13

Qual o mais rápido is_null($y) ou $y == null?

  • Particularmente, em alguns casos, preocupar com microotimização é desnecessário. É como uma frase que eu vi por aí a fora "... alguns programadores descobrem que o for é um milionéssimo de segundo mais rápido para iterar com array do que o foreach e monta uma palestra falando que não devemos usar foreach..." – Wallace Maxters 6/07/15 às 15:55
  • @WallaceMaxters existem casos que é o contrario, ao menos nos últimos testes que fiz de micro-optimização foreach foi mais rápido. – Guilherme Nascimento 6/07/15 às 17:22
  • PauloCosta é provável que a diferença seja impercepitivel, no entanto eu prefiro usar $y === null (com três sinais de =), pois a comparação é estrita. – Guilherme Nascimento 6/07/15 às 17:23
  • No geral, @GuilhermeNascimento, a regra que eu uso é a seguinte: "começou com ===, então agora tem que ir no sistema todo. Feio é ter uma parte de um jeito e outra, de outro". – Wallace Maxters 6/07/15 às 19:15
  • 1
    @WallaceMaxters exato, se a comparação pode ser estrita, por que não faze-la no sistema todo? Com um sublimetext da vida e uma consulta por regex você encontra todos locais que necessita editar. – Guilherme Nascimento 6/07/15 às 19:17

5 Respostas 5

10

Segurança das Expressões

A pergunta que realmente deve-se fazer é a seguinte, "Qual é mais seguro de se usar?". Por exemplo, as expressões a seguir:

"oi" == null    => false
""   == null    => true
0    == null    => true
null == null    => true

is_null("oi")   => false
is_null("")     => false
is_null(0)      => false
is_null(null)   => true

"oi" === null   => false
""   === null   => false
0    === null   => false
null === null   => true

Otimização

A diferença entre === e is_null é praticamente irrelevante, a não ser que você tenha cerca de dois milhões de expressões como essa em um script para necessitar de uma otimização significativa.

Um dos comentários na documentação do PHP diz o seguinte (em tradução livre):

Micro otimização não vale a pena.

Você tinha que fazê-lo dez milhões de vezes a notar uma diferença, um pouco mais de 2 segundos

$a===NULL; Durou: 1,2424390316s

is_null($a); Durou: 3,70693397522s

Diferença = 2,46449494362s

Difereça/10.000.000 = 0,000000246449494362ns

O tempo de execução entre === NULL e is_null é menos do que 250 nanosegundos. Vá otimizar algo que valha a pena.

Obs.: Fiz alguns testes e os vários resultados não passaram de 100 nanosegundos, e a média de diferença fica entre 20 ~ 50 nanosegundos.

Conclusão

Se deseja realmente otimizar e ter segurança no seu código, dê preferencia à comparação com o operador triplo:

$y === null

Porém não vale a pena ficar vasculhando o código procurando otimizar essas expressões (a não ser que procure pelo operador simples ==). Pois a diferença é tão insignificante, que o tempo seria melhor investido caso estivesse limpando/melhorando o código ou estudando.

Mais detalhes sobre expressões lógicas: https://pt.stackoverflow.com/a/69576/8493

Mais detalhes sobre operadores lógicos: http://php.net/manual/pt_BR/language.operators.comparison.php

6

Tudo depende do que você quer verificar, não deve ser olhado somente a performance. Por exemplo:

<?php

$str1 = "";
$str2 = null;
$str3 = 0;

var_dump(is_null($str1)); // retorna false
var_dump(is_null($str2)); // retorna true
var_dump(is_null($str3)); // retorna false

var_dump($str1 == null); // retorna true
var_dump($str2 == null); // retorna true
var_dump($str3 == null); // retorna true

?>
2

A sua pergunta tem rasteira porque o resultado nunca é o mesmo para:

is_null($y) ou $y == null

para comparar deve de o fazer sobre:

is_null($y) ou $y === null

Aqui sim os resultados serão semelhantes. É importante referir que tem situações onde a aplicabilidade do operador === é impossível. Em casos que seja necessário utilizar em callbacks apenas o is_null pode ser utilizado.

Numa resposta directa à pergunta no que respeita à performance: A diferença não é relevante.

Mas: Ambas são abordagens diferenciadas para o mesmo problema.

Porque...

  1. is_null é uma função que no caso do PHP é executa um C. Em resultado é obtida alguma latência.
  2. No caso do PHP a diferença é mínima porque por se tratar de uma linguagem de script baseada em C a interpretação do código $y === null irá na mesma sempre originar chamadas de métodos C em qualquer um dos casos.

Opinião: Eu aplico de acordo com a situação, mas escolheria sempre $y === null pois é um operador base e por esse motivo nuclear... pelo que o PHP tende a resolver com menos esforço certamente.

1

Não existe nenhuma diferença entre is_null and === null. A unifica diferença e que is_null se trata de uma função e por consequencia,

1° A chamada da função faz ela ficar mais lenta, mas isso falanto de um tempo relativamente insignificante.

2° Por se tratar de uma função você pode usa-lá de callback, exemplo:

  array_map('is_null', $array);

Na documentação do php existe um teste de benchmarking com 10 milhões de iterações que acaba concluindo da seguinte forma, a comparação de uma variável com um operador é muito mais rápido, então não use is_null a menos que precise de um callback.

Php - Manual

  • +1 . A função is_null, embora por ser uma função é mais lenta que uma expressão (não é um construtor da linguagem, mas é uma função mesmo), é excelente usá-la como callback. Ela poderia ser usada em array_map, array_filter e afins :) – Wallace Maxters 6/07/15 às 15:51
-1

$y == null.

Em questão de performance não é tão relevante a diferença, porém se usado com frequência, realmente vale mais apena usa-lo.

  • Por quê ele é mais rápido? Se puder melhorar sua resposta, ela certamente irá ajudar mais pessoas que, assim como eu, não entendem nada de php. – emanuelsn 6/07/15 às 13:35

Sua resposta

Ao clicar em “Publique sua resposta”, você concorda com os termos de serviço, política de privacidade e política de Cookies

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.