // imprime 10
}

$variavel = 1;
funcaoQualquer($variavel); // chama a função
var_dump($variavel); // imprime 10


// caso 3
funcaoQualquer($var) {
    $var->propriedade = 10;
    var_dump($var->propriedade); // imprime 10
}

$variavel = new Object();
funcaoQualquer($variavel); // chama a função
var_dump($variavel->propriedade); // imprime 10
  • Nesse caso do objeto, geralmente já é esperado que o parâmetro seja um objeto. E você não está alterando a variável para outro valor, e sim a propriedade do objeto instanciado – Wallace Maxters 11/08/15 às 15:55
  • 1
    @WallaceMaxters Sim, só coloquei pra deixar claro o maior número de possibilidades. – Edson Horacio Junior 11/08/15 às 17:04

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.