19

Encontrei esse pequeno código dentro da pasta Composer/ClassLoader.php, em um projeto onde uso o composer.

 /**
 * Scope isolated include.
 *
 * Prevents access to $this/self from included files.
 */
function includeFile($file)
{
    include $file;
}

O comentário traduzido poderia ser:

Escopo isolado para include. Impede o acesso ao $this e self

Testes

Levando em consideração o caso citado acima, percebi que no Laravel 4, eu tenho acesso ao $this em qualquer view!

E veja o que acontece no seguinte código numa view qualquer:

@extends('layout.default')
<?php
   $this->compiler = 1;
?>

É gerado o seguinte erro

Call to a member function isExpired() on a non-object

E o detalhe interessante é que, como o include estaria diretamente no método da classe, eu pude acessar uma propriedade do tipo protected e atribuir a ela um valor inesperado para o framework!

Em outros frameworks, como o Zend, o $this também pode ser acessado na view.

Perguntas

Sendo assim, então me surgiram algumas perguntas:

  • Quais seriam outros problemas possíveis causados por um include dentro da classe e ter acesso ao $this - além dos já citados?

  • Numa estrutura MVC, na classe que representa a view eu deveria deixar o acesso livre ao $this, ou usar uma outra classe para "ser o $this" da view, ou outra coisa?

  • Quando seria recomendado enclausurar a função include e quando não (sempre, nunca ou na maioria dos casos)?

  • 1
    Se você acha que removi muitas tags fique a vontade para adicioná-las novamente =) – Oeslei 24/07/15 às 19:20
  • Acredito que nos próprios códigos em um projeto não há nenhum problema em ter acesso ao $this pois, com algumas exceções, não utilizamos a variável $this no escopo global... No entanto, para códigos compartilhados entre projetos é sempre importante manter variáveis e métodos que podem quebrar o funcionamento bem protegidos para não sofrer surpresas inesperadas. – Oeslei 24/07/15 às 20:12
  • 1
    Segue o commit do composer que introduziu essa função: github.com/composer/composer/commit/… – gmsantos 25/07/15 às 18:59
  • O problema que vejo é ter acesso aos métodos private e protected diretamente. – Guilherme Nascimento 4/08/15 às 18:09
  • Vou continuar sendo insistente. Acho que ainda falta alguma coisa para solucionar essa pergunta – Wallace Maxters 7/08/15 às 14:09
5
+100

Respondendo à minha segunda pergunta, votaria a favor da alteração do contexto do arquivo incluído, em se tratando da view no MVC.

E explico:

Quanto ao que diz respeito ao contexto aplicado ao include dado dentro de uma classe que representa a uma view, já havia elaborada uma solução a pouco tempo atrás - que pode ser melhorada pela comunidade :)

Problema

  • Tenho uma classe, responsável por renderizar a view. Porém, quero evitar que os membros dessa classe sejam acessados através do $this, mas ao mesmo tempo quero que o template que será renderizado tenha seu "próprio $this".

Solução

  • No ato da renderização, utilizar uma Closure para enclausurar o template incluído e, ao mesmo tempo, definir um outro objeto como contexto para a Closure.

Elaborei isso da seguinte forma:

class View
{
    protected $file;

    protected $data = [];

    public function __construct($file, array $data = [])
    {
        $this->file = $file;

        $this->data = $data;
    }

    public function render()
    {
        return $this->createClosureContext();
    }

    protected function createClosureContext()
    {
        // Cria parâmetros de fachada apenas para obrigar o tipo de argumento

        $caller = function ($file, array $data) {

            unset($file, $data);

            ob_start();

            // Não passa variável, para não colidir com "extract"

            extract(func_get_arg(1));

            include_once func_get_arg(0); 

            return ob_get_clean();
        };

        return $caller->bindTo($this->createObjectContext())->__invoke($this->file, $this->data);
    }

    protected function createObjectContext()
    {
        $object = new StdClass;

        $object->Html = (object)'Simulate instance of Helper';

        return $object;
    }
}

Explicação

Como qualquer classe de template [simples], View recebe por parâmetro o nome do template e os dados que serão enviados para o template.

O trecho onde a "mágica" em relação ao acesso ao $this está aqui:

protected function createClosureContext()
{
    // Cria parâmetros de fachada apenas para obrigar o tipo de argumento

    $caller = function ($file, array $data) {

        unset($file, $data);

        ob_start();

        // Não passa variável, para não colidir com "extract"

        extract(func_get_arg(1));

        include func_get_arg(0); 

        return ob_get_clean();
    };

    return $caller->bindTo($this->createObjectContext())->__invoke($this->file, $this->data);
}

Criei uma closure chamada de $caller e, através do método bindTo, defini qual objeto será utilizado como $this dentro dessa Closure. Essa Closure é responsável pela inclusão do arquivo.

O objeto passado em bindTo é um simples stdClass, que poderia ser qualquer objeto. Nesse caso, defini ele dentro do método View::createObjectContext().

Quando instanciamos, podemos concluir pelos teste que o contexto do $this (para o template incluído pela view) foi devidamente alterado.

Exemplo:

new View('tpl.php', ['nome' => 'Wallace']);

No template tpl.php:

<?php echo $nome ?>
<?php print_r($this) ?>

Imprime:

Wallace 
stdClass Object
(
    [Html] => stdClass Object
        (
            [scalar] => Simulate instance of Helper
        )

)
  • 2
    Cara eu estava procurando isto :D foi muito criativo o uso de func_get_arg, isto merece +100 :p - Recompensa a caminho!! (Quando leio até em 7 dias me lembro da Samara kk) – Guilherme Nascimento 29/11/15 às 18:00
  • @GuilhermeNascimento Samara mano ? hahahahaha – Gabriel Rodrigues 29/11/15 às 18:32
  • @GabrielRodrigues Do filme o chamado, Seven daysssss, sempre lembro da voz dela, as vezes ainda tenho medo de atender o telefone :p – Guilherme Nascimento 29/11/15 às 18:38
  • @GuilhermeNascimento clássico a doida que aparece na TV Uhauha – Gabriel Rodrigues 29/11/15 às 18:39
  • @GabrielRodrigues hehehe essa mesma, os caras respondem em pt.stackoverflow.com/?tab=featured esperando a recompensa de 7 dias devem sentir o mesmo medo, só que no caso de perder a recompensa :) – Guilherme Nascimento 29/11/15 às 18:46
3
+50

Na verdade, o Composer usa o autoloader para incluir os arquivos baseados em uma estrutura de diretórios. Por exemplo, a classe Modules\Db\Adapter, estaria em um diretório com o arquivo PHP Modules\Db\Adapter.php. A função include só seria usada explicitamente dentro de um arquivo se o mesmo fosse um código antigo que não comportasse a estrutura de autoloading, onde cada arquivo é uma classe em si.

O acesso a um método/variável por meio de self (para variáveis estáticas) e $this (para variáveis como objeto da própria classe), só se dá por meio de herança (extends) ou se o método/variável pertencer à própria classe.

Os métodos acessados pela view através do $this, por exemplo, são métodos que são de visibilidade public ou protected da mesma classe da View ou algum método de mesma visibilidade de uma classe herdada pela mesma.

  • Mas temos um problema se uma propriedade da View, ainda que protected, for uma instância de uma outra coisa (Helper, por exemplo), e "apagarmos" a instância. Isso não seria um problema? Se não fosse, imagino que não teria por que da visibilidade – Wallace Maxters 4/08/15 às 20:52
  • O que quer dizer com "apagar" a instância? Para que uma instância seria criada para ser apagada depois? – Henrique Schreiner 4/08/15 às 20:54
  • Veja meu exemplo que você vai entender. O Laravel temos a propriedade protegida, que é uma instância de Compiler. Ao atribuir um valor, causou um erro. É disso que estou falando – Wallace Maxters 5/08/15 às 11:40

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.