9

Eu tenho um formulário de login, que após dado submit ele é enviado para si mesmo com as informações via POST, e caso esteja errado, ele exibe uma mensagem de erro e mostra novamente o mesmo formulário. Fiz dessa forma para evitar criar páginas tipo: login.php, validalogin.php.

Fico me questionando se foi um bom método, pois reduzi o número de páginas, porém quando o usuário aperta F5 a página reenvia novamente todos os dados. Se esse for um bom método, é possível corrigir o problema do F5?

  • 3
    Eu sempre utilizo dessa forma também, é mais fácil de controlar. Você pode passar pelo problema do F5 fazendo seus formulários com ajax. Além de evitar esse problema, você dá uma outra cara pro visual podendo trabalhar a resposta com callbacks de mensagens de erro/sucesso. – mend3 28/02/14 às 18:24
  • @Victor Mendonça Só uma dúvida o input submit continua sendo submit ou vira type button? – Latrova 28/02/14 às 18:27
  • 1
    Você pode deixar como submit, mas aí você precisará dar um return false no onSubmit do formulário. É mais fácil colocar button =) – mend3 28/02/14 às 18:29
  • 3
    Por favor pessoas que lerem isso, usem POST. Já cadastrei em site, coloquei senha forte, deu um erro, não validou e a senha foi parar no histórico. – Gustavo Rodrigues 28/02/14 às 18:39
  • 2
    @GustavoRodrigues +1000! Dados confidenciais nunca devem ser transmitidos via GET. – mgibsonbr 28/02/14 às 18:44
11

Uma outra forma de contornar isso e também garantir um pouco mais de segurança é utilizar um token de submit.

Exemplo: Quando alguém pedir a tela de login você cria um token, exemplo um uuid guarda e envia em hide no formulário. Assim que o formulário for enviado você verifica se ele existe na sua lista e marca como usado. Desta forma se o mesmo token for reenviado algumas vezes você não o reprocessará novamente.

Começa a melhorar a segurança também, lógico que vai muito mais além que o que exponho aqui, se alguém forjar o request da sua página com um scam, spam seja lá o que mais o atacante usar, você vai "garantir" que aquele formulário foi criado por seu sistema "e" que o token usado você o conhece, logo é uma boa situação. Assim se o atacante tentar enviá-lo novamente não terá sucesso pois o token já foi utilizado.

Mais sobre o ataque de CSRF

É uma boa estudar os ataques top ten do OWASP, pois lá tem o problema e uma forma de solucionar os problemas.

  • +1 Boa dica... e quase não me sobram votos hoje. – utluiz 28/02/14 às 19:00
  • 1
    O problema nesse caso é que se a pessoa voltar à página anterior para reusar o formulário para uma NOVA (e válida) entrada o UUID vai gerar um problema. – Bacco 28/02/14 às 20:44
3

Creio que isso pode ser contornado através de uma redireção. Faça um POST para seu formulário e, em caso de falha, faça um redirect (302) para si próprio - passando na query string os parâmetros de renderização (i.e. qual mensagem de erro que é para exibir). Assim o browser vai fazer um GET para o mesmo formulário, mostrar a mensagem como você quer, e se o usuário fizer F5 o browser simplesmente vai repetir o GET.

O único inconveniente, creio, é que após o F5 as mesmas mensagens de erro serão exibidas, a menos que você limpe a query string via JavaScript após a exibição do formulário.

2

Creio que este é um bom método.

Do ponto de vista funcional, não há problemas em deixar a tecla F5 reenviar os dados de login no caso da autenticação falhar. A operação é idempotente.

Entretanto, do ponto de vista de usabilidade, talvez seja melhor evitar isso e seguir a orientação do @mgibsonbr e fazer um redirect para si mesmo.

Além da query string, uma outra alternativa já usada em outras linguagens para que a mensagem de falha de login sobreviva a um, e somente um, redirect é usar o conceito de mensagens flash. Nunca usei em PHP, mas este artigo possui uma descrição de como implementar isso.

Por outro lado, é possível também um esquema de autenticação via Ajax para evitar toda essa complexidade.

Quando o usuário clicar no botão de submit do formulário de login, faça uma chamada Ajax POST que retorne uma flag de sucesso ou falha. Se ocorrer falha, mostre em um campo na tela. Se ocorrer sucesso, faça via Javascript o redirecionamento para a página principal usando window.location.href. É uma solução bem simples, principalmente se você usa jQuery.

Como um bônus, você pode ainda implementar as duas soluções simultaneamente, sendo a versão Ajax adicionada na página de forma não obstrutiva. Se o javascript estiver desabilitado, o login funciona da forma "tradicional".

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.