1

Como eu faço para gravar dados em um arquivo e depois recuperá-lo?

Tenho um sistema de matrículas. Inicio uma pasta no Windows e dentro dela vou gerando as matrículas de forma sequencial. Termino e vou para casa e no dia seguinte, vou gerar novo set de matrículas, mas devo começar da última e ir somando mais um: matricula_atual + 1. Preciso continuar gravando nele sem perder o que já existia.

Como eu gravo o arquivo em uma pasta?

  • Isto resolveu? Dá para aceitar alguma das respostas? – Maniero 22/11/17 às 0:15
3

Testar se arquivo existe:

if(File.Exists(@"C:\arquivo.txt"))
    // faça algo

Realizar escrita de várias linhas em arquivo (sobreescreve conteúdo):

System.IO.File.WriteAllText (@"c:\arquivo.txt", "Matricula");

Ler conteúdo do arquivo texto:

public static string ObtenhaConteudoDeArquivoTexto(string pathArquivo)
{
     StreamReader streamReader = new StreamReader(pathArquivo);
     string text = streamReader.ReadToEnd();
     streamReader.Close();
     return text;
}

Inclui conteúdo para um arquivo físico:

File.AppendAllText(@"c:\arquivo.txt", "NúmeroMatricula" + Environment.NewLine);

Primeiro, você utilizará o método de escrita em arquivo para realizar a primeira armazenagem de suas matrículas.

Depois, você deve utilizar o método para leitura do conteúdo do arquivo e preferencialmente, converter isto em dados concretos (porque tudo virá como string). Crie objetos, tipe corretamente os dados.

Depois, incremente via código os dados e utilize o método de inclusão de linha.

Em todas as situações, você deve analisar se irá realizar um teste da existência do arquivo.

3

Resolvi responder porque apesar da outra resposta funcionar, ela tem uma forma equivocada de fazer a operação. Há 2 problemas.

Primeiro incentiva a existência de uma condição de corrida quando um arquivo que não existia passa existir entre a verificação e a sua tentativa de criação. Alguém pode dizer que é raro ocorrer isto. Pode em algumas situações, em outras não. Então é melhor ensinar as pessoas fazer do jeito correto. Infelizmente a documentação não ajuda e ensina do jeito errado.

E ainda há uma execução que fecha o arquivo de forma independente, o que não ocorrerá se houver uma exceção.

Então usando o mesmo exemplo da resposta, o correto seria algo assim:

try {
    System.IO.File.WriteAllText(@"c:\arquivo.txt", "Matricula");
} catch (IOException ex) {
    WriteLine("deu erro"); //obviamente deve fazer outras coisas aqui
}

Esta é a forma segura (ou quase, continue lento) de executar esta operação. Não só pode haver o problema da condição de corrida, mas outros problemas podem ocorrer durante a execução do WriteAllText (). Olhando a documentação deste método vemos que ele pode disparar várias exceções. É claro que você não precisa tratar todas individualmente e pode até deixar de tratar todas, mas provavelmente não terá a melhor forma resolver quando ocorrer um problema.

Uma coisa que é muito comum é o programador criar o código, testar em condições controladas e achar que tudo está certo. Mas é necessário testar tudo o que pode acontecer com ele. Deve se forçar a execução de todas as exceções possíveis, por exemplo, e ver o que acontece quando elas são disparadas. Se o programadores estiver satisfeito com tudo, ótimo. Se ele perceber que não pode acontecer o que está acontecendo nestas condições excepcionais, ele precisa tomar providências, precisa mudar o código para tratar isto. No caso de exceções é o uso do try-catch que permitirá um tratamento mais granular. Onde colocar ele e para quais exceções, depende de cada situação.

Então tenha em mente que o exemplo acima não trata bem também, porque diversas outras exceções comuns não foram tratadas.

Em alguns casos para cada exceção o código deve tomar uma ação diferente. Neste caso você precisaria ter um catch para cada exceção possível (conforme a documentação, programador tem que se acostumar ler documentação corretamente). Nenhum segredo.

Nos caso onde é possível tratar várias exceções com a mesma ação, até o C# 5 era ruim de tratar porque ou fazia vários catchs e replicava a ação, mesmo que seja a chamada de um método padrão, ou capturava uma exceção genérica e filtrava com um if dentro do catch:

catch (Exception ex) {                
    if (ex is IOException || 
        ex is UnauthorizedAccessException || 
        ex is NotSupportedException || 
        ex is SecurityException || 
        ex is DirectoryNotFoundException || 
        ex is PathTooLongException) {
        WriteLine("deu erro");
    }
    throw;
}

No C# 6 é possível filtrar a exceção conforme resposta minha no SO:

catch (Exception ex) when (ex is IOException || 
                           ex is UnauthorizedAccessException || 
                           ex is NotSupportedException || 
                           ex is SecurityException || 
                           ex is DirectoryNotFoundException || 
                           ex is PathTooLongException) {
    WriteLine("deu erro");
}

Deliberadamente deixei as outras duas exceções documentadas de fora já que elas são erros de programação e não de execução e deve quebrar a aplicação mesmo, ou seja, devem ser tratadas em outro local de forma mais genérica.

Para fazer a adição no arquivo texto deve-se observar a mesma situação,então as exceções possíveis no AppendAllText() devem ser tratadas adequadamente.

Tem outras maneiras de fazer isto e dependendo da situação pode ser preferível.

Assim como para ler os dados também existem várias maneiras. Uma delas:

using (var fileStream = File.OpenRead(@"c:\arquivo.txt")) {
    using (var streamReader = new StreamReader(fileStream, Encoding.UTF8, true, BufferSize)) {
        while ((var line = streamReader.ReadLine()) != null) {
            //faz algo com a linha
        }
    }
}

Coloquei no GitHub para referência futura.

Tem maneiras mais "prontas" para fazer isto mas note o importante uso do using para garantir o fechamento do arquivo mesmo que uma exceção ocorra.

É claro que se você quiser tratar melhor a exceção, vai substituir o using por um try-catch.

Veja também o ReadLines() (o exemplo na documentação mostra o uso com try-catch mas lembre-se que é apenas um exemplo).

E obviamente é possível ler de uma vez só e evitar o using com o File.ReadAllText(). É claro que se houver alguma falha nele, é necessário tratar também. O arquivo pode não existir na hora que abre ele. E acho que já deu para entender que se verificar se existe e depois tentar abrir, não garante nada. Para isto que existem exceções.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.