3

Estou com um problema ao enviar dados FILE para a BD. Com a ajuda do @zuul cheguei a este problema.

<?php

require("conectar.php"); //chama o arquivo de conexão ao BD

if (isset($_POST['Nome'])) {
    $Nome = $_POST['Nome'];
}

$Morada = $_POST['Morada'];
$Tipo = $_POST['Tipo'];
$Email = $_POST['Email'];
$AlvaraNumero = $_POST['AlvaraNumero'];
$AlvaraValidade = $_POST['AlvaraValidade'];
$AlvaraAnexo = '';

if (isset($_FILES["AlvaraAnexo"]) && $_FILES["AlvaraAnexo"]["name"] != '') {

    $nomeTemporario = $_FILES["AlvaraAnexo"]["tmp_name"];

    $fp = fopen($nomeTemporario, 'r');
    $AlvaraAnexo = fread($fp, filesize($nomeTemporario));
    $AlvaraAnexo = addslashes($AlvaraAnexo);
    print_r($_FILES);
    fclose($fp);
}

$AcidenteNumero = $_POST['AcidenteNumero'];
$AcidenteValidade = $_POST['AcidenteValidade'];
$AcidenteAnexo = $_POST['AcidenteAnexo'];
$SeguroNumero = $_POST['SeguroNumero'];
$SeguroValidade = $_POST['SeguroValidade'];
$SeguroAnexo = $_POST['SeguroAnexo'];
$FinancasValidade = $_POST['FinancasValidade'];
$FinancasAnexo = $_POST['FinancasAnexo'];
$SocialValidade = $_POST['SocialValidade'];
$SocialAnexo = $_POST['SocialAnexo'];
$RemuneracaoValidade = $_POST['RemuneracaoValidade'];
$RemuneracaoAnexo = $_POST['RemuneracaoAnexo'];
$InstaladorNumero = $_POST['InstaladorNumero'];
$InstaladorValidade = $_POST['InstaladorValidade'];
$InstaladorAnexo = $_POST['InstaladorAnexo'];
$MontadorNumero = $_POST['MontadorNumero'];
$MontadorValidade = $_POST['MontadorValidade'];
$MontadorAnexo = $_POST['MontadorAnexo'];

print_r($_FILES);

$sqlinsert = "INSERT INTO tb_trabalhador  VALUES(0,'" . $Nome . "','" . $Morada . "','" . $Tipo . "','" . $Email . "','" . $AlvaraNumero . "','" . $AlvaraValidade . "','" . $AlvaraAnexo . "', '" . $AcidenteNumero . "', '" . $AcidenteValidade . "','" . $AcidenteAnexo . "','" . $SeguroNumero . "','" . $SeguroValidade . "','" . $SeguroAnexo . "','" . $FinancasValidade . "','" . $FinancasAnexo . "','" . $SocialValidade . "','" . $SocialAnexo . "','" . $RemuneracaoValidade . "','" . $RemuneracaoAnexo . "','" . $InstaladorNumero . "','" . $InstaladorValidade . "','" . $InstaladorAnexo . "','" . $MontadorNumero . "','" . $MontadorValidade . "','" . $MontadorAnexo . "')";
mysql_query($sqlinsert) or die("Não foi possível inserir os dados");
?>

Nessa linha:

print_r($_FILES);   

... aparecem os arquivos:

Array (
    [AlvaraAnexo] => Array (
        [name] => cc2.pdf
        [type] => application/pdf
        [tmp_name] => C:\wamp\tmp\phpFE7C.tmp
        [error] => 0
        [size] => 153613
    ) 
)
  • 1
    Qual o tipo de campo no banco de dados para a variável do file? Blobou Text? E o que a variável $AlvaraAnexo está imprimindo? – Guh 28/02/14 às 15:42
  • dados blob para todos os campos anexo. é o que uso – ChrisAdler 28/02/14 às 16:23
  • Tenta da um print_r($_FILES["AlvaraAnexo"]). Porque está retornando dados do FILES e nao as variáveis inseridas do arquivo. – henrique 2/03/14 às 11:17
4

O output da matriz $_FILES está a sair com a seguinte informação:

Array (
  [AlvaraAnexo] => Array (
    [name]     => cc2.pdf                   // nome do teu ficheiro
    [type]     => application/pdf           // header detectado
    [tmp_name] => C:\wamp\tmp\phpFE7C.tmp   // localização e nome temporário
    [error]    => 0                         // Erro código 0 é o mesmo que tudo correu bem
    [size]     => 153613                    // tamanho do ficheiro
  ) 
)

Isso diz-nos que no que respeita ao formulário em HTML, envio do ficheiro e aceitação do mesmo por parte do servidor, tudo está a correr como esperado.

Se quiseres saber mais sobre outros códigos de erro, podes visitar a página da documentação do PHP: Mensagens de erro explicadas (Inglês) onde constam os diversos valores que podes receber em $_FILES["AlvaraAnexo"]["error"].


Assim sendo, podemos então pegar no teu ficheiro que está com determinado nome temporário, ler o mesmo para uma variável e inserir na base de dados.

Isto requer uma série de passos de verificação para garântir que está tudo a ser realizado como é suposto. Como não estás com precisão a indicar onde poderá estar localizado o teu problema, vou tentar cobrir todos os passos do processo assumindo já o que disse em cima (erro com código 0 = ficheiro carregado com sucesso para o servidor.):

  1. Verificar a matriz de ficheiros

    Antes de iniciarmos operações com a matriz de ficheiros, convém verificar se a mesma está presente, se a entrada que pretendemos existe e se não existiram erros:

    // Variáveis de controlo
    $campoForm = "AlvaraAnexo";
    $mensagemErro = "";
    
    // verificar se existe a matriz $_FILES
    if (isset($_FILES)) {
    
      // verificar se existe a entrada com o nome do nosso campo no formulário HTML
      if (isset($_FILES[$campoForm])) {
    
        // verificar se a entrada "error" contém o valor 0
        if ($_FILES[$campoForm]["error"]==0) {
          /* tudo OK, vamos continuar
           */
        } else {
    
          switch($_FILES[$campoForm]["error"]) {
            case 1: {
              $mensagemErro = "O arquivo enviado excede a directiva upload_max_filesize no php.ini.";
              break;
            }
            case 2: {
              $mensagemErro = "O arquivo enviado excede a directiva MAX_FILE_SIZE que foi especificado no formulário HTML.";
              break;
            }
            case 3: {
              $mensagemErro = "O arquivo foi apenas parcialmente carregado.";
              break;
            }
            case 4: {
              $mensagemErro = "Nenhum arquivo enviado.";
              break;
            }
            case 6: {
              $mensagemErro = "Faltando uma pasta temporária.";
              break;
            }
            case 7: {
              $mensagemErro = "Falha ao gravar o arquivo no disco.";
              break;
            }
            case 8: {
              $mensagemErro = "Uma extensão do PHP parou o upload dos arquivos.";
              break;
            }
            default: {
              $mensagemErro = "Erro desconhecido com o código:".$_FILES[$campoForm]["error"];
              break;
            }
          }
        }
      } else {
        $mensagemErro = "Não foi possível encontrar na matriz de ficheiros a entrar para o campo ".$campoForm.".";
      }
    } else {
      $mensagemErro = "Não foi possível encontrar a matriz de ficheiros!";
    }
    
    // verifica se temos erros antes de continuar
    if (!empty($mensagemErro))
      die($mensagemErro);
    
  2. Verificar o ficheiro temporário

    Para podermos utilizar o ficheiro, no teu caso ler o conteúdo do mesmo para a base de dados, temos que verificar se o mesmo existe, se pode ser lido e se não está vazio:

    // verifica sem temos o caminho e nome do ficheiro
    if (!empty($_FILES[$campoForm]["tmp_name"])) {
    
      $ficheiroTemp = $_FILES["AlvaraAnexo"]["tmp_name"];
    
      // verifica se o ficheiro existe no servidor
      if (is_file($ficheiroTemp)) {
    
        // verifica se o ficheiro pode ser lido
        if (is_readable($ficheiroTemp)) {
    
          /* se chegamos aqui, podemos iniciar a leitura do
           * ficheiro para uma variável e preparar os dados
           * lidos para inserção na base de dados
           */
          $fp = fopen($ficheiroTemp, 'r');
          $AlvaraAnexo = fread($fp, filesize($ficheiroTemp));
          $AlvaraAnexo = addslashes($AlvaraAnexo);
          fclose($fp);
    
        } else {
          $mensagemErro = "O ficheiro não pode ser lido!";
        }
    
      } else {
        $mensagemErro = "Ficheiro temporário não foi localizado no servidor!";
      }
    } else {
      $mensagemErro = "Nome temporário do ficheiro está vazio!";
    }
    

Código final

Para te facilitar as coisas, envolvi o código que lida com o ficheiro numa função que te devolve o resultado da leitura do ficheiro ou o erro encontrado.

Uma única função está longe de ser a forma correcta para organizar o código, precisarias de várias ou mesmo uma classe para lidar com o upload do ficheiro, mas para não complicar muito as coisas:

/**
 * Ler Ficheiro para Variavel
 * 
 * Ler o conteúdo de um ficheiro temporário
 * que acabou de ser carregado para o servidor
 * para uma variabel de forma a ser guardado
 * na base de dados.
 * 
 * @param array $fileArr            Matriz $_FILES
 * @param string $campoForm         Nome do campo no formulário
 * 
 * @return mix string|array         Matriz com mensagem de erro ou ficheiro
 */
function lerFicheiroParaVariavel($fileArr, $campoForm = '') {

// Variáveis de controlo
$mensagemErro = "";

    // verificar se existe a matriz $_FILES
    if (isset($fileArr) && is_array($fileArr)) {

      // verificar se existe a entrada com o nome do nosso campo no formulário HTML
      if (isset($fileArr[$campoForm])) {

        // verificar se a entrada "error" contém o valor 0
        if ($fileArr[$campoForm]["error"]==0) {
          /* tudo OK, vamos continuar
           */
        } else {

          $erro = $fileArr[$campoForm]["error"];

          switch($erro) {
            case 1: {
              $mensagemErro = "O arquivo enviado excede a directiva upload_max_filesize no php.ini.";
              break;
            }
            case 2: {
              $mensagemErro = "O arquivo enviado excede a directiva MAX_FILE_SIZE que foi especificado no formulário HTML.";
              break;
            }
            case 3: {
              $mensagemErro = "O arquivo foi apenas parcialmente carregado.";
              break;
            }
            case 4: {
              $mensagemErro = "Nenhum arquivo enviado.";
              break;
            }
            case 6: {
              $mensagemErro = "Faltando uma pasta temporária.";
              break;
            }
            case 7: {
              $mensagemErro = "Falha ao gravar o arquivo no disco.";
              break;
            }
            case 8: {
              $mensagemErro = "Uma extensão do PHP parou o upload dos arquivos.";
              break;
            }
            default: {
              $mensagemErro = "Erro desconhecido com o código:".$erro;
              break;
            }
          }
        }
      } else {
        $mensagemErro = "Não foi possível encontrar na matriz de ficheiros a entrar para o campo ".$campoForm.".";
      }
    } else {
      $mensagemErro = "Não foi possível encontrar a matriz de ficheiros!";
    }


    // verifica se temos erros antes de continuar
    if (!empty($mensagemErro))
      return array("erro" => $mensagemErro);


    // verifica sem temos o caminho e nome do ficheiro
    if (!empty($fileArr[$campoForm]["tmp_name"])) {

      $ficheiroTemp = $fileArr["AlvaraAnexo"]["tmp_name"];

      // verifica se o ficheiro existe no servidor
      if (is_file($ficheiroTemp)) {

        // verifica se o ficheiro pode ser lido
        if (is_readable($ficheiroTemp)) {

          /* se chegamos aqui, podemos iniciar a leitura do
           * ficheiro para uma variável e preparar os dados
           * lidos para inserção na base de dados
           */
          $fp = fopen($ficheiroTemp, 'r');
          $AlvaraAnexo = fread($fp, filesize($ficheiroTemp));
          $AlvaraAnexo = addslashes($AlvaraAnexo);
          fclose($fp);

          return $AlvaraAnexo;

        } else {
          $mensagemErro = "O ficheiro não pode ser lido!";
        }
      } else {
        $mensagemErro = "Ficheiro temporário não foi localizado no servidor!";
      }
    } else {
      $mensagemErro = "Nome temporário do ficheiro está vazio!";
    }

    // se chegamos aqui é porque temos um erro, vamos devolver o mesmo
    return array("erro" => $mensagemErro);
}

Para utilizares a função, coloca a mesma no início do teu ficheiro e aplica este código no local onde estás a ler o ficheiro.

Onde tens:

if (isset($_FILES["AlvaraAnexo"]) && $_FILES["AlvaraAnexo"]["name"] != '') {
  ...
}

Apaga todo o if statment e troca por isto, onde ou tens um erro a dar-te conta do que se passa ou tens a variável $AlvaraAnexo contendo o conteúdo do ficheiro carregado.

/* verifica se temos a matriz de ficheiros
 * e se sim procedemos à leitura do ficheiro,
 * caso não recolhemos a mensagem de erro
 */
if (isset($_FILES)) {
    $ficheiro = lerFicheiroParaVariavel($_FILES, "AlvaraAnexo");

    if (is_array($ficheiro)) {
        $mensagemErro = $ficheiro["erro"];
    } else {
        $AlvaraAnexo = $ficheiro;
    }
} else {
    $mensagemErro = "Não foi possível encontrar a matriz de ficheiros!";
}

if (!empty($mensagemErro))
    die($mensagemErro);

Nota: Isto lida com um ficheiro carregado pelo campo name="AlvaraAnexo", mas o processo deve ser repetido para todos os ficheiros que estão a ser carregados.


Base de Dados

Relativamente à questão da base de dados, é preciso verificar se as consultas de inserção estão a ocorrer, se a tabela está bem configurada e se os campos estão a ser preenchidos com alguma coisa:

  1. Estrutura da tabela

    Os teus campos que recebem documentos PDF devem estar todos no formato blob.

    Além disso, é preciso ter em conta o tamanho dos dados a serem guardados:

    • BLOB pode ter até 65535 bytes no máximo;
    • MEDIUMBLOB pode ter até 16777215 bytes no máximo;
    • LONGBLOB pode ter até 4294967295 bytes no máximo.

    Uma advertência: Armazenar diversos blob na bases de dados não é geralmente considerado a melhor ideia, pois pode causar bloat inchaço (Inglês) à tabela, tendo também uma série de outros problemas associados.

    A melhor solução para o teu caso dado estares a trabalhar diversos ficheiros seria mover os mesmos para uma pasta e guardar apenas o caminho para os mesmos na base de dados.

  2. Consulta de inserção

    Deverás proteger os dados que o utilizador te deu antes dos enviares para a base de dados. Para isso podes fazer uso do mysql_real_escape_string (Inglês) para preparares a tua consulta:

    // Preparar a consulta de inserção
    $sqlinsert = sprintf(
        "INSERT INTO tb_trabalhador VALUES ('%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s', '%s')",
        mysql_real_escape_string(null),
        mysql_real_escape_string($Nome),
        mysql_real_escape_string($Morada),
        mysql_real_escape_string($Tipo),
        mysql_real_escape_string($Email),
        mysql_real_escape_string($AlvaraNumero),
        mysql_real_escape_string($AlvaraValidade),
        mysql_real_escape_string($AlvaraAnexo),
        mysql_real_escape_string($AcidenteNumero),
        mysql_real_escape_string($AcidenteValidade),
        mysql_real_escape_string($AcidenteAnexo),
        mysql_real_escape_string($SeguroNumero),
        mysql_real_escape_string($SeguroValidade),
        mysql_real_escape_string($SeguroAnexo),
        mysql_real_escape_string($FinancasValidade),
        mysql_real_escape_string($FinancasAnexo),
        mysql_real_escape_string($SocialValidade),
        mysql_real_escape_string($SocialAnexo),
        mysql_real_escape_string($RemuneracaoValidade),
        mysql_real_escape_string($RemuneracaoAnexo),
        mysql_real_escape_string($InstaladorNumero),
        mysql_real_escape_string($InstaladorValidade),
        mysql_real_escape_string($InstaladorAnexo),
        mysql_real_escape_string($MontadorNumero),
        mysql_real_escape_string($MontadorValidade),
        mysql_real_escape_string($MontadorAnexo)
    );
    
    // tentar inserir dados na base de dados
    mysql_query($sqlinsert) or die("Não foi possível inserir os dados");
    

    Nota: Para cada mysql_real_escape_string deverá existir um '%s' na consulta. E para cada campo deverá existir um mysql_real_escape_string. Confirma tudo direitinho com os campos na tua tabela.

  • Nota: todo o código na resposta foi feito de cabeça, não tenho como o testar neste momento, mas deverá estar tudo OK. Contudo, coloca no início do teu ficheiro PHP o seguinte: error_reporting(E_ALL); ini_set('display_errors', 1); para activares os erros e veres se falta algum ; Avisa se precisares de mais ajuda, estou por aqui. – Zuul 2/03/14 às 14:10

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.