1

Sempre que se discute o uso do Spring juntamente com JBoss ou outro container, os profissionais tendem a questionar porque usar um container de aplicações JEE.

Então me pergunto, por que não usar? Seria deselegante adotar o melhor dos dois mundos? É uma questão puramente cultural? Ou são realmente concorrentes?

  • Quem votou contra, tanto na questão quanto nas respostas, e nem justificou deve ser da Oracle rs – Bruno César 8/06/15 às 0:12
  • @BrunoCésar Há 4 votos para fechar como "principalmente baseada em opiniões". Não vou votar para fechar no entanto porque gostei bastante da resposta. – Victor Stafusa 9/06/15 às 23:01
  • @VictorStafusa tranquilo, eu concordo que é baseado em opiniões, até deixei claro na resposta. A questão é a cultura de votar contra e não falar o porque, mas enfim, obrigado. – Bruno César 9/06/15 às 23:04
  • 1
    @BrunoCésar Pois é. Por isso que eu abri essa campanha no meta em abril. :) – Victor Stafusa 9/06/15 às 23:06
3

É uma pergunta em que as respostas serão baseadas em opiniões e a minha não é diferente. Não sou xiita e não tenho problemas em usar uma ou outra ou até mesmo ambas quando necessário então vou tentar expor alguns porques, tentando contribuir e sei que de longe não é a resposta correta, até por que não existe uma correta, ao meu ver.

Deixo claro que minha preferência é por ferramentas do Spring e que muitas vezes as utilizei em conjunto com tecnologias puramente JEE, como EJB no backend e Spring MVC, não tenho problema em trabalhar com nenhuma delas se o ambiente me obrigar a algo e tento ser imparcial (mesmo não sendo).

Quanto aos seus questionamento, tentaria pontuar algumas coisas quanto a cada um deles. Então vamos lá!!

Então me pergunto porque não usar?

De forma curta, por que simplesmente não precisa e por que não justifica.

Se sua aplicação não tem nada que depende um container JEE não há motivo nenhum para usá-lo se você pode utilizar um Jetty, um Tomcat ou qualquer coisa assim.

Mas se você já tem um JBoss, um Weblogic, vá em frente também, nada impede você implantar num container JEE, não é mesmo?

Seria deselegante adotar o melhor dos dois mundos?

Para responder com mais exatidão e até mesmo melhor elaborar minha opinião seria interessante um cenário.

Por exemplo, se você está construindo algo do zero e quer adotar tecnologias do Spring realmente não faz muito sentido você utilizar um container JEE, já que servlets containers vão lhe atender sem problema nenhum.

É uma questão puramente cultural?

Talvez. Como seres humanos (as vezes pensantes) temos nossas preferências, convicções, etc., basta observar os evangelizadores da Oracle em eventos de tecnologia para vermos que eles falam que JEE é melhor simplesmente por que é melhor e ponto. O mesmo acontece com algumas pessoas quanto ao Spring, mesmo que menos.

Ou são realmente concorrentes?

Quanto a este ponto podemos sim considerar concorrência. O Spring nasceu basicamente devido a necessidade do mundo corporativo de um framework/plataforma que evoluísse de forma rápida e que estivesse sempre em sintonia com as inovações tecnológicas.

É sabido que no JEE as melhorias demoram um bocado a acontecer, veja o quanto demorou até ter algo para IoC na plataforma, algo decente para segurança, processamento em batch e integração. Além disso, muitas das tecnologias hoje existentes no mundo JEE só aconteceram por pressão do Spring e da comunidade que queria que os mantenedores acompanhassem o que estava acontecendo no mercado.

Alguns pontos de concorrência que podemos citar são:

  • Spring MVC vs. JSF
  • Spring MVC REST/REST Template vs. JAX-RS
  • Spring WS vs. JAX-WS
  • Spring AOP/AspectJ vs. Interceptor
  • etc.

Mesmo havendo concorrência nestes pontos citados, alguns são recentes, já que demorou a aparecer no JEE, mas já era algo comum no Spring.

Devido a características de como as duas plataformas seguem é mais simples algo acontecer no Spring do que no JEE. Se você precisa de integração social verá que a JSR 357: Social Media API na época foi rejeitada pelo JCP e isto existe no Spring já tem um bom tempo e, novamente, tudo DEPENDE.

Obviamente existem religiosos que vão defender um outro com unhas e dentes, exatamente por ser muito baseado em opinião isto. Para os evangelizadores da Oracle para JEE falar que Spring é o padrão corporativo de facto é um heresia, mas de fato o Spring se tornou um padrão corporativo, justamente devido aos avanços dele, de responder a mudanças de forma rápida e prática.

Veja algumas boas discussões e conteúdo sobre isto:

Conclusão (????)

Você pode muito bem utilizar frameworks do Spring e fazer a implantação da sua aplicação em containers JEE, nada impede você de fazer isto. No entanto, caso sua aplicação não dependa de nada de um container JEE, como EJB, não há justificativa para isto uma vez que você pode utilizar apenas servlets containers, novamente sempre que você puder decidir isto. Você pode implantar nos ambientes, veja que um cliente seu pode ter já uma infra com container JEE, aí o que já não justifica é você pedir para ele instalar um Jetty da vida só para você. O contrário também vale, não é mesmo?

Ainda hoje o arcabouço Spring é superior, vide suporte a plataformas NoSQL e outras inovações como o Spring Session ou Spring Cloud e procure a data de lançamento do JEE8 =/

Quando posso escolher as tecnologias que irei utilizar prefiro sempre utilizar as do Spring. Veja como é mais simples publicar serviços, implementar APIs com conceitos como HATEOAS, e os repositórios do spring data, que nem preciso implementar as consultar e se quiser posso expor serviços a partir deles de forma simples (Spring Data REST)?

Um outro ponto não citado ainda e que o Spring ganha é o fato de que ele nunca negou em adotar as boas tecnologias do mercado, sendo do mundo JEE ou não. JPA surgiu, Spring foi lá e deu um jeito de suportar e facilitar ainda mais seu uso. CDI apareceu, o container IoC do Spring dá suporte ao padrão de anotações dele, mas trabalha de forma diferente, principalmente quanto ao C do CDI. Suporte a JSF, JMS, JAX-RS (mais ou menos) também estão presentes no Spring, sem contar outros aspectos.

O que temos que saber é: usemos o que melhor pudermos de acordo com a situação, mas sempre buscando pela simplicidade, por algo que vá nos atender.

Enfim, é uma longa discussão...

  • Obrigado Bruno! muito positivo suas colocações! Estarei lendo os links sugeridos, por hora você me respondeu o que perguntei. – Delfino 8/06/15 às 13:33
0

Não é que não deve ou não pode. Mas é algo parecido com instalar o Windows no seu notebook, e dentro do Windows uma máquina virtual com Linux, e usar a máquina virtual Linux para tudo. Então toda vez que quiser usar o Linux você terá que iniciar o sistema operacional Windows.

-1

Não faz sentido querer trazer complexidade para o que é simples e plenamente funcional. Geralmente quem usa Spring preza pela genial simplicidade.

Sua resposta

By clicking “Publique sua resposta”, you agree to our terms of service, privacy policy and cookie policy

Esta não é a resposta que você está procurando? Pesquise outras perguntas com a tag ou faça sua própria pergunta.