3

A minha pergunta é de principiante, mas sinto-me bastante perdido.

Tenho trabalhado com Java, mas tenho sempre usado Tomcat. Recentemente precisei de tornar a minha "webapp" compatível com WebLogic. O problema é que comecei a ter conflitos de versões de libs.

Após algumas pesquisas na Internet, acabei por adicionar o ficheiro weblogic.xml e adicionar a tag prefer-web-inf-classes com o valor true.

No entanto a minha dúvida é mais conceptual. A questão é esta: como é que eu posso saber quais é que são as libs que o WebLogic já me oferece?

Por exemplo, se eu estiver a desenvolver uma aplicação JSF o WebLogic já me oferece uma determinada lib com uma determinada versão, correcto? Como é que posso saber essa versão (JSF é um exemplo, mas gostaria de poder saber todas as que me são disponibilizadas)? E, posteriormente, caso usasse maven nesta aplicação JSF, deveria usar o scope provided na definição da dependência?

Espero que a questão não tenha sido muito confusa. Se tal for o caso, peço que me solicitem mais informações nos comentários.

  • Qual versão do weblogic? A versão irá definir, por exemplo, se já é dado suporte a JSF 2.2 ou não. E sim, quando se tratar de dependências JEE o escopo é provided para que não seja empacotado algo que o container já possua. – Bruno César 28/07/15 às 12:04
  • Boa tarde Bruno. Uso o WebLogic 12c (versão 12.1.3, se não estou em erro). – Ricardo A. 28/07/15 às 13:49
  • Inclui uma resposta que tem tal versão, veja se lhe atende. – Bruno César 28/07/15 às 13:55

1 Resposta 1

1

Respondendo a cada pergunta, seria algo assim:

Como é que eu posso saber quais é que são as libs que o WebLogic já me oferece?

A versão das bibliotecas dependerá da versão do container, uma vez que dependerá do suporte que o container dá às especificações Java EE.

Por exemplo, para a versão 12c 12.1.3 do WebLogic são suportadas estas versões dos padrões, enquanto que para o 11g 11.1.1.9, estas.

Caso usasse maven nesta aplicação JSF, deveria usar o scope provided na definição da dependência?

Sim, você pode usar este escopo e não mais precisar dizer ao WebLogic para que dê prioridade às presentes no diretório de bibliotecas da aplicação. Este escopo não irá incluir a dependência no empacotado, uma vez que espera-se que ela seja fornecida em runtime pelo container.

Além disso, uma forma de fazer com que seu projeto suporte vários ambientes é usando perfis do maven para definir quais e como as dependências serão gerenciadas. Um exemplo seria este:

<profile>
    <id>tomcat</id>
    <activation>
        <activeByDefault>true</activeByDefault>
    </activation>
    <dependencies>
        <dependency>
            <groupId>javax.faces</groupId>
            <artifactId>jsf-api</artifactId>
            <version>2.0</version>
        </dependency>
    </dependencies>
</profile>

<profile>
    <id>weblogic</id>
    <dependencies>
        <dependency>
            <groupId>javax.faces</groupId>
            <artifactId>jsf-api</artifactId>
            <version>2.0</version>
            <scope>provided</scope>
        </dependency>
    </dependencies>
</profile>

Neste exemplo percebemos que para o perfil tomcat iremos sempre empacotar a biblioteca jsf-api de versão 2.0, enquanto que para versões diferentes do WebLogic a biblioteca será sempre "provida" pelo container e pode até mesmo ser de versão diferente, de acordo com o suportado pelo container e pela sua aplicação. Ou seja, se usásemos JSF 2.1.* poderíamos empacotar para o tomcat e declará-la para o WebLogic versão 12c 12.1.3.

  • 1
    Bom, era exactamente esta a resposta que procurava Bruno :) Obrigado. Vou marcar como respondida. – Ricardo A. 28/07/15 às 13:58

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.